Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"Não envelhecem bem". Pois não...

por Miguel Pires, em 21.12.14

photo.PNG

A grande vantagem de ter uma cave/adega climatizada é podermo-nos dar ao luxo de nos esquecermos de umas garrafas por lá sem corrermos (muito) o risco de morrerem sem aviso prévio. Ontem resolvi convocar duas delas para jantarem comigo e com bons amigos e, tal como esperava, nenhuma desiludiu, antes pelo contrário: o Poeira 2004, parecia um Iggy Pop cheio de vida e o Vale Meão, uma Gena Rowlands, em noite de estreia, charmosa como sempre. "Ah e tal estes novos vinhos do Douro não vão envelhecer bem", diziam alguns especialistas há 10 anos. Pois, bebam agora as vossas palavras.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:58

Bacalhau sim, mas...

por Miguel Pires, em 16.12.14

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:22

photo.JPG

Depois de O Talho é a vez do chef Kiko Martins se dedicar ao peixe, versão cevicheria. E, tal como o Talho não é um apenas um restaurante de carne, também este seu novo espaço, no Príncipe Real, em Lisboa, não é uma cevicheria clássica, nem o centro de gravidade assenta apenas em torno do Peru. 

 

De facto, Kiko Martins convoca para a mesa sabores de outros países da América latina e do sul, bem como de Portugal (aqui mais ao nível do produto). Empanadas, três tipos de ceviche e número idêntico de causas, "quinotos" (quinoa cozinhada como um risoto) e um taco de tártaro do Talho, são algumas das propostas da carta, cujos valores oscilam entre os 5.30€ e os 13.60€. Por sua vez o preço médio andará nos 20€/30€, se não se abusar do pisco sour, e o menu de degustação de 6 pratos está fixado nos 35€.

 

Ao todo, o espaço, muito bem decorado, onde sobressai um gigante polvo pendurado no teto, não terá mais de 27 lugares, entre mesas e balcão, e estará aberto o dia inteiro, sem reservas.

 

Kiko Martins contou-nos, num destes dias de soft-opening, que espera ter tudo afinado dentro de um mês, o tempo que julga ser necessário para que haja o entrosamento da equipa com o conceito e com o espaço. Contudo, ele sabe que a partir do momento em que abrir portas, este Sábado, ao fim da tarde, terá uma avalanche de clientes ávidos de conhecerem a novidade, tal como se passou quando abriu o Talho.

 

Contactos: Rua D. Pedro V, 129 - Lisboa; Tel: 21 803 8815 (não aceita reservas)

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:04

L'And and... Tasquinha do Oliveira

por Miguel Pires, em 11.12.14

Land Vineyards exterior.jpg

Sou um apaixonado pelo Alentejo. Seja num dia tórrido de Verão ou numa noite fria de Inverno; junto à costa ou no interior; no Alto ou no Baixo ; no montado ou na seara, em tons dourados ou verdejantes, como acontece por estes dias. Como se não bastassem a paisagem e as gentes, esta é igualmente uma das regiões predilectas para praticar o meu desporto favorito: levar o garfo, a colher ou a mão à boca, recheadas de coisas boas - e entremeadas por um bom branco ou tinto da região

 

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:44

photo 1.PNG

Muito bom, o jantar Origens (Sangue na Guelra), de Leonardo Pereira, que decorreu na semana passada, em Lisboa. Num email anterior aconselhava aos presentes a partir para este jantar de espírito aberto, que refreassem as expectativas e pensassem no momento como uma experiência e não como um jantar num restaurante.

 

 

. Posts Relacionados:

 

 . Jantar Origens com o ex-Noma Leonardo Pereira: a boa e a má noticia

 . Um português no Noma (Leonardo Pereira) e recuerdos de Copenhaga

 . Noma - a cozinha muito especial do ‘melhor restaurante do mundo’ 

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:30

MMlogoV1RGB-1.jpg

O mês de Novembro foi um mês dominado pelas notícias em volta das estrelas Michelin. Goste-se ou não, a verdade é que o tema gera sempre um interesse fora do comum. Contudo, este mês superou tudo e foi mesmo um dos melhores meses de sempre do Mesa Marcada, ao obter 47 375 leitores e cerca de 73 000 visualizações. Para terem uma noção do que isto representa, no dia da revelação dos resultados, o Mesa Marcada foi um dos 10 blogues portugueses mais lidos com 6449 leitores - Os dados são ainda mais relevantes se tivermos em conta que os resultados do guia só foram anunciados depois das 20h.

 

Este interesse pelos resultados do Guia Michelin fez com que 4 do top 10 dos posts mais lidos em Novembro versassem sobre o tema, a que já era expectável dado resultados muito positivos para Portugal. 

photo.JPG

 

1 Guia Michelin 2015: Belcanto ganha a 2ª estrela, S. Gabriel recupera a perdida e Pedro Lemos estreia-se a ganhar : 8500 visualizações

2 Estrelas Michelin Portugal 2015: vaticínios provavelmente errados: 3811 vis.

3Estrelas Michelin para Portugal reveladas hoje: 2829 vis.

4Título de Chefe Cozinheiro do Ano 2014 divide membros do júri: 1625 vis.

5Bolo de churros: será este o bolo mais absurdo do mundo?:1506 vis.

6Guia Michelin 2015: Imagens da cerimónia da consagração do Belcanto: 1229 vis.

7Pior a Emenda que o Soneto: 977 vis.

8Jantar Origens com o ex-Noma Leonardo Pereira: a boa e a má noticia: 948 vis.

9Alegria portuguesa em Marbella: 833 vis.

10 - Uma Missão Quase Impossível: 752 vis.

 

Fontes: Google Analytics e Blogómetro Aventar /Sitemeter 

 

Posts Relacionados:

 Os 10 posts do Mesa Marcada mais lidos em Outubro

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:30

 

 

br_28 Moscatel Superior 1911 Garrafa.jpg

É um dos acontecimentos do ano, sem dúvida, o que se irá desenrolar,  este dia 2 de Dezembro, na Casa Museu da José Maria da Fonseca, em Azeitão. Refiro-me ao leilão do Moscatel Superior 1911, um dos grandes vinhos do mundo (nota: não disse um dos grandes vinhos fortificados do mundo, mas sim um dos melhores vinhos do mundo). Foram produzidas apenas 180 garrafas - que correspondem aos 180 anos da empresa -, das quais 100 irão ser leiloadas em lotes, "a solo" ou com outros vinhos da casa. Dos 35 lotes talvez o mais aguardado seja mesmo o lote nº35 que inclui três garrafas do Superior 1911 e uma do Moscatel de Setúbal 1947, que obteve 100 pontos Parker. Contudo quem não conseguir arrematar esse lote, terá outros assim para o jeitoso, com Moscatéis de Setúbal e Moscatéis Roxos mais antigos, como colheitas de 1900, 1904, 1908, ou o Setúbal Superior 1955 (este último, bebi-o recentemente na prova especial da Revista de Vinhos. Que tal? está brutal! Preços? não falemos de desgraças... (mas ainda assim é capaz de ser menos do que pagaram os que se deslocaram à Rússia para ver o Benfica (ok, em executiva e com estadia em suite presidencial. Com uma vantagem: um moscatel destes nunca perde :)

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44

Ficar na cozinha ou ir às mesas?

por Duarte Calvão, em 28.11.14

Na sequência do artigo "O chefe está?", publiquei este outro, com o ponto de vista dos clientes, na edição de Janeiro/Fevereiro de 2013 da revista Comer. Aqui fica, na íntegra.

 

A experiência de ir a um restaurante não se esgota em pedir pratos, comer e pagar a conta. Há um sem números de pequenos actos e até de “rituais” que contribuem para a satisfação ou insatisfação dos clientes, para a sua vontade de voltar e recomendar esse restaurante ou, pelo contrário, nunca mais lá pôr os pés. Um desses “pequenos actos” que podem assumir grande importância, sobretudo nos restaurantes de cozinha criativa, às vezes denominada “cozinha de autor”, é a ida dos chefes às mesas e o diálogo com os clientes. Desta vez, decidimos perguntar a estes últimos como vêm a questão, falando com quatro gastrónomos lisboetas e dois críticos gastronómicos.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:00

image.jpg

Já não é propriamente novidade que Leonardo Pereira se prepara para assumir o comando de um novo projecto no Hotel Areias do Seixo, próximo de Torres Vedras, após quase 5 anos passados no Noma, em Copenhaga.

Contudo, enquanto o restaurante (ou o projecto) não chega, Leonardo Pereira aceitou o desafio de Ana Músico e Paulo Barata da Amuse Bouche e vai desvendar um pouco do que será a sua cozinha num jantar Origens, a decorrer no próximo dia 30, no Vestigius Wine Bar, em Lisboa.

 

 

 

. Posts Relacionados:

 

 . Um português no Noma (Leonardo Pereira) e recuerdos de Copenhaga

 . Noma - a cozinha muito especial do ‘melhor restaurante do mundo’ 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:14

Pior a Emenda que o Soneto

por Paulina Mata, em 25.11.14

lamber dedos.jpg

Contudo, quem lambe os dedos não é um óptimo cozinheiro... Aliás, é uma grande falta de higiene...

 

Almoço de hoje, restaurante com cozinha à vista, fui olhando. O cozinheiro de luvas, mas a certa altura ficaram sujas com um molho... lambeu a luva e continuou a cozinhar. Daí a pouco reparei que só tinha uma luva e vi-o lamber os dedos de novo para os limpar daquilo em que tinha mexido antes, e continuou a mexer na comida. Passado um bocado já não tinha luva nenhuma, mas os dedos eram de vez em quando levados à boca.

 

Vieram trazer-me o prato e eu disse a quem o trouxe: Diga ao seu colega que não lamba os dedos enquanto cozinha. Resposta pronta (com um ar meio paternalista, meio arrogante): Ele tem que provar a comida.

 

Pior a emenda que o soneto... nem vale a pena comentar mais.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:10


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)
Paulina Mata (convidada especial) Alexandra Forbes (convidada especial)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").


Mesa Marcada no Twitter


Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Isabel

    Adoro ler este blog... e há muito que esperava um ...

  • Márcia Leonor

    - Acho que nos outros países pensam mesmo que a n...

  • Rui

    Só é pena que alguns andem a retirar tanto sal ao ...

  • André

    No Equador, come-se uma sopa de bacalhau, chamada ...

  • teixeira

    Tive uma única e decisiva experiência no Bistrô 10...






subscrever feeds