Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




No Funchal, na Rota das Estrelas (III)

por Miguel Pires, em 17.05.11

Como referi aqui na última semana de Abril estive no Funchal, no Il Gallo D'Oro, a propósito da primeira etapa da Rota das Estrelas 2011 , o evento que pelo 2º ano consecutivo reúne, em várias etapas, os principais restaurantes com estrela Michelin em Portugal. O convite foi-me endereçado via Up (a revista da Tap, onde colaboro) pelo Cliff Bay, o hotel onde se insere o Il Gallo D'Oro e que tem à frente da cozinha o Chefe Benoît Sinthon.

Este evento serve para promover e dinamizar uma série de restaurantes de topo, neste caso os aderentes com estrela michelin em Portugal. A parte da dinamização deve aqui ser entendida de uma forma mais abrangente. Não se trata apenas de proporcionar uma série de jantares especiais a clientes e convidados mas também o de poder proporcionar um contacto das brigadas de cozinha e de sala residentes com profissionais vindos de outros lugares - o que numa região mais isolada como a Madeira, onde não existe grande rotação, torna-se ainda mais relevante.

 

Este ano o modelo da Rota das Estrelas alterou ligeiramente: cada restaurante recebe um Chefe vindo de outro restaurante de território nacional e, a novidade, convida outro(s) vindo(s) de fora. Em comum, o facto de terem também estrelas michelin. Trata-se de um atractivo extra em termos de motivação para as equipas de trabalho e, pelo que pude verificar, aqui no Funchal, foi também muito do agrado dos clientes.

 

Pessoalmente e pela experiência que levo de vários jantares colectivos do género, as partes são mais interessantes do que a soma das mesmas. Ou seja: raramente um colectivo consegue proporcionar uma refeição tão boa como a que cada um dos intervenientes faz individualmente. Isso é tanto mais verdade quando alguns Chefes preferem jogar à defesa quando não estão cientes das condições que vão encontrar. Foi o que aconteceu, especialmente com o basco Diego Guerrero, do El Club Allard em Madrid (1 estrela michelin) que optou por trazer um prato seu mais clássico e antigo, do que outro mais actual e sofisticado. 

 

No briefing da tarde Diego Guerrero explica o seu prato à equipa 

 

 ainda a reunião com todo o staff

 

Dieter Koschina  (à esquerda) foi o chefe 'português' convidado. Ao meio, da sua equipa do Vila Joya, Rodrigo Parracho um jovem ribatejano de 23 anos que antes do Vila Joya passou pelo Tavares, Mugaritz e el Bulli.

  

 Michel Roth, do Ritz de Paris (2 estrelas michelin) foi o Chefe estrangeiro convidado

 

medalhões de lavagante azul, riviera de mango e cebola roxa - Michel Roth

 

 

ovo surpresa com pão e pancetta sobre creme ligeiro de batata  - Diego Guerrero  

 

 

filete de salmonete, ragout de polvo da costa  e ravioli de alho negro - Dieter Koschina 

medalhão de bife kobe, batatas maxim com cogumelos “morille” e bacon, legumes da primavera - Benoît Sinthon 

 

 

pré-sobremesa de Gilles Marchal o Chefe pasteleiri de La Maison du Chocolat

 

sobremesa de Yves Michoux, Chef pasteleiro do Il Galo D'Oro :saint honoré de framboesa em cloche de açúcar 

 

 

 

Gilles Marchal, Dieter Koschina, Benoît Sinthon, Michel Roth, Diego Guerrero e Ives Michoux, os participantes da primeira etapa da Rota das Estrelas, no Funchal. O próximo encontro será no The Ocean nos próximos dias 28 e 29 de Maio. 

 

fotos: Henrique Seruca

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:26


PUB



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes

  • João Faria

    Interessante análise e reflexão. Fiquei curioso em...

  • Adriano

    Miguel não me leves a mal este bocadinho de mau ol...

  • silva

    acho preço bastante caro, a não ser que as garra...

  • Artur Hermenegildo

    Ao que diz o Bloomberg, o Gaggan, nº7, irá fechar ...

  • Duarte Calvão

    É curioso, não tinha noção de que o êxito do Henri...


subscrever feeds