Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Bourdain chega a Lisboa

por Miguel Pires, em 29.11.11

.

Anthony Bourdain chegou esta manhã a Lisboa para filmagar um episódio de 'No Reservations'. A mensagem no seu twitter é curta mas elucidativa: "Arrived Lisbon".

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00

Restaurante The Yeatman

por Miguel Pires, em 29.11.11

Um Grande Blend Entre Cozinha e Vinhos

 

De fora ou de dentro a ninguém lhes fica indiferente. A sua dimensão, o impacto na paisagem (quando o observamos ainda do Porto), a grandiosidade dos quartos e terraços, ou a espantosa vista fazem do Hotel Yeatman um local único. Apresenta-se como um hotel vínico de luxo - pretende ser uma referência mundial na área - e embora pertença a uma das mais importantes empresas ligadas ao Vinho do Porto, a Fladgate Partnership (proprietária da Taylor’s), não se ficou pela exploração e divulgação do património (e portfolio) da casa. Estabeleceu uma ponte com produtores de várias regiões do país e criou parcerias que vão desde as provas vínicas, à realização de seminários e até mesmo à própria decoração dos quartos. Na verdade este é um verdadeiro paraíso para os amantes de Baco, cuja temática é transversal a todas as áreas do hotel, incluindo o Spa.

 

Num ambiente assim não seria de estranhar a existência de um restaurante gastronómico com uma oferta de grande nível. Se estivesse no Algarve certamente que a tradição mandaria ir buscar um chefe de cozinha ao estrangeiro. No entanto, felizmente, foi possível encontrar no país alguém com talento e provas dadas como Ricardo Costa, que entre outros atributos teve o mérito de reconquistar a estrela michelin perdida, na Casa da Calçada, em Amarante.

 

Uma refeição no Yeatman não é para todas as bolsas, mas é uma experiência muito de acordo com o que se espera de um restaurante com as suas ambições. Além do mais o preço inclui a soberba e desafogada vista sobre o Douro, a ponte D. Luís e o Porto, uma vez que o hotel se situa-se em Vila Nova de Gaia, no topo da encosta da zona histórica das caves de Vinho do Porto.

Nesta morada há pouco mais de um ano, Ricardo Costa apresenta uma cozinha contemporânea de matriz francesa com influências da cozinha portuguesa. Utiliza produtos nobres de grande qualidade e vai buscá-los onde for necessário, quer em território nacional (a maioria), quer no estrangeiro. Os seus pratos são sofisticados e complexos e a sua mestria em harmonizar vários elementos numa mesma proposta é evidente, desde o amouse bouche (“As boas vindas do Chefe”) até à ultima proposta - o que não é coisa pouca dado que ainda há os vinhos para combinar. A carta é sazonal e relativamente curta (nove entradas, cinco peixes, cinco carnes, dois vegetarianos, seis sobremesas e um prato de queijos) mas o que não falta são motivos de interesse.

 

 A natureza do restaurante convida ao menu de degustação e, no dia em que jantei – uma sexta feira de Setembro -, havia três opções de escolha: o menu “Late Bottled Vintage” de 6 pratos (70€); o menu “Single Quinta Vintage” de 8 pratos (85€) e, de igual número de propostas, o “Chef’s Seasonal Edition Lavagante 2011” (130€), um autêntico festim de Babette.

A opção recaiu na primeira hipótese e começou muito bem, com “as boas vindas do chefe” em dois momentos. Primeiro numa tábua japonesa com várias micro-propostas de mar (em fresco e fritos) e, depois, uma sardinha fumada. Ainda antes de se iniciar o menu mereceu destaque o bom pão que foi servido (chapata, de trigo com tomate seco e de trigo com azeitona) e, acima de tudo, o soberbo azeite da Quinta das Vargellas (da mesma propriedade de origem do famoso Porto Vintage), um azeite fresco (verde), com um toque picante e um sabor - na verdade, aroma retronasal – a relva recém cortada e maçã verde. Um perfil muito toscano que muito me agrada.

 

 

 

</div>

.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:54

Passadeira estendida e as estrelas lá dentro (do guia)
Joan Roca (El Celler de Can Roca, 3 estrelas)  a ser entrevistado
"Madrezita estoy con ganas qe la segunda estrella é de nosotros"*
sala da  revelação
Parte da assistência e, atrás, o aparato meditático 
Fernando Rubiato presidente do Guia Michelin Espanha&Portugal anunciando as novidades
"Joan, quantos años vou ter que esperar pela 3ª?"*
.
"Hombre, persupuesto que si..."*
Representante do Mesa Marcada recusa-se a mostrar a cara em sinal de protesto pela não atribuição de uma estrela ao Panorama e da segunda estrela ao Fortaleza do Guincho (mas feliz por todos os outros que as ganharam) 
'Brioche de trufa ao vapor' de Joan Roca. Interessante mas não muito mais do que isso
Carme Ruscalleda, do Sant Pau (3 estrelas):a simpatia em pessoa e o seu Mondrian gastronómico - um original e interessante quadro comestível de brandade de bacalhau, pimentos vermelhos e amarelos e azeitonas pretas
Ainda de Carmen Ruscalleda: ravioli vegetal (courgete, beringela, nabo e presunto ibérico Joselito. (Aparentemente) Simples, saboroso e bem conseguido (acho que comi uns 4 ou 5 de seguida)
Do Dos Cielos: 'creme tépido de mandioquinha com sagú'. Hum... digamos que não é Alex Atala quem quer
Sequência de fotos da preparação de um prato do Àbac, de Jordi Cruz, Barcelona  -  restaurant que viria a que ganhar a segunda estrela nessa noite 
 'nitro piruleta de iogurte con caviar'
no interior desta caixa está uma resistência como a dos congeladores. Permite que a superfície de metal se mantenha gelada graças à adição de azoto liquido.
'melão com presunto' também do Àbac
baton de gelado de morango, ainda do Àbac
Por último, o Mondrian de Ruscalleda já meio comido
.
*diálogos que não aconteceram mas que poderiam ter acontecido

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

No Laboratório com Denis Martin

por Paulina Mata, em 27.11.11

Há uns meses, durante uma viagem de avião, entretive-me a fazer a lista de alguns restaurantes a que gostava muito de ir, todos fora de Portugal e todos de cozinheiros com uma cozinha muito característica e personalizada. Uns dias depois recebi um convite para participar numa actividade em Genève. Um dos restaurantes da lista era lá perto... fui ver o site, vi quantos dias mais teria que ficar, os hotéis... Ficava caro... muito caro... mas achei que eu merecia aquela prenda... e marquei tudo.

Umas semanas depois fiquei a saber que em 2012 ia deixar de ter subsídio de Natal e de férias, o que somado ao corte do ano anterior dá uma perda muito, muito significativa do meu poder de compra... Pus a hipótese de desmarcar o jantar. Andei dias e dias numa longa conversa comigo... e, apesar de tudo, decidi ir.

O dito jantar seria no restaurante Le Château de Denis Martin. Mais... quando fui consultar o site descobri que durante a semana (terça, quarta e quinta) têm um "pacote" irresistível... Este, além do menu de degustação, inclui o emparelhamento dos pratos com vinho, 1 hora (que de facto foram 2) na cozinha a conversar com o Denis Martin e o livro dele autografado.

E num belo dia de Novembro, depois de uma caminhada à beira deste lago, na pacata e simpática vila de Vevey,

 


um lago que tem a particularidade de ter um garfo espetado... no local em frente do Alimentarium (museu da alimentação, que visitei durante o dia)

 


às 7 horas em ponto, toquei à campainha deste restaurante:

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:56

Dois chefes portugueses no Madrid Fusión 2012

por Duarte Calvão, em 26.11.11

 

Encontrei em Barcelona, durante a cerimónia de divulgação do Guia Michelin Espanha & Portugal 2012, o director do Madrid Fusión e crítico do El País, José Carlos Capel, também autor do blog Gastronotas de Capel, que vinha de Nova Iorque maravilhado com a cozinha de George Mendes, o luso-descendente chefe do restaurante Aldea, em Manhattan. Mas a novidade está relacionada com outro Mendes, este nascido em Portugal, mas radicado em Londres, onde chefia o Viajante, já com uma estrela Michelin. Capel disse-me que, pela primeira vez nas suas 10 edições, o Madrid Fusión, o mais importante festival gastronómico do mundo para a cozinha de vanguarda, vai ter dois portugueses, porque, além de José Avillez (como foi aqui referido), também Nuno Mendes (na foto) vai fazer uma apresentação. Tanto Avillez como Nuno Mendes já se tinham apresentado em edições diferentes do evento e o convite para voltarem é bastante auspicioso para a carreira dos dois jovens chefes. O Madrid Fusión vai decorrer de 24 a 26 de Janeiro de 2012.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:26

Reacções dos novos chefes com estrela Michelin

por Duarte Calvão, em 24.11.11

Chefes catalães, entre os quais Joan Roca e os irmãos Torres (ao centro), discutem as novidades do novo guia Michelin, anunciado hoje em Barcelona. Fotografia do Miguel Pires que também anda por cá

 

Desde que acompanho o assunto, não me lembro de ano em que a Michelin tenha sido tão generosa com Portugal. É claro que acho que havia outros restaurantes que eu acho que mereciam mais uma estrela, como o Panorama Sheraton, a Fortaleza do Guincho e o Vila Joya, mas já fico muito contente com termos mais um duas estrelas no país, o Porto (mais precisamente V. N. de Gaia) ter a sua, ao fim de tantos anos (creio que, anteriormente, só o Portucale), Lisboa ter a ganho uma e o histórico Tavares, recompensando esse excelente cozinheiro que é Aimé Barroyer, ter mantido a sua. Quanto ao único que perdeu, o Amadeus, em Almancil, parece que fechou de vez.
Quando o Mesa Marcada deu as boas notícias aos chefes, via telefone a partir de Barcelona, onde o Guia Michelin Espanha & Portugal 2012 foi anunciado esta noite, as reacções foram diferentes. José Cordeiro, do Feitoria (Altis Belém, Lisboa) manteve-se calmo, disse que já não estava à espera e pensou que viria no ano passado. Mas vai festejar, porque “é bom para a cozinha portuguesa e para Lisboa”. Reservado como do costume, Ricardo Costa, do Yeatman (Vila Nova de Gaia), confessou que estava ansioso, mas muito satisfeito, como se percebia pela voz, por ver o seu trabalho reconhecido. Também vai festejar, embora ainda tivesse “muito trabalho” nesta noite, já que ainda eram horas de jantar.
Muito efusivo foi o chefe austríaco Hans Neuner, no Ocean, do Vila Vita Parc (em Armação de Pêra), que depois de perguntar se não estávamos a brincar, deu berros de alegria. juntamente com quem estava com ele, possivelmente numa cozinha. Prometeu uma “grande festa” e continuou aos berros...Quanto a Aimé Barroyer, também pareceu muito satisfeito e disse que já pensava possível manter a estrela (conquistada há dois por José Avillez, que saiu do Tavares no início deste ano.
Quanto a Espanha, os muitos jornalistas e críticos presentes no fabuloso hotel El Palace, em Barcelona, ficaram mais uma vez espantados e zangados por ver que o seu número de restaurantes três estrelas baixou de sete para cinco, sem nenhuma novidade no topo. Uma dessas perdas já era conhecida, já que o El Bulli encerrou. Mas foi também na Catalunha que se deu a pior “queda”, do Can Fabes, de Santi Santamaria (que morreu em Fevereiro deste ano), já há mais de um ano pilotado por Javier Pellicer (que veio do Àbac de Barcelona), que passou de três para duas estrelas. Já no Àbac ganhou a segunda, agora tendo Jordi Cruz à frente, bem como dois em Madrid: o Diverxo, sempre muito na moda, e a Club Allard. A Hacienda Benazuza, perto de Sevilha, que tinha Ferran Adriá como consultor e duas estrelas, fechou. No nível de uma estrela, há 13 novos e 11 que perdem, entre eles o Drolma, de Barcelona, que também fechou, e o La Broche, de Madrid, o antigo de Sergi Arola. Nas novidades, destaque para a Casa Marcelo, em Santiago de Compostela, um óptimo restaurante que perdeu a estrela no ano passado e agora a recuperou. Mais um “mistério” daquele que continua a ser o mais influente guia gastronómico do mundo. Bem, depois do Lisboa à Mesa do Miguel Pires…

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:52

Mais um 2 Estrelas para Portugal

por Duarte Calvão, em 24.11.11

O Ocean (Vila Vita Parc Hotel, Porches) ganhou a 2a Estrela. O Tavares (Lisboa) mantém a Estrela. Já o Amadeus (Almancil) perde a Estrela.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:26

1 Estrela para o Feitoria (Lisboa), 1 Estrela para o Yeatman (Porto)

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:01

Mesa Marcada nas Estrelas Michelin

por Duarte Calvão, em 24.11.11

Já me foi dito que vai ser um grande ano para Portugal.

Em breve, os resultados.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:48

Bio lógico

por Miguel Pires, em 23.11.11

 

Em Portugal produzem-se centenas de produtos de origem biológica provenientes de todas as regiões do país. É com intuito de os mostrar e divulgar o seu consumo que se realiza este fim de semana, no Mercado se Santa Clara, a Lisboa Bio cuja organização tem o dedo (e também a mão, o corpo e o espirito) de Ângelo Rocha um dos maiores dinamizadores da causa e proprietário de uma das minhas lojas favoritas, a Miosótis.  Já sabem, vão, assistam às palestras e showcookings (o Chef Bertílio Gomes vais ser um dos executantes) e abasteçam-se. 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

Pág. 1/4



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Comentários recentes

  • Anónimo

    https://leilao.catawiki.pt/kavels/10348467-carlos-...

  • Ceny Leite Rodrigues

    Concordo plenamente! Estava agora a comer salmão e...

  • Duartecalf

    Artur,Talvez tenha dado a ideia que achei fraco; n...

  • Artur Hermenegildo

    Infelizmente ao almoço está sempre muito cheio e é...

  • Duartecalf

    Artur,Obrigado pela referência à Tiraninha. Trabal...


subscrever feeds