Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Em Busca da Perfeição

por Paulina Mata, em 05.11.11

 

Regressava de Londres dois dias depois. Onde ir almoçar no meu último dia em Londres? Havia várias opções. Algumas boas... Mas de repente perguntei-me: Porque não o Dinner? Para ser sincera, não acreditava que fosse possível. Esgotado por alguns meses, era o que diziam... Tentei marcar no site. Não era possível fazer reservas para uma pessoa só (que raio de discriminação!), não havia problema, tentava para duas pessoas. Já passava da meia-noite, já não era possível marcar para o dia seguinte, mas deu para ver que nos outros dias a seguir havia mesas disponíveis para o almoço. Afinal havia esperança!

Acordei de manhã, não muito cedo... eram quase 11 horas. E liguei... 5 minutos depois tinha mesa marcada para as 14h30m. Ia ao Dinner! Ia comer de novo a cozinha do Heston Blumenthal. Tendo em conta que é o cozinheiro cuja aproximação à cozinha mais admiro, era importante!

Por outro lado estava a precisar de um bom restaurante. Nada como um bom restaurante quando sentimos que precisamos que alguém cuide de nós. É uma das funções deles, não é? E ainda por cima eu gosto muito de restaurantes!

Preparei-me e saí. O primeiro autocarro ia para Waterloo, esperei pelo segundo... Russel Square! Que bom, não queria mesmo chegar atrasada e já não faltava muito! Chega a Waterloo e diz que acabou o percurso... o pior é que todos os autocarros que chegavam a Waterloo ali ficavam. Umas perguntas e fiquei a saber que havia um incêndio do outro lado da ponte. Pus a hipótese de atravessar a pé... mas o problema estava do outro lado do rio... não ia haver autocarros. Única solução: o metro. E alguns minuto depois estava em Knightsbridge em frente ao Mandarin Oriental Hyde Park.

Uma pequena espera no bar. Na mesa ao lado dois homens, a certa altura um deles tira uma camisola de futebol (acho... desportos não é comigo) e pede ao outro para a assinar. Não me diz nada a cara dele. Não era supostos, deportos não é mesmo comigo...

Sentei-me à mesa. Que bom! Era junto à janela com vista para Hyde Park. As plantas no parapeito davam um ambiente propício para apreciar o almoço. Ainda por cima porque naquele dia de Junho o Sol tinha decidido não se armar em tímido. Do outro lado uma enorme janela sobre a cozinha. Por estranho que pareça não gosto de cozinhas à vista... Se calhar era suposto gostar... mas raramente achei que dessem um input positivo ao que comia, antes pelo contrário... Confesso que olhei de vez em quando, mas não me prendeu muito a atenção.

 


A carta estava sobre a mesa. Logo chegou também o pão e a manteiga. Um pão excelente, uma manteiga saborosa!

 


Era hora de escolher...

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:15


Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Comentários recentes

  • Pedro Pinto

    Ao mais alto nivel. Atrevo-me mesmo a dizer que, a...

  • Luís Pontes

    A Cozinha Tradicional Portuguesa não é uma entidad...

  • Teixeira

    Carlos Alexandre primeiro concordo, como de hábito...

  • Antonio Lopes

    LOL

  • Anónimo

    Só é pena a distância e a necessidade de levar-se ...


subscrever feeds