Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 ↑↑↑ Público 

 

Receava-se que a crise poderia afastar as pessoas do Peixe em Lisboa. Mesmo sem saber os números oficiais arriscaria dizer que esta foi edição mais concorrido de sempre. Enquanto em anos anteriores a afluência foi crescendo à medida que o evento avançava na semana, este ano notou-se uma forte presença logo desde o inicio. Para isso terá contribuído a aposta da organização numa sala com mais mesas e lugares sentados e na calendarização de duas das apresentações mais importantes  - Andoni Aduriz e José Avillez - logo no inicio do festival.

 

↑↑↑  Ángel León

 

 Tinha grande expectativas em relação à apresentação deste chefe andaluz, depois de ter visto o entusiasmo com que Carlos Maribona - um critico generoso mas exigente - falou dele (aqui): "Magnífico. No tengo otra palabra para definir el menú que nos sirvió Ángel León ayer en su restaurante APONIENTE, en El Puerto de Santa María".

Pois León não defraudou as expectativas dos presentes que esgotaram o auditório para o ouvir falar, confeccionar e mostrar a cozinha que pratica no seu restaurante, próximo de Cádiz. Mostrou-nos o trabalho que tem desenvolvido com fitoplancton e com alguns peixes menores e apresentou em menu de degustação e a filosofia subjacente ao mesmo. León poderia ser retratado como um purista ou naturalista (Redzepi da Andaluzia?) mediterrânico, adepto da cozinha moderna francesa (que faz com que, por exemplo, trabalhe o peixe na frigideira como um gaulês - só que em vez de manteiga usa gordura de peixe, que ele mesmo fabrica). Como vive junto ao mar Ángel Léon faz questão que o seu menu seja composto apenas por pratos de peixe. A construção e a explicação deste menu é muito interessante. Pressentindo que após uma série de pratos de peixe o cliente começa a sentir "necessidades cárnicas", León inclui vários vários pratos "mar/montanha" que criou para dar a ilusão de estar a servir carne, como é o caso de um robalo que marina num 'jus' de fígado e carcaça de pombo e que apresenta de forma a parecer-se com um peito de pombo, ou no carré de robalo com molho de cordeiro. Houve ainda tempo para falar de 'embutidos' de peixe e de 'delicias do mar' que processa com lombos de um

peixe "tão desconsiderado e disforme que nem tem direito a nome", referiu. Enfim foi uma apresentação interessantíssima,

entusiasmante e com bom ritmo. No final já havia quem quisesse organizar uma excursão a Cádiz.

 

 

 ↑↑  Expositores do Mercado Gourmet

 

Não conheço os critérios necessários para a presença no mercado gourmet mas a ausência quase por completo de grandes produtores e produtos industriais é de salutar porque permite dar espaço e voz aos pequenos produtores e distribuidores que têm, por vezes, dificuldades em expor os seus produtos e que encontram aqui o seu habitat natural e o seu público alvo certo. Gostei dos chocolates com roquefort da Siopa, ou da versão com a flor de sal da Sal Marim (de quem sou fã incondicional). Experimentei os boletos secos em pó na Terrius e trouxe anchovas. Comprei frigideiras de ferro na César Castro e bebi ginger beer e gin tónico com Fever Tree, na Schmidt Stosberg. Deliciei-me com o gelado de pera e chocolate da Ice Gourmet, do Bertílio Gomes, e com os doces conventuais da Alcoa. Ainda levei uma santola e uns carapaus (que viraram picadinho) da Açucena Veloso e provei o queijo sem casca da Origem Transmontana. Bebi saké, petisquei katsuobushi e amendoins(?) com wasabi na Cominport e petazetas na Inspiring Ingredients. Uma uma pequena mas autêntica comunidade gastronómica.

 

↑↑ Produtores de vinho

 

Não é uma feira de vinhos e talvez mesmo por isso possamos prestar uma maior atenção a alguns rótulos menos conhecidos. Fiquei convencido com o espumante Ninfa (do meu conterrâneo de Rio Maior, João Barbosa) e, mais ainda, com o bairradino Colinas - que em prova cega bate certamente alguns champanhes bem conhecidos. Achei incríveis os brancos da Quinta do Pinto e surpreendi-me com o Areias Gordas Colheita Tardia. Gostei também do Verdelho 2011 do Esporão, do Alambre 20 anos da José Maria da Fonseca, do Moscatel Roxo da Bacalhoa e de um Guronsan logo manhã. 

 

↑↑ Serviço de Limpeza 

 

 Um jornalista italiano comentava-me que estava impressionado com a eficiência do serviço de  limpeza. "Em Itália seria impossível", confessou-me. Mesmo com uma área de mesas mais compacta, o que criava algumas dificuldades de circulação entre mesas, nunca houve pratos ou lixo amontoado. Exemplar.

 

  

 → Auditório

 

Não tem sido fácil conseguir criar um auditório com condições ideais no Pátio da Galé. Comecei por levantar muitas dúvidas ao novo figurino e localização deste espaço, onde decorreram os debates e as apresentações dos Chefes. É certo que não havia uma coluna ao meio, como na anterior localização. No entanto a insonorização prometia ser pior e o formato horizontal da bancada tornava-o mais num corredor com bancadas do que propriamente num auditório. Contudo, a proximidade com o palco tornou o espaço mais acolhedor, do mesmo modo que a localização, mais próxima da sala principal, atraiu um maior número de pessoas. Resumindo: o novo auditório continua longe de ser a ideal mas acabou por justificar a mudança.

 

↓↓ Hambúrgueres

 

É um facto que a cidade mostra uma verdadeira apetência por hambúrgueres. Dizia-me um dos chefes que o facto de ter acrescentado esse epíteto a um dos pratos fez com que as vendas crescessem exponencialmente. Até consigo entender o fenómeno mas... não deveria haver uma maior resistência ao facilitismo num evento como este?

 

↓↓ Ausência Chefs nas apresentações dos Chefs

 

Acho estranho que muitos dos Chefs e cozinheiros presentes no Peixe em Lisboa não se interessem pelas apresentações dos seus pares. Será que já sabem tudo? Será que só é válido se for no Madrid Fusion ou na San Sebastian Gastronomika?

 

 

 ↓↓↓ A apresentação de Jacques le Divellac

 

 É verdade que se trata de um nome respeitável, com um passado digno de registo, nomeadamente, na arte de cozinhar o peixe. É verdade que o senhor é bonacheirão e que os seus 80 anos faz com que se perdoem certas falhas. Mas a verdade, também, é que a imagem que passou foi a de alguém que não se preocupou em se preparar minimamente e que achou que disparar uns elogios e colocar um certo ar condescendente seria o suficiente. Mas não foi, o que é lamentável ainda para mais porque os recursos para trazer chefes de fora não abundam. A apresentação do italiano Luca Collami esteve uns furos acima do francês, mas ainda assim não passou da mediania (valha-nos que os pratos que fez era muito bons de sabor).

 

↓↓↓ Directos de televisão

 

 Todos sabemos a importância dos media, nomeadamente da televisão, na divulgação deste tipo de eventos. No entanto, ocupar 2/3 do espaço de refeições, num dos dias com maior potencial de visitas (Sábado à tarde) com um programa de entretenimento televisivo em directo é lamentável. Ainda para mais porque obrigou a alterar os horários das apresentações sem aviso (pelo menos nos meios digitais). Logo no Peixe em Lisboa que tem fama de cumprir os horários à risca.  

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:52


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Abril 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Comentários recentes

  • João Gonçalves

    "E, é claro, o Varanda do Ritz Four Seasons, de Li...

  • Duartecalf

    Se no ano passado íamos duplicar e não duplicámos,...

  • Miguel Pires

    Seria de bom tom, a alguém que tem uma opinião tão...

  • Miguel Pires

    Podemos sempre especular o que quisermos, como, po...

  • Anónimo

    Miguel,Neste momento já foram recebidos os convite...


subscrever feeds