Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pesca em maré de aberturas

por Miguel Pires, em 20.09.17

Pesca_DiogoNoronha.JPG

Ainda acabava de publicar o post abaixo sobre o novo restaurante de Vincent Farges, quando recebo, no email, a informação que outro dos mais aguardados restaurantes da reentrada, o Pesca, cuja existência comunicámos, aqui, em primeira mão, abre na próxima semana. Na verdade, não é anunciada a data, mas é referido que as reservas já estão abertas. Acontece que quando se verifica o calendário, o dia 26 é a primeira data disponível.

 

O Pesca, é o projecto mais ambicioso do chef Diogo Noronha desde os tempos do Pedro e o Lobo e neste espaço do Príncipe Real irá apostar numa cozinha de autor centrada no mar e na sustentabilidade (todos os vegetais serão de origem biológica, por exemplo). Existirão ainda os cocktails do Fernão Gonçalves e as sobremesas do Claiton Ferreira (de que sou fã).

 

Outra pormenor relevante é o preço. Ao que tudo indica, o Pesca, que é uma parceria de Noronha com o grupo Multifood, alinhará mais pela bitola do Alma do que da do Tapisco, (dois dos outros restaurantes do grupo), a ver pelo preço médio anunciado de 60 euros, sem bebidas. Não vou já aqui levantar suspeitas de aspirações a estrelas Michelin, mas não posso deixar comentar o grande desafio (e a exigência de um cliente que facilmente pagará 75/100€) que têm pela frente, sobretudo, quando está previsto que o restaurante funcione ao almoço e jantar, de terça a sexta, e em contínuo (das 12 às 24h), ao fim de semana - algo que não é muito habitual em restaurantes de topo.

 

Morada: Rua da Escola Politécnica 27, no Príncipe Real

 

Foto: colagem a partir de imagens retiradas do Instagram de Diogo Noronha 

 

Posts Relacionados

Vincent Farges levanta o véu sobre o novo restaurante no Chiado (com abertura prevista para muito breve)

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:16

 

VincentFarges.jpg

 

É um clássico no inicio de cada ano (ou no final do anterior) e no período da rentrée (após o Verão) falar-se dos novos restaurantes que estarão para abrir. E um dos mais aguardados, em Lisboa, é o novo projecto do chefe Vincent Farges, no Chiado. Em Janeiro, na Fugas (Público), falava-se que a abertura estava prevista para o 1º trimestre e, na semana passada, a Time Out anunciava a inauguração para o inicio de Outubro. Contudo, nem uma nem outra dava grande informação sobre o nome ou o sobre o que será o novo restaurante (a Time Out referia apenas que Farges “fará alta cozinha na mesma linha do que fazia no Fortaleza do Guincho, de onde saiu em 2015”).

 

Hoje, meio ao acaso, deparei-me com uma entrevista que o chefe francês deu recentemente ao blogue da Bluthaup e resolvi contactá-lo (o restaurante será no local onde foi o showroom desta marca de cozinhas e o sócio, Pedro Mendonça, é um dos representantes da mesma em Portugal). Porém, antes de adiantar os pormenores interessantes da conversa que tivemos, traduzo abaixo a pergunta/resposta mais relevante dessa entrevista. Aquela que levanta o véu sobre o que será o novo restaurante do chefe francês:

 

O espaço

 

 "Este novo restaurante será um espaço onde as pessoas apreciarão, não apenas uma experiência gastronómica de alto nível, mas igualmente um momento inesquecível. O espaço foi desenhado por um dos arquitectos portugueses de maior prestigio na área (N.R. Guedes Cruz Arquitetos). Trata-se de um lugar maravilhoso que combina elementos contemporâneos com uma parede de azulejos do século dezoito e uma vista de Lisboa e de rio de tirar a respiração".

 

Sobre o Serviço 

 

O serviço, liderado por Inácio Loureiro (N.R. o escanção que veio igualmente do Guincho), conhecido em Portugal como um dos melhores na sua área, particularmente em termos de vinhos, será altamente exigente mas ao mesmo tempo discreto. Não haverá lugar a códigos de serviço formais. Preferimos receber os nossos clientes com simplicidade num ambiente acolhedor e tranquilo, mas que não deixará de ser, também, altamente profissional."

 

O tipo de cozinha 

 

"A cozinha será refinada e a chave natural da nossa busca será a qualidade e a frescura dos nossos produtos. Felizmente, para nós e para os nossos clientes, teremos um menu curto que será mudado com frequência”.

 

Os atrasos, a abertura (na 2ª quinzena de Outubro) e o nome

 

Já na conversa que tivemos ao telefone, Vincent Farges começou por nos adiantar que os atrasos se deveram a várias situações ligadas com o facto de estarem num prédio classificado e com habitações em cima e em baixo. Por exemplo, o chefe francês frisou, que quando foram de retirar todas os revestimentos se depararam com o espaço em piores condições do que aquelas que esperavam. Por isso, toda esta complexidade, os reforços na estrutura (o peso de uma cozinha de restaurante não é propriamente o mesmo de uma de casa), autorizações, etc têm vindo a adiar a abertura, que agora, segundo ele, estará prevista “para a segunda quinzena de Outubro”. Farges tem vindo a testar algumas ideias e pratos no outro showroom da Bluthaup, nas Amoreiras e tem noção que não terá tempo para grandes testes na nova cozinha dado que uma vez que esta esteja pronta quer abrir o mais rápido possível e sem grande soft opening.

 

Em relação ao nome, por questões estratégicas, Farges continua a não querer revelá-lo. A ideia é que assim o mesmo tenha um maior impacto quando for divulgado. Porém, adianta: “o restaurante será parte de uma marca mais completa”.

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:52

PedroPenaBastos_1.jpg

 

Em comunicados separados, o Esporão e o seu chefe de cozinha Pedro Pena Bastos, bem como a directora de f&b e sua mulher Teresa Chaves, anunciaram neste final de tarde o fim do projecto de alta cozinha do enoturismo da empresa, em Reguengos de Monsaraz. A noticia deixou-nos surpreendidos dada a projecção e sucesso que o restaurante parecia ter alcançado nos últimos dois anos. 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34

20KITCHEN2-superJumbo.jpg

 

Já é quase fastidioso enumerar a quantidade de artigos que semanalmente saem na imprensa mundial a gabar as maravilhas lusas, tipo “o beco mais trendy do mundo é português” até à possibilidade, segundo um artigo da BBC, da cozinha portuguesa ser a mais influente do mundo.

 

A maior parte dos leitores identifica-se com estes artigos, a ver pela quantidade de “gostos” e partilhas nas redes sociais, e as publicações online também, obviamente, sobretudo, numa altura em que as receitas das edições em papel estão com o rating próximo de “lixo” e os clicks valem ouro (ou bronze vá lá). Até há quem compile e divulgue essas notícias, com um certo tom irónico, como faz Pedro Boucherie Mendes, numa espécie de rubrica intitulada “Amor que nós temos ao amor que têm por nós”.

 

E tudo isto vem a propósito de quê? de algum artigo elogioso recente que tenha escapado aos nossos media?

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:58

IMG_0620 (1).jpg

 

“Isto é o mais próximo do que me irão ver cozinhar no futuro”, dizia-nos há menos do mês Vítor Claro durante um intervalo na vindima da parcela onde faz um dos seus vinhos, próximo da Arruda (região de Lisboa). Foi na pausa do almoço do pessoal, para quem tinha preparado um gaspacho (trazido num garrafão de água), umas bochechas estufadas ( para fazer sanduiches com pickles caseiros) e umas fatias de vitello tonnato. Se houvesse um concurso de almoços de vindima improvisados, este ganharia, ou não fosse o vinhateiro reconvertido, que passara a manhã sentado no trator (na foto de cima) a transportar caixas de uvas, um antigo chefe de culto, ainda hoje muito estimado entre os seus antigos colegas e clientes.

 

 

 

 

Patrocínio:

MASTER_520x90_300x300_portugal-page-001.jpg

 

 

Posts Relacionados: 

 

Menu de Interrogação - 10 Perguntas a José Nobre

.  Menu de Interrogação - 10 Perguntas a Rodrigo Castelo

.  Menu de Interrogação - 10 Perguntas a Paulo Amado

.  Menu de Interrogação - 10 Perguntas a Vasco Coelho Santos

 . Menu de Interrogação - 10 Perguntas a Alexandra Prado Coelho

Menu de Interrogação - 10 Perguntas a Leonel Pereira

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

BenShewry_Broadsheet_au.jpg

 

Ben Shewry é um prestigiado chef de origem neozelandesa que está na crista da onda. Aos 40 anos é respeitado entre os seus pares e clientes, teve direito a um episódio dedicado a si logo na primeira série de Chef’s Table (Netflix) e o seu restaurante Attica, em Melbourne, Austrália, figura entre os melhores do mundo (nº 32 do World 50 Best).

 

Porém, o que leva então Shewry a publicar na sua conta do Instagram uma foto sua, com 23 anos, visivelmente exausto, com uma mensagem bem diferente da imagem "glamourosa" de rock star que muitos associam à vida de um chef?

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:13

IMG_1085.JPG

  

 Muito se tem falado ultimamente na internacionalização da cozinhar portuguesa e este é mais um passo neste sentido. Depois de vários anos a realizar e eventos em Portugal, a Amuse Bouche de Ana Músico e Paulo Barata foram convidados para levar o seu Sangue Na Guelra a Dusseldorf, na Alemanha, numa curadoria que conduzirá a esta cidade doze chefe e dois produtores portugueses.  
 
 
 
 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

À Justa abre ao público daqui a uma semana

por Duarte Calvão, em 04.09.17

Ainda recentemente falámos deles aqui, mas agora é tempo de anunciar que dentro exactamente uma semana abrirá ao público o muito aguardado À Justa, a nova aventura da experiente chefe Justa Nobre. Neste restaurante em plena Calçada da Ajuda, em Lisboa, de que já aqui demos notícia, ela irá apresentar alguns dos clássicos que lhe trouxeram fama ao longo de uma carreira com mais de 40 anos, mas também novidades que se irão renovando sazonalmente. “É sempre cozinha portuguesa, vou ter a sopa de santola, o robalo à Justa, a perna de cabrito, mas também outros pratos, alguns feitos pelos miúdos que vão estar cá permanentemente”, disse a chefe ao Mesa Marcada.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19


PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Setembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Comentários recentes

  • Paulo

    Não se aborreça Miguel. As redes sociais são impla...

  • Paulo

    Não conhecendo os motivos do encerramento, se calh...

  • joana

    sardinhanalfabeto!

  • Duartecalf

    Concordo Miguel, e os novos restaurantes do Diogo ...

  • Miguel Pires

    Espero que seja o segundo caso. Seria um desperdíc...


subscrever feeds