Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O lápis azul

por Rui Falcão, em 11.08.09

Pois é, as zelosas e puritanas autoridades do estado do Alabama acabaram de proibir, com efeitos imediatos e urgência de reacção, a venda do vinho Cycles Gladiator, por utilização de rótulo indecoroso com atentado à moral e aos bons costumes. O rótulo “escandaloso” reproduz um antigo e histórico cartaz publicitário de bicicletas francesas, omnipresente por toda a França… durante o século XIX. Haverá esperança num futuro radioso para os vinhos da Ramos Pinto no estado do Alabama?

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:55


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Rui Lourenço Pereira a 14.08.2009 às 15:59

Estou desconfiado que as vendas deste vinho vão disparar.
Sem imagem de perfil

De Rui Falcão a 16.08.2009 às 09:45

Sim, sim, nada como este tipo de publicidade para aumentar vendas e notoriedade. É inacreditável onde pode chegar a parvoeira humana e a falsa moral de costumes para proibir um rótulo tão inócuo como este. Mesmo num estado rural como o Alabama!

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Agosto 2009

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Comentários recentes

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...

  • Marcus

    Esperimente passá-las em farinha de arroz. Elas fi...

  • Miguel Pires

    Pois, eu gosto de comparar e de tirar ilações, sob...

  • Miguel Pires

    Anónimo?