Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A Casa Portuguesa

por Rui Falcão, em 15.06.09

Acabei de regressar de Barcelona onde, a convite do Consulado português, tive o prazer de poder apresentar a uma plateia de sommeliers, donos de garrafeiras e outros profissionais catalães, um panorama geral e genérico sobre vinhos nacionais, a sua especificidade e identidade. A culminar a palestra seguiu-se uma prova de vinhos de três produtores nacionais bem representativos das suas regiões, Quinta do Vallado, Carlos Campolargo e Herdade da Malhadinha. Bem organizada, a prova foi um sucesso imediato, visível nos rostos e nas conversas dos muitos profissionais que encheram o terraço do hotel Pulitzer.
Mérito inequívoco do consulado português, na execução política da promoção dos valores e produtos nacionais, mas, igualmente, engenho e talento de uma das mais incríveis e louváveis iniciativas que conheci nos últimos anos, a Casa Portuguesa em Barcelona. Casa Portuguesa que se apresenta como um misto de loja gourmet, garrafeira, pastelaria, casa de tapas e local de cultura, local de animação e vivência urbana que pude confirmar “in loco”. Um local moderno e bem desenhado, com uma preocupação estética mais que evidente, local de exposições de pintura e fotografia, de lançamentos de livros… onde só se vendem produtos portugueses, sem qualquer excepção ou condescendência. A cerveja, à garrafa ou à pressão, é nacional, os vinhos, em garrafa ou a copo, são sempre nacionais, os petiscos e tapas todos lusos, os bolos de pastelaria efectivamente nacionais, os chocolates, conservas, bolachas, azeites, etc… sempre pátrios. Só a selecção musical se mostra mais eclética, passando por todas as paragens, estilos e recantos do mundo.
Mas o melhor da Casa Portuguesa é que o espaço não é, e não quer ser, um local de peregrinação da saudade, um gueto de portugueses, um café para os encontros de futebol, um reduto de cachecóis de equipas portuguesas, de presuntos e réstias de cebolas penduradas no tecto. Pelo contrário, é um local de encontro de barceloneses, de promoção do que de melhor se faz em Portugal, sem complexos, sem sentimentos de inferioridade, sem pudor. E que gozo me deu ver um espaço tão bem concebido, numa das ruas mais movimentadas da noite de Barcelona, apinhado de jovens espanhóis a beber cerveja super-bock, vinhos portugueses a copo, a comer avidamente pasteis de bacalhau e empadas de galinha, a deliciar-se com bolas de Berlim e bolas de carne de Trás-os-Montes, a pedir Queijo da Serra e Queijo de Azeitão, a suspirar pelos pastéis de nata. Sim, sim, vendem diariamente mais de 700 pastéis de nata…
Afinal, a cultura gastronómica portuguesa também pode ser facilmente exportável!

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:37


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Duarte Calvão a 15.06.2009 às 14:59

Ora aqui está um post que me enche de satisfação. Tenho que lá ir.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 15.06.2009 às 16:02

Caro Rui, é com estas noticias que eu fico bem disposto, e ainda para mais vendem 700 pasteis de nata!!!
Ganharam um adepto na minha proxima visita a Bercelona vai ser uma paragem obrigatória.
Já agora qual é a morada ou website?
Abraço Vicente
Sem imagem de perfil

De maloud a 15.06.2009 às 16:17

http://www.acasaportuguesa.com/
Sem imagem de perfil

De Rui Falcão a 15.06.2009 às 16:47

Obrigado “Maloud”, é isso mesmo, o endereço é http://www.acasaportuguesa.com/, no bairro de Grácia (não confundir com o Carrer de Grácia).
Não escondo que eu também regressei bem disposto, até porque o entusiasmo e a boa disposição do Pedro e da Leonor são verdadeiramente contagiantes. A montra de vinhos é bastante interessante, o ambiente descontraído e simpático… e os dois têm feito mais pela promoção do vinho português em Barcelona que muitas outras actividades oficiais.
Entretanto, não sei se por contágio, se por coincidência, sei que já abriu outra casa semelhante também em Barcelona. E também fiquei a saber que a comunidade portuguesa em Barcelona é muito razoável, movendo-se muito entre a arquitectura e o design…

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Comentários recentes

  • Alexandre Silva

    O que está a dar, é o que não está a dar! Fico esp...

  • Jorge Guitian

    Uno más para la agenda de la próxima visita a Lisb...

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...