Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A invasão chinesa...

por Rui Falcão, em 25.06.09

Depois da invasão das lojas chinesas, da electrónica “made in china”, dos milhões de brinquedos chineses… e até das bandeiras portuguesas feitas na China com sete pagodes inscritos no escudo, será desta que as vinhas europeias serão conquistadas pelos investidores chineses?
Apesar de uma cultura do vinho incipiente, a China começa a descobrir, ainda que lentamente, o fascínio do vinho. Bordéus é o centro das atenções, despertando um entusiasmo, um quase fanatismo, uma cisma que se entende pelo fascínio oriental por marcas e símbolos. Fixações que nem sempre são explicáveis. Por alguma razão que a razão desconhece, os vinhos de Chateau Lafite são objecto de culto na China, negociados a preços demenciais. A procura é tão, mas tão obsessiva, que qualquer vinho que ostente, algures no rótulo, a palavra Lafite vende-se instantaneamente. Até a segunda marca de Chateau Lafite, o Carruades de Lafite, consegue ser vendido a preços bem mais elevados que muitos Premier Cru! Para cúmulo da extravagância, acabou de ser inaugurada a casa de um novo magnata chinês, em Pequim, uma réplica perfeita, e à escala, de Chateau Lafite!

No meio de tanta histeria, num país com tantos novos milionários, num país com tanto excesso de liquidez, seria inevitável que os investimentos chineses se diversificassem. Bordéus começa a ser olhado como alvo preferencial do assalto chinês, investimento do ego, da afirmação social e do triunfo patriótico. Chateau Richelieu, em Fronsac, bem perto de St Emilion, foi o primeiro a ser adquirido. A nova administração já informou que pretende comprar vinhas adjacentes para aumentar a área actual com 15 hectares de vinha. Promete oferecer bons preços…
E o Vinho do Porto, será que também vai acabar a falar em mandarim?

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:08


2 comentários

Sem imagem de perfil

De EuSouGourmet a 25.06.2009 às 13:25

Caro Rui,
Realmente a expansão chinesa em relação aos vinhos é tremenda.
E se formos ver bem o mercado asiático e a demanda sobre este néctar, ficamos impressionados.
Só em 2008, representou $1,3M USD de importações a Portugal.
Se excluirmos o Japão as projecções para os próximos 5 anos é chegarem $1.500M USD de importações a nível mundial.
O gigante asiático acordou e vai abanar os nossos mercados.
Só a título informativo, está agendado de 4-6 Nov a segunda edição da "Hong Kong International Wine & Spirits Fair" (http://hktdc.com/hkwinefair), que na edição passada teve expositores de 25 países, representando 240 vendedores, criando mais 8,700 negócios para 55 países. Fantástico não é?
Abraço
Vicente
Sem imagem de perfil

De Pumadas a 26.06.2009 às 17:33

Viva Rui,

Nem há dois dias, em bordeus, falava com uma jornalista Chinesa sobre este mesmo fenómeno. Segundo ela, a razão desta "loucura" tinha a ver com o facto de aquando da abertura chinesa para os ocidentais, o Chateau Lafite, foi o primeiro a colocar um anuncio nesse país. Segundo a mesma, outra razão é o nome Lafite, que para os chineses é de facil pronuncia.

Abraço,

JR

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Comentários recentes

  • Alexandre Silva

    O que está a dar, é o que não está a dar! Fico esp...

  • Jorge Guitian

    Uno más para la agenda de la próxima visita a Lisb...

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...