Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




A importância do telefone

por Duarte Calvão, em 11.01.10

No documentário que Alberto Adrià fez sobre "Um Dia no El Bulli" há uma cena muito interessante de um empregado a atender o telefone e a explicar pacientemente a quem estava no outro lado da linha que não havia lugares disponíveis nem para esse dia, nem para essa semana, nem para esse mês, nem para esse ano...Esta boa educação no mais famoso restaurante do mundo, que mesmo que tivesse dez vezes mais lugares na sala estaria sempre lotado, contrasta com o modo como por vezes nos respondem em certos restaurantes portugueses, que só porque têm uma noite em que estão cheios tratam com sobranceria e enfado quem se atreve a incomodá-los com pedidos de mesa. É claro que quando não há lugares, não há nada a fazer, mas em vez de quase parecerem satisfeitos em se livrarem de nós, não seria melhor que esses restaurantes se mostrassem agradecidos por nos termos lembrado deles, lamentassem a situação e até propusessem que voltássemos num dos próximos dias, em vez de quase nos desligarem o telefone na cara? E depois queixam-se de que há alturas em que estão cheios e noutras, não percebem porquê, não aparece ninguém...Era bom que os responsáveis pelos restaurantes, que por vezes gastam rios de dinheiro em "relações públicas", tivessem muito cuidado com quem colocam a fazer as reservas ao telefone. A palavra certa ou a palavra errada pode ser a diferença entre ganhar ou perder um cliente. Que ainda por cima vai contar a toda a gente a forma como foi atendido. 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:09


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Joel de Sousa Carvalho a 12.01.2010 às 14:19

Grande post!

Isto é um facto que acontece em muitos restaurantes, mas sendo ao telefone como pessoalmente. Por vezes a cabeça não dá para tudo, e a lembrança de reservar uma mesa nem sempre é lembrada. Existem empregados que ficam ofendidos por aparecermos visto não haver mesas disponiveis. Depois ainda existem aqueles que perguntam assim: "Então não vê que a sala está cheia? E olhe que nem sei quando irá vagar uma mesa. Aguarde se quiser..."

Na minha opinião deveriam ficar contentes e pedir que aguardássemos um pouco, mas nem sempre acontece.

Abraço Duarte Calvão e equipa Mesa Marcada
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 12.01.2010 às 14:42

Obrigado, Joel. Quando nos damos ao trabalho de ir a um restaurante onde não fizemos reserva, acho que a atitude ainda devia ser mais acolhedora, em vez de ser ao contrário. Mas a satisfação de nos dizerem não na cara é irresistível para muitos. Abraço
Sem imagem de perfil

De BR club penguin a 13.05.2011 às 18:32

achei bom o texto mais prefiro que vcs coloquem a verdadeira historia do telefone pois preciso fazer um trabalho e não acho em lugar algum o devido assunto da minha pesquisa e então entrei nesse site mas também não tem coisa ao meu interesse.

obrigado pela sua compreensão!
xau!!
Sem imagem de perfil

De jrd a 12.01.2010 às 18:26

Cenas do quotidiano que, sejamos justos, não podem ter lugar numa Pizza hut ou num McDonalds, porque são locais onde cabe sempre mais um, não se aceitam reservas, nem tão pouco se servem "refeições"...
Sem imagem de perfil

De Antonio a 13.01.2010 às 17:08

Concordo em absoluto.
em todo o caso importa destacar os - infelizmente - poucos em Lisboa que vão tendo esse cuidado.

Já não foi uma nem duas vezes que tentei marcar mesa no 100 maneiras sem sucesso e me responderam sempre com imensa educação e - quase mais importante - amabilidade.
Mais, apresentaram sempre uma data alternativa para jantar, fosse no dia seguinte ou noutro.

De saudar.

um abraço e parabéns pelo blog que se vai tornando uma das minhas referências semanais.

António
Sem imagem de perfil

De Miguel Somsen a 21.01.2010 às 12:36

Isto é a prova que em Portugal já existe oferta, já existe procura, mas ainda falta um certo jeito "intermediário" que garanta alguma simpatia na recepção aos comensais (tanto telefone como no local).
Basta experimentar o serviço trágico do novo Luis Baena em Santos (Manifesto) para se perceber como uma má recepção pode estragar uma boa refeição.

Parabéns pelo blog: muito útil.
Sem imagem de perfil

De anita a 03.03.2010 às 12:53

É um problema decorrente da contratação de pseudo-tias para as mesas de recepção, numa tentativa de aproximação às cenas sobrevalorizadas em séries e filmes passados em Nova Iorque.
Já cheguei a ter de responder à senhora que atende telefones no Yasmin: "Deixe lá, não se mace para eu jantar."

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Janeiro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...

  • Marcus

    Esperimente passá-las em farinha de arroz. Elas fi...

  • Miguel Pires

    Pois, eu gosto de comparar e de tirar ilações, sob...

  • Miguel Pires

    Anónimo?