Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Peixe em Lisboa - Instantâneos, 2º dia

por Miguel Pires, em 13.04.10

Claude Troisgros foi o primeiro a entrar em cena nas "Apresentações dos Chefes" do segundo dia do Peixe em Lisboa 2010. Claude é filho de Pierre Troisgros, e sobrinho de Jean Troisgros, dois nomes que nos anos 70, em França, estiveram na origem  da "Nouvelle Cuisine".

 

Apesar do sotaque francês carregado Claude vive no Brasil há mais de 30 anos e possui actualmente o restaurante Olympe, no Rio de Janeiro

 

Claude Troisgros é um defensor da prática de uma cozinha sustentável e é grande divulgador do produto brasileiro, que utiliza na sua cozinha de base francesa. No prato de cima: ceviche de vieiras com haddock fumado entre fatias de palmito. Por cima caviar de tapioca...

 

 

 

 

O caviar de tapioca, apresentado numa lata do legítimo, é feito de tapioca que depois de arrefecida e solta fica a marinar em molho de soja durante 3 dias. Claude contou que em Nova Iorque, onde teve um um restaurante,  estas latas foram um sucesso entre comunidade vegetariana, pois passaram a ter o seu caviar, o que era 'super chique'.

 

 

 

Seguiram-se João Sá e André Simões, que com o escanção Manuel Moreira, são donos do Gspot em Sintra. Esta dupla esteve muito bem no seu papel de 'rookies' nestas andanças fazendo uma apresentação irreverente e descontraída e divertida, muito perto numa actuação de stand up comedy

 

 

Falaram do seu restaurante dos problemas e das virtudes da sua localização. De como a mudança constante do menu lhes permitia aguçar a criatividade e jogar com a flutuação dos custos nos mercados de forma a poderem apresentar um preço cativante aos seus clientes. Abaixo, três das propostas que apresentaram:
A fechar o 2º dia do Peixe em Lisboa esteve o alentejano dos quatro costados, António Nobre, dos hotéis M'ar de Ar, em Évora, que até a água com que confeccionou os pratos da sua apresentação foi trazida do Alentejo (como sugere a foto em baixo, o dedo em riste serviu para enumerar as razões desta opção).
A sua apresentação teve como base o peixe mais utilizado na gastronomia alentejana, o cação. E foi simultaneamente divertida e didáctica a forma como aproveitou o seu 'tempo de antena'. Não só a plateia ficou a saber como confecciona uma sopa de cação e um escabeche do mesmo, como ficámos todos a saber um pouco mais sobre este tubarão, a que foi dado outro nome para afugentar clientes, e de como ele entrou na gastronomia alentejana. E como se sabe quando é cação ou quando é tubarão? "É cação quando somos nós a comê-lo; é tubarão quando é ele que nos come".

 

postas finas de cação em escabeche sobre esmagada de batata e agriões

 

Sopa de cação, que como diz António Nobre:"não há muita volta a dar em termos de apresentação". E não precisa.

 

 

Percebo-o. Se alguém estivesse a a cozinhar um familiar também não acharia graça nenhuma (sogra é familia?)
Nos restaurantes a romaria continuava e se alguns se queixam de que este ano a afluência mais fraca, outros diziam o contrário. Pelo menos em termos de qualidade das propostas pareceu-me superior (o balanço fica para o final do evento). A titulo de exemplo deixo aquele que foi para mim o melhor prato deste 2º dia: empada de lampreia com remoulade de aipo bola e uma emulsão de salsifis, tubérculo que o Nuno Diniz, autor da receita que estava disponível no espaço da York House, não parava de elogiar.

 

 

 

Para terminar um gelado da Ice Gourmet. Por muito que a menina me tentasse com os novos sabores a caramelo salgado ou a vinho Verde, acabo sempre no do costume: infusão de eucalipto. É simplesmente: M-a-r-r-a-v-i-l-h-o-s-o! (como dirá certamente Claude Troisgros, se se chegar a ele)
Final do dia na varanda do 1º andar.
P.S  uma gripe idiota a uma alergia primaveril (espero que não seja a peixe) estão-me a abalar a paciência e estes 'instantâneos' que queria que transmitissem, diariamente, de uma forma leve, a atmosfera do que se tem vivido (ou que pelo menos, que eu tenho vivido) neste festival de gastronomia, Peixe em Lisboa. Vamos ver quem vence (até ontem à tarde achava que era eu. Hoje já tenho dúvidas :/)

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:44


5 comentários

Sem imagem de perfil

De Roh a 13.04.2010 às 15:44

As apresentações têm estado cheias? Eu vou tentar ainda dar lá um salto esta semana.

:)

Abraços

Roh
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 14.04.2010 às 02:32

A apresentação dos irmãos Roca encheu o auditório e de um modo geral todas têm tido bastante afluência.
Sem imagem de perfil

De Miguel Ferreira a 14.04.2010 às 08:44

Bom dia,

Para quem não pode estar presente....existirá a possibilidade de ocorrer uma transcrição dos pratos...ou melhor ainda uma possibilidade de acompanhar em video???
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 14.04.2010 às 09:40

Bom dia,

acampanhar em vídeo não me parece. No entanto tal como no ano passado julgo que a organização irá colocar no site tanto as receitas das apresentações como breves vídeos sobre o evento
Sem imagem de perfil

De Roh a 14.04.2010 às 11:21

Hoje vou até lá. Já reservei lugar para a apresentação do Avillez. Vou encontrar-te por lá. Abraços e até logo.
:)

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...