Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O mundo ao revés

por Rui Falcão, em 05.05.10

 

Durante décadas o mundo inteiro, com poucas ou nenhumas excepções, esforçou-se por copiar o modelo francês, procurando emular os vinhos franceses mais afamados, recorrendo ao empréstimo das castas francesas em todas regiões. Por isso se eternizaram os vinhos aconchegados pelos inevitáveis Chardonnay, Sauvignon Blanc, Pinot Noir, Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, aqui e ali adubadas por outras castas gálicas menos afamadas como a Sémillon, Cabernet Franc, Petit Verdot e Gamay. Até mesmo as variedades que entrementes se converteram na identidade nacional dos países sul-americanos, o Malbec da Argentina, o Carmenère do Chile e a Tannat do Uruguai, não passam de castas francesas, da zona de Bordéus, caídas entretanto em desuso na região.

E não é que agora, marchando num sentido perfeitamente antagónico, a França se dispõe a adoptar a casta Alvarinho/Albariño, encarada hoje como uma das possíveis salvações do Languedoc? Que tremenda ironia do destino…

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 06:02


4 comentários

Imagem de perfil

De Miguel Pires a 05.05.2010 às 10:13

Esperemos que por cá em vez de se ver isto como uma ameaça se veja como uma oportunidade para tornar a casta mais conhecida e a reboque, a sua origem - mesmo que aqui tenhamos que partilhar com um 'viziño' mais poderoso.

Rui, e a Touriga Nacional continua também em expansão internacional ou as coisas acalmaram?
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 06.05.2010 às 09:15

Prossegue em expansão franca numa evolução que me parece ser já irreversível. Claro, há que manter as perspectivas e perceber que a sua circulação e divulgação continua a ser marginal e experimental. Neste momento, o país que mostra maior interesse pela Touriga Nacional tem sido Espanha, com inúmeros produtores a plantar a casta por todo o território. Mas já podemos encontrar Touriga Nacional em vários pontos da Europa, América (do Norte e, sobretudo, do Sul), Austrália e África… incluindo alguns vinhos extremes da casta.
 
Sem imagem de perfil

De Miguel Azevedo Peres a 05.05.2010 às 11:16

pode ser que o bom portuga comece a valorizar mais os seus verdes!
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 06.05.2010 às 09:17

Esperemos que sim, que entre outras consequências positivas essa seja uma delas…
 

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Maio 2010

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Oops, já corrigido. Agradeço o reparo.

  • Martinho Cruz

    Tudo bem. Vega “Cecília” é que me ultrapassa.....

  • Anónimo

    Esta é uma boa notícia para esta altura do Natal.....

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...