Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Crise? traga o seu vinho

por Miguel Pires, em 22.06.10

 

 

A artigo é do Guardian e chegou-nos através de um leitor. Segundo a edição online deste jornal vários restaurantes ingleses com estrelas Michelin resolveram adoptar uma política de "traga o seu vinho" (BYO) sem qualquer custo adicional, ou por um valor de serviço ínfimo. Sedução, ou desespero?

Ao lermos o artigo verificamos que 'a coisa' tem as suas regras, mas não deixa de ser interessante. Será que um clube como o que é referido no artigo poderá ser replicado por cá (por exemplo pela nossa Rota das Estrelas)?

Fine diners are drinking premier cru wines at plonk prices as a bring-your-own booze revolution gathers pace in Britain's best restaurants. Worried by empty tables as a result of the economic slump, a group of Michelin-starred establishments are letting customers bring their own favourite bottles for no extra charge, or a modest corkage fee, instead of paying often huge mark-ups on the house wine list. (continuar a ler aqui)

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 19:17


4 comentários

Sem imagem de perfil

De José Tomaz de Mello Breyner a 22.06.2010 às 20:50

Estão a copiar a YORK HOUSE que já há uns anos é BYOB. Preço da rolha aqui é de 3,5 €
Sem imagem de perfil

De joao oliveira a 23.06.2010 às 00:00

é igual a politica de imensos restaurantes brasileiros que cobram o preço da "rolha" para quem levar o seu vinho
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 23.06.2010 às 10:17

Excelente ideia. Na prática como pode ser implementada? Cobrando um valor por garrafa? Cobrando um valor por "cabeça"?
No meu caso, penso várias vezes em ir a um determinado restaurante e não vou por causa das limitações da carta de vinhos (ou por querer provar algo novo). Invariavelmente acabo noutro restaurante, com melhor carta mas para comer mais do mesmo...
Sem imagem de perfil

De Ricardo Silva a 23.06.2010 às 14:24

Encontrei este conceito pela primeira vez em Montréal, há cerca de seis anos.
Foi-me explicado que tal se devia, em primeiro lugar, ao processo de licenciamento do estabelecimento: é possível abrir-se restaurante sem obter autorização para vender bebidas alcoólicas. Essa limitação contorna-se com a política 'apportez votre vin', boa para atrair grupos.
Sou a favor e sem reservas.

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Comentários recentes

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...

  • Anónimo

    isso mostra exatamente como você e quem escreve es...

  • Anónimo

    Nos Açores sempre se comeram algas. As famosas "To...

  • Duarte Calvão

    Acho que não leu o artigo do El País com atenção. ...