Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Temos Termos

por Rui Falcão, em 12.08.10

 

Eu próprio faço o meu mea culpa, por vezes perdemos tanto tempo com as regiões consagradas que nos esquecemos das restantes denominações, dos vinhos que nos chegam dos recantos mais pequenos e menos mediáticos de Portugal. Vem toda esta prosa a propósito porque tive ocasião de provar os vinhos da Quinta dos Termos, das Beiras, vinhos que me impressionaram pela originalidade e personalidade. Atenção, não são vinhos fáceis e ao sabor da moda, mas sim vinhos genuínos e cheios de coração. Entre todos, gostei especialmente do Quinta dos Termos Selecção 2007 e do Quinta dos Termos Vinhas Velhas Reserva 2006!

Há vida para além dos vinhos do Alentejo, Douro, Dão e afins!

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 11:54


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Nuno Ciríaco a 12.08.2010 às 14:04

E ainda bem que esses vinhos existem, mostrando que em certas regiões, ainda há produtores que se dão ao trabalho de fazer o que sabem, não querendo ou não podendo explodir para os mercados onde existe muita manipulação dos factos. Sou totalmente a favor de provar e comentar vinhos de produtores e regiões menos conhecidos, parece que dá mais prazer descobri-los. Este relatado pelo Rui não conheço, mas agrada-me bastante ler este tipo de post aqui no seu canto. Viva Portugal e os que querem e lutam para serem diferentes.
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 12.08.2010 às 15:34

Nuno,
Inteiramente de acordo, ainda bem que existem vinhos alternativos com qualidade e personalidade. Se convenientemente explorada, e não é difícil fazê-lo, penso que seria mesmo a nossa melhor estratégia de afirmação internacional.
 
Sem imagem de perfil

De Tiago a 12.08.2010 às 14:39

Verdade.
Eu descobri muito recentemente alguns vinhos do Algarve e estou a adorar!
Sem imagem de perfil

De Hugo Mendes a 12.08.2010 às 15:28

Rui,
Não me espanta isso, vindo de si! Normalmente, é dos poucos que ainda se pendura nuns vinhos esquisitos e tenta perceber o que está por trás da diferença.
Pergunto-me, como e a quem vender esses vinhos. O mercado está hermético a tudo o que fuja do convencional. Tanto o trade como o retalho querem pontos, facilidade, best value, medalhas, …
Como se consegue que esses vinhos cheguem ao mercado?
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 12.08.2010 às 15:42

Hugo,
De facto essa é a principal questão a resolver… e simultaneamente a realidade mais difícil de encarar e contornar. Implica ter um projecto, uma visão clara, vontade de trabalhar, capacidade de comunicação, identidade própria, tudo coisas que muito poucos produtores nacionais se podem gabar de exercer…
 
Sem imagem de perfil

De mannel a 12.08.2010 às 17:26

Pues hace un año, incorporamos esta bodega en A Casa Portuguesa, el Reserva del patrao(disculpas por no poder escribir correctamente) es un vino con una fantastica RCP, i es syrah!!! elegante, suave y con alma.
Muyu buenos vinos en general,
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 12.08.2010 às 17:48

Caro Mannel, penso que não estaremos a falar dos mesmos vinhos, porque estes Quinta dos Termos que provei assentavam em castas portuguesas, com lotes curiosos de Trincadeira, Rufete, Touriga Nacional, Tinta Roriz e Tinto Cão.
 
Sem imagem de perfil

De mannel a 12.08.2010 às 18:48

Rui, yo creo que son los mismos, hace un par de meses probe el Touriga, de todos modos mirare de colgar unas fotos de las botellas,
Abrazo
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 13.08.2010 às 10:54

Mannel, serão provavelmente os mesmos vinhos. Eventualmente teremos provado rótulos diferentes porque a lista de referências é relativamente grande.
Abraço para ti, para a Leonor e para o Pedro
 
Sem imagem de perfil

De Hugo Mendes a 13.08.2010 às 10:20

Rui, percebo o que diz, e, moralmente sei que a razão mora nas suas palavras!
Mas, sabe tão bem como eu que, a sociedade Portuguesa não está talhada para o mérito , nem para o trabalho!
No entanto, podemos sempre morrer a tentar!
Abraço!
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 13.08.2010 às 10:56

Hugo, o tema tem pano para mangas. Infelizmente agora tenho um avião para apanhar para a África do Sul, mas espero poder voltar ao tema.
Abraço,
 

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Agosto 2010

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes

  • Anónimo

    https://leilao.catawiki.pt/kavels/10348467-carlos-...

  • Ceny Leite Rodrigues

    Concordo plenamente! Estava agora a comer salmão e...

  • Duartecalf

    Artur,Talvez tenha dado a ideia que achei fraco; n...

  • Artur Hermenegildo

    Infelizmente ao almoço está sempre muito cheio e é...

  • Duartecalf

    Artur,Obrigado pela referência à Tiraninha. Trabal...