Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Acabou-se a Códega…

por Rui Falcão, em 12.10.10

Não se sobressalte quando começar a reparar na presença da casta Síria nos contra-rótulos de alguns dos vinhos durienses mais recentes. Não que a casta beirã, ou alentejana quando ataviada sob o nome Roupeiro, seja uma das novas importações do Douro. Na verdade, há muito que a casta marca presença nos encepamentos da região, sempre sob o nome Códega, título que foi agora forçadamente rebaptizado para a denominação Síria.

Entretanto, e para complicar ainda mais o estranho mundo das castas portuguesas, a casta Códega do Larinho, apesar da fonética semelhante, é uma variedade distinta, sem relação de parentesco com a Códega. Escusado será dizer que a partir de agora a maioria dos vinhos durienses terão Códega do Larinho no lote… em vez da “Síria”, ou Códega, do passado…

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:39


1 comentário

Imagem de perfil

De Miguel Pires a 12.10.2010 às 02:08

Os brasileiros da Miolo é que ainda não descobriram a casta. Se não já teríamos um Miolo de Côdea

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...