Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vinhos de celebridades

por Rui Falcão, em 01.12.10

 

O vinho desperta paixões, amores súbitos e impetuosos, desejos e entusiasmo, calor e arrebatamento, ocasionalmente desvirtuando conceitos tão elementares como a razão ou a simples racionalidade, inebriando e elevando o espírito para considerações que a sensatez nem sempre perfilha. Ao vinho, para além da celebração dos elementos e dos valores da terra, insistimos em querer associar uma imagem de sofisticação e prestígio, impregnando-o de apontamentos de esplendor e fascinação, assumindo-o como uma das metáforas modernas dos conceitos de aristocracia e dignidade.

Talvez por isso o vinho se tenha transformado num enorme terreiro de atracção, num íman forte e seguro que seduz e empolga tantas personagens aparentemente alheias e distantes do universo do vinho. Porque se algumas das celebridades se envolvem por pura paixão, por entusiasmo impetuoso, muitos outras arribam a este universo impelidos pela simples vontade de realizar mais um negócio, de conquistar uma nova audiência, de aproveitar o prestígio social associado à envolvência do vinho.

São muitas as celebridades que se têm deixado enfeitiçar pelos prazeres do vinho, de cantores a futebolistas, de actores a pilotos de automóveis, de cineastas a golfistas. Alguns, poucos, muito poucos, quase renunciaram a carreiras com maior ou menor sucesso, motivados por uma paixão genuína pelo vinho, convertendo-se em viticultores dedicados, em produtores a tempo inteiro. Outros, a larguíssima maioria, limitaram-se a aproveitar o espaço oferecido pelo vinho para vender um nome, para promover os seus interesses pessoais, para se associarem a um produto que consideram de luxo. Outros ainda, determinados por razões filantrópicas, decidiram oferecer o seu nome para causas humanitárias, por beneficência, para o conforto dos que mais necessitam.

Uma das ocorrências mais afamadas instituiu-se em Portugal, no Algarve, sob o nome de Adega do Cantor, nome que evoca a carreira de Cliff Richard, ainda hoje um dos nomes mais queridos da canção popular inglesa… em Inglaterra. Quem não conhecer os vinhos do cantor, vendidos sob os rótulos Vida Nova e Onda Nova, terá tendência para prontamente esboçar um sorriso trocista, antecipando um qualquer vinho sem alma nem substância. Não é seguramente o caso! Os vinhos algarvios de Cliff Richard afirmam-se entre os melhores da região, consagrando e promovendo a denominação Algarve de forma radiante… tendo mesmo sido determinantes para a revitalização da produção de vinho no Algarve.

Mas ninguém assume um caso de entusiasmo mais evidente pelo vinho que Gerard Depardieu e Sam Neill, dois actores consagrados, dois actores que abdicaram de uma carreira cinéfila mais prolongada para se dedicar por inteiro ao vinho, convertidos em homens do vinho, afastados das lides do cinema para se dedicar à terra. Sam Neill, especialmente celebrizado pelo seu protagonismo nos êxitos “Parque Jurássico” e “O Piano”, regressou à sua Nova Zelândia natal para edificar a adega Two Paddocks, especializando-se na produção de vinhos com a casta Pinot Noir, alcançando algum expressão nacional e internacional com os seus vinhos. Gerard Depardieu, por seu lado, passou a viver para o vinho e para as vinhas, assumindo a governação directa do seu Château de Tigné, em Anjou, onde se entretém em múltiplas experiências e infinitos ensaios, oferecendo alguns resultados encorajadores e merecedores de aplauso generalizado. Depois, em colaboração directa com o famosíssimo enólogo consultor Michel Rolland, bem como com a benesse de Bernard Magrez, financeiro apaixonado pelo vinho, mantém ainda interesses em mais de uma dezena de outros pequenos projectos vinícolas espalhados pelo mundo.

Igualmente presentes, embora menos envolvidos no dia-a-dia, surgem os nomes do cantor Sting, exilado na Toscânia, onde produz o vinho Chianti Il Serrestori, e de Mick Hucknall, vocalista da banda Simply Red, produtor de vinho na Sicília, nas encostas vulcânicas do Monte Etna, onde dá corpo ao vinho Il Cantante, elaborado com a casta tinta Nero d’Avola. A completar o ramalhete surge ainda o nome do célebre cineasta Francis Ford Coppola, um clássico entusiasta do vinho, presente em Geyserville, em Alexander Valley, na Califórnia, desde o final dos anos setenta do século passado.

Seguem-se uma mão cheia de nomes, mais ou menos famosos, mais ou menos interessados, por vezes através de autorizações de herdeiros, capazes de apadrinhar rótulos em retorno de direitos de autor ou, nos casos mais notáveis, de contribuições para obras de beneficência ou de suporte para fundações. Entre eles contam-se nomes tão díspares como Bob Dylan, Elvis Presley, Marilyn Monroe, Barry Manilow, Rolling Stones, Mariah Carey, Barbara Streisand, Kiss, Celine Dion ou Olivia Newton John.

Mas existe ainda uma lista de nomes mais ou menos empenhados na celebração do vinho, nomes que incluem personalidades tão diversas como o actor Dan Akroyd, a cantora Madonna, o ex-piloto de automóveis Mario Andretti, o golfista Greg Norman, o actor Antonio Banderas, o estilista Salvatore Ferragamo, o mais famoso quarter-back de futebol americano de todos os tempos, Joe Montana, ou mesmo Wayne Gretzky, o mais aclamado jogador de hóquei no gelo de sempre.

Uma lista que continua a aumentar, mesmo em tempo de crise. Os últimos a anunciar os seus planos para estabelecer uma adega foram o futebolista espanhol Iniesta, logo após a conquista do Mundial de futebol de 2010, pela selecção espanhola, e o actor norte-americano Johnny Depp, desejoso de começar a produzir os seus vinhos numa das muitas casas que possui no sul de França.

 

Texto publicado originalmente no suplemento Fugas do jornal Público em 20 de Novembro de 2010

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:04


2 comentários

Imagem de perfil

De maloud a 01.12.2010 às 18:30

Em França bebi o Sangue d'Oro da Carole Bouquet.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.12.2010 às 13:48

O ar de alarvo do Depardieu...

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Dezembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Oops, já corrigido. Agradeço o reparo.

  • Martinho Cruz

    Tudo bem. Vega “Cecília” é que me ultrapassa.....

  • Anónimo

    Esta é uma boa notícia para esta altura do Natal.....

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...