Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

Começa hoje, no Porto, na Alfândega, a primeira conferência internacional sobre vinhos portugueses, dedicada à promoção dos vinhos nacionais, tendo como tema base a doutrinação e promoção da casta Touriga Nacional. Durante o dia de hoje, amanhã e Sábado, o evento reúne convidados dos principais mercados de exportação, para além de jornalistas e críticos de vinho de vários países, incluindo nomes tão prestigiados como Jancis Robinson, Neal Martin, Simon Tam, Charles Metcalfe e Guilherme Rodrigues. O programa completo poderá ser visto aqui.

Numa nota mais pessoal estarei presente hoje como moderador do painel do fórum de enólogos responsável pelo debate do tema “Touriga Nacional, diferentes perfis em diferentes terroirs”, numa mesa que senta Domingos Soares Franco, Jorge Queiroz, Manual Soares, Anselmo Mendes, Filipa Pato, Luis Duarte e Charles Symington. No Sábado, irei apresentar a palestra “Touriga Nacional no ciclo das grandes castas mundiais”.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:15


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Tiago a 09.12.2010 às 10:42

Pergunta com 98% de hipóteses de não fazer sentido: se o objectivo é promover a Touriga Nacional lá fora, não se devia alterar a denominação para algo como Touriga Portuguesa?
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 20.12.2010 às 09:51

Tiago, penso que é uma falsa questão. Porque se está a cair num preciosismo de que raramente nos lembramos, o facto de esta casta ter um nome curioso. Não nos passa pela cabeça mudar o nome de Baga para Baga Portuguesa, ou do Castelão Nacional (Camarate) para Castelão Português. É o nome da casta e não vejo qualquer vantagem em alterá-lo. Aos franceses não os preocupa que o Cabernet Sauvignon não tenha o nome francês no meio, nem aos espanhóis que o Tempranillo indique que é espanhol.
De qualquer forma, penso que nesta fase seria já impensável querer mudar o nome de uma variedade que já está plantada em vários pontos do mundo, nomeadamente na Austrália, Argentina, Espanha, Califórnia, Grécia, França, África do Sul, etc.
 
Sem imagem de perfil

De Jorge Nunes a 13.12.2010 às 12:41

Parece que os vinhos do top ten não foram nada consensuais, a avaliar por diversos comentários que tenho ouvido.
Mas houve um que achei particularmente interessante, uma questão deixada pelo Ilkka Sirén, da ViiniTV, "wood necessary for touriga? opinions?"

Cumprimentos,
Imagem de perfil

De Rui Falcão a 20.12.2010 às 09:57

Sim, o resultado final foi relativamente surpreendente, tal como a pré-selecção já o fora, só com participantes portugueses, como usualmente sucede nestas escolhas de painel, com um grupo relativamente alargado de juízes.
Mas a eleição do top 10 foi apenas mais um detalhe, e seguramente não o evento principal, numa conferência que me pareceu muito bem organizada e com resultados interessantes para a promoção do vinho português.
 

Comentar post



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)
Paulina Mata (convidada especial) Alexandra Forbes (convidada especial)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").


Mesa Marcada no Twitter


Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Isabel

    Adoro ler este blog... e há muito que esperava um ...

  • Márcia Leonor

    - Acho que nos outros países pensam mesmo que a n...

  • Rui

    Só é pena que alguns andem a retirar tanto sal ao ...

  • André

    No Equador, come-se uma sopa de bacalhau, chamada ...

  • teixeira

    Tive uma única e decisiva experiência no Bistrô 10...