Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

O restaurante Panorama, o Chefe Leonel Pereira, o vinho Soalheiro Primeiras Vinhas e o Enólogo (e produtor) Dirk Nierpoort foram eleitos pelo painel de convidados do Mesa Marcada como os preferidos de 2011. Com excepção do Panorama, que destrona o Tavares da posição cimeira, os outros três vencedores nas suas categorias repetem o feito do ano passado. 

 

Em termos de Top 10 de restaurantes é de salientar que há cinco locais que entram pela primeira vez nesta lista, sendo que três são do norte. Estes cinco locais foram protagonistas de subidas consideráveis no ranking, como se pode verificar no primeiro quadro.

 

Nos Chefes destaca-se a forma categórica com que Leonel Pereira alcança o 1º lugar, com mais de 80 pontos em relação ao 2º. A esta posição ascende agora, Vincent Farges subindo cinco posições em relação a 2010. Destacam-se ainda na categoria, Hans Neuner (5º lugar) e Ricardo Costa (no 6º lugar) que subem 9 e 18 posições, respectivamente .

 

No que diz respeito a vinhos sobressaem um Moscatel, que entra pela 1ª vez no top10 (com uma 'jovem' colheita de 1955), e o tinto duriense Meadro (10º) que sobe 53 posições em relação ao ano anterior. 

 

No Top 10 de enólogos Dirk Niepoort vence novamente com uma diferença considerável em relação ao 2º posto, destacando-se ainda, nos lugares cimeiros, Luís Cerdeira, no 3º lugar (sobe 5 posições) e Susana Esteban, no 6º (sobe 7 posições) - já para não falar de Anselmo Mendes no 2º lugar, ou de Fransisco Olazabal no 10º. 

 

 

 

 

 

 

 

Para saber sobre o método utilizado na votação, bem como o números de votantes por categoria, ler aqui.

 

As listas completas, bem como o painel do júri que participou na votação podem ser consultados aqui (Chefes), aqui (Restaurantes), aqui (Vinhos), aqui (Enólogos) e aqui (júri) 

 

Agradecemos a todos os que participaram neste nosso desafio e aproveitamos para felicitar os eleitos

 

Miguel Pires

Rui Falcão

Duarte Calvão

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:55


40 comentários

Sem imagem de perfil

De Alberto Manuel a 29.12.2011 às 22:14

Viva:

Dos restaurantes que considera de topo tive a oportunidade de ir ao Yeatman (onde se passou bem pior do que no evento mesmo ali ao lado na Taylors) e ao Assinatura, também fui ao DOP mas esse não consta da vossa lista (mas não me surpreenderia se estivesse).

Aquilo a que se refere de banalidade é na realidade um facto. O estilo de cozinha praticado poderá ser considerado uma evolução ou adaptação (para mim é destruição) aos tempos que correm, mas estão a desligar-se das nossas raízes gastronómicas.

Curiosamente Anthony Bourdain quando esteve em Portugal foi à procura daquilo que era genuíno (desde que fosse porco) e que lentamente vai desaparecendo com o tipo de restaurantes aqui listados.

Poderá ainda argumentar e até sou capaz de concordar consigo que a gastronomia, assim como a cultura evoluem devido ao contacto e influencias externas, mas continuo a gostar mais de comer carne que sabe a verdadeira carne e peixe que sabe a peixe e não algo híbrido ou então por exemplo comer umas tenras casulas já que estamos na altura delas. Será por acaso que algum destes galardoados restaurantes sabe o que isso é, como se prepara e ao que deve saber?

É capaz de entender agora o meu ponto de vista?

Imagem de perfil

De Miguel Pires a 30.12.2011 às 04:10

Caro Alberto Manuel

Obrigado pelo seu comentário e por nos deixar o seu ponto de vista.

Normalmente este tipo de votações acaba por privilegiar quase sempre um estilo de restaurante com uma cozinha mais elaborada. Aqui e em qualquer parte do mundo em que haja um bom leque de restaurantes do género.

Porque acompanho a trabalho de vários destes Chefes de cozinha de perto considero que a maior sabe mais sobre cozinha tradicional do que insinua (e até mais do que muitos que a praticam). Simplesmente não é o tipo de cozinha que fazem ou que escolheram.

Também não entendo essa história de "gostar mais de comer carne que sabe a verdadeira carne e peixe que sabe a peixe e não algo híbrido". Se há um principio básico nas cozinhas actuais é precisamente o de tirar o máximo partido da qualidade e frescura - e por consequência, do sabor - dos produtos. Isso não quer dizer que não se cometam excessos e atrocidades. Mas isso também acontece na cozinha tradicional. Resumindo, até entendo que prefira uma cozinha mais tradicional e que gostaria que uma votação deste género reflectisse isso mesmo. Já não entendo porque é que um estilo tem que estar contra o outro.

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Dezembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Oops, já corrigido. Agradeço o reparo.

  • Martinho Cruz

    Tudo bem. Vega “Cecília” é que me ultrapassa.....

  • Anónimo

    Esta é uma boa notícia para esta altura do Natal.....

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...