Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 

A semana passada (23 a 27 de Janeiro) decorreram as 2ª Jornadas Gastronómicas da Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa. Estas jornadas são organizadas pela turma de alunos finalista. O programa era muito variado e interessante e incluia palestras, demonstrações, jantares e actividades culturais.

 

Estive lá, porque me convidaram para participar, e gostei bastante do que vi. Da azáfama na cozinha, porque nesse dia era a turma, liderada pelo Chef Luis Figueiredo, que preparava o jantar, deu para sentir o empenho deles. Do interesse que demonstraram na minha sessão, da variedade de temas escolhidos e da organização, deu para sentir o interesse em saberem mais, em complementarem os conhecimntos adquiridos na escola e a capacidade de iniciativa.

 

De há uns anos para cá vem sendo comum nas universidades e outras escolas os alunos organizarem este tipo de jornadas. Em todas as que fui sempre tive que reconhecer a qualidade da organização e dos programas. Uma possibilidade excelente de saírem dos muros da escola e tomarem contacto com a vida real, que eles muito bem aproveitam.

 

Desta vez, como em todas as outras, perguntei a mim própria  "No meu tempo seriamos capazes de fazer uma coisa destas?" e acabo por concluir sempre que acho que não. Estas gerações têm uma formação diferente da que se tinha na minha época, que de facto lhes confere competências diferentes. Felizmente, porque o mundo em que vivemos também é diferente.

 

Seguramente o futuro da cozinha em Portugal só pode ser melhor com jovens que organizam umas jornadas como estas. Parabéns!

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:04


2 comentários

Sem imagem de perfil

De António Marques da Cruz a 02.02.2012 às 17:01

Estupendo "post".
Parabéns Paulina!
Sem imagem de perfil

De António Moura a 04.02.2012 às 19:24

Cara Paulina, dá gosto ler este seu post.
Eu também acredito que o futuro da cozinha em Portugal só pode ser melhor.
Temos, felizmente, muito caminho para fazer e vamos fazê-lo.
A própria situação (de crise) que estamos atravessar vai ajudar a esclarecer melhor o que está certo e merece ser apoiado e o que deve ser abandonado.

Comentar post



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)
Paulina Mata (convidada especial) Alexandra Forbes (convidada especial)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").


Mesa Marcada no Twitter


Siga-nos no facebook



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Só entre nós

    Excelente reportagem, parabéns.http://soentrenos.b...

  • Pedro Sommer Ribeiros

    Ahaahahaha!!!Muito bom!Se viessem a Portugal, até ...

  • André Alves

    Então não há cá uns que dizem que inventaram o Pas...

  • Renato

    Depende do que for, de facto, a invenção. Se já ex...

  • Jorge Guitián

    Lamentablemente, non é a primeira vez que a patern...