Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




No Reservations - Bourdain em Lisboa

por Miguel Pires, em 07.05.12

Anthony bourdain bem que avisou que não vinha a Lisboa fazer um bilhete postal. Ok, mas não precisava de puxar pelo lado mais escuro da cidade e do país (Salazar, ditadura, crise, crise e mais crise). Ainda assim gostei. Não evita um ou outro lugar (ou neste caso imagem) comum mas também há que reconhecer o mérito de mostrar pessoas e lugares que muitos lisboetas desconhecem. 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:34


44 comentários

Sem imagem de perfil

De Machado a 10.05.2012 às 17:03

So, it's been a lot of time, since Salazar, since colonial Portugal.
What's good now, wthat's great about Lisbon ?
The country is going trhough this crisis, but at the same time everybody is valuanting the nice thinks we have.
A lot of museums, a lot of theater. A lot of music.
Incredible coast-line, sea-food, history, architecture
A sense of community
Every time I look around, it's just like, Wow, something to discover
You see many layers of time
What of major capitals look like this ? None.

e a última frase do programa foi:

That was awesome.
Sem imagem de perfil

De Valter Costa a 10.05.2012 às 18:34

Eu gostei muito do programa. E pelos vistos os americanos também gostaram.
Dead Combo já são conhecidos nos states à custa do programa!
http://blitz.sapo.pt/dead-combo-no-top-americano-dos-mais-vendidos-no-itunes-e-no-portugues-tambem=f81288
Sem imagem de perfil

De Jorge Nunes a 11.05.2012 às 09:02

E da Carminho também. Uns dias depois do programa ter ido para o ar, cruzei-me com uma mensagem de uma americana no twitter, que se dizia maravilhada com a voz da fadista, ao ponto de ter feito o download. Achei curioso e meti conversa, respondeu-me assim:
"Are you Portuguese? I'm surprised I have never heard of her before. Downloaded her latest CD immediately. Gorgeous!!!"

O programa foi giro, gostei muito de ver as bifanas do Trevo, desculpem mas mais Lisboa que isto não há.

A almoço de polvo foi o melhor. Foi onde apareceu o Manto Sagrado, o maior símbolo de Lisboa e de Portugal :D

Este programa fez mais pelo Turismo de Lisboa, que 20 anos de campanhas, mas mesmo assim não estamos contentes. Este sim é o nosso fado.

Cumprimentos.
Imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 11.05.2012 às 12:36

Tenho pena que o Bourdain não tenha ido ao Galeto. Não pela qualidade do restaurante em si, mas é um histórico incontornável de Lisboa, com mais de 50 anos de idade, o único sítio da cidade onde se pode comer durante 16 ou 18 das 24 horas do dia, 363 dos 365 dias do ano.
Os "combinados" do Galeto já fazem parte da história da cidade.
Imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 11.05.2012 às 12:41

O António Lobo Antunes é alguém com quem me identifico muito, uma pessoa extremamente inteligente, e o maior romancista português desde Eça e Camilo.
Participou no programa a convite do Bordain, e nem ele nem ninguém esperaria do escritor uma postura diferente e uma visão diferente da que ele teve.
E não, não me parece que o tenha feito por "mesquinhez e tacanhez de espírtio, como alguém, digamos injustamente para ser educado, aqui escreveu.
E não me parece que alguém, só por ser português e lisboeta, tenha qualquer obrigação de "vender" uma imagem positiva do país só porque sim. Para isso há os promotores turísticos e o AICEP.
Acho que, precisamente, aquelas conversas deviam ser encaradas como conversas francas e abertas onde cada um deveria dizer o que lhe ia na alma. e fico feliz por isso ter acontecido.
Gostei muito do programa proque me pareceu sincero, e a sinceridade é uma qualidade rara e muito mais preciosa do que a propaganda.
Sem imagem de perfil

De Oliveira a 15.05.2012 às 03:18

Para além das leituras que se podem fazer, sempre discutíveis dada a natural variedade de opiniões e gostos pessoais, uma coisa é certa, algo neste episódio não correu bem.

Porque digo isto ? Porque o próprio Bordain e uns assessores costumam divulgar imenso a difusão de um novo episódio nos EUA nos seus twitters, como hoje está acontecer ao episódio da Finlândia, mas por qualquer estranha razão no de Lisboa não o fizeram. Na altura estranhei, e hoje com a Finlândia confirmei.

Fico com a ideia que nem o próprio Bourdain ficou contente com o resultado final, não se parece ter divertido nada por Lisboa. Aquela cena do barco por exemplo, parecia estar contrariado, estava frio, tudo molhado, parecia estar entediado em muitos momentos da reportagem.
Sem imagem de perfil

De André a 29.05.2012 às 13:49

Eu gostei do programa. Foca-se naquele que é, para mim, o ingrediente mais nobre que Lisboa tem para oferecer: o marisco. Típico, típico de Lisboa - urbe de confluência de tantos portugueses - só se fosse o Bacalhau à Brás (contestado por Elvas e Badajoz), ou as casquinhas de batata (nem sei onde se possam comer). Sobre a atitude e opções editoriais que os responsáveis pelo programa fizeram, só tenho a dizer que me parecem acertadas. Trata-se de uma interpretação da experiência que visitantes estrangeiros tiveram, e não daquilo que gostaríamos que fosse aos olhos de outrem. Vendo bem as circunstâncias, não conheço nenhum documentário nacional que faça de Lisboa um retrato tão interessante em 40 minutos. Mas cá estamos, para dizer, "não está má essa sapateira...", que é como quem diz "coiso".

Sobre Lobo Antunes, acresce dizer que terá sido o próprio Bourdain a pedir o encontro. E Lobo Antunes diz duas coisas que são obesas mentiras (é descarado, o gajo!): que em Portugal não se fala do Estado Novo, como em Espanha não se fala da Guerra Civil. Ora, eu sou Português e vivi em Espanha alguns anos. Por terras lusas, é quase senha de aceitação obrigatória o dizer-se "fui preso pela PIDE" em grande parte dos círculos políticos. Falar do 25 de Abril, das mudanças vividas, as perseguições sofridas, etc., enche muita e constante bochecha. As guerras coloniais receberam, há pouco tempo, direitos de documentário em horário nobre na RTP. Em Espanha, a Guerra Civil é uma constante, tanto no debate político (ver a polémica lei da memória histórica), como na cultura quotidiana. São milhares os livros publicados em Espanha sobre a Guerra Civil, muitos ainda hoje; as reminiscências no palreio popular são constantes! Mas Lobo Antunes, certamente confiado que a sua opinião dispensará o interlocutor de consulta adicional, rosna que, cá ou lá, nem um pio sobre tais assuntos. Ele gostava que assim fosse , para surgir ainda mais heróico no contexto monotemático da sua obra. É um tipo muito vaidoso. Deplorável, vamos lá...
Sem imagem de perfil

De Graziela Silva a 26.02.2015 às 14:38

Caros, sou brasileira e assisti outro dia ao programa do Bourdain em Lisboa. Pelos comentários percebi certo desconforto com relação a alguns dos temas abordados ao longo do episódio. Mas quero tranquilizá-los: o retrato feito pelo Bourdain deixou Portugal ainda mais interessante aos meus olhos. Minha vontade era hoje mesmo comprar uma passagem e desembarcar nessa Lisboa melancólica e tradicional. Fiquei logo pensando que a cidade poderia se tornar meu destino favorito no mundo. Quando veio a São Paulo pela primeira vez A. Bourdain disse que a cidade era como se 'Las Vegas tivesse vomitado em Nova Iorque'. Quem vai discordar? Mas ele conseguiu captar a essência da cidade, que apesar de feia e caótica - longe do sonho turístico das praias e do visual do Rio de Janeiro - é uma cidade apoiada na diversidade das pessoas que aqui vivem. E na disposição dessas em mostrar o que há de memorável por aqui.

Comentar post


Pág. 3/3



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Comentários recentes

  • Duartecalf

    Tem razão Adriano. O que eu queria dizer é que o g...

  • Miguel Pires

    Tem calma, Adriano. O Yeatman ganhou no ano passad...

  • Miguel Pires

    Recebemos o comunicado ontem e ia fazer um apontam...

  • Miguel Pires

    Mais de 50% do tráfego de ontem para este blogue ...

  • Carlos Alexandre

    Recorde-se que o Bistro 100 Maneiras ganhou o maio...