Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Há dois dias, numa conversa sobre o Mugaritz, disseram-me que o restaurante não tinha música, possivelmente para haver uma maior fusão com o meio envolvente e não distrair os clientes do que ali os levava – a comida – muito integrada no tempo e espaço.

 

Há sete anos, enquanto almoçava no The Fat Duck, ouvi numa conversa, na mesa ao lado, o empregado explicar que o chefe quis uma decoração simples para o restaurante porque queria algo que não distraísse os clientes da comida. No entanto, mais do que ninguém o Heston Blumenthal tem explicitado a importância dos cinco sentidos, e também das emoções, na sua cozinha. Isso até é mesmo uma das componentes que torna o site do The Fat Duck com características tão originais e o tornam tão interessante. Esta linha de trabalho é muito característica do trabalho do Heston Blumenthal, e uma componente importante de muitos pratos do The Fat Duck, como por exemplo o prato The Sound of the Sea.

 

Imagem DAQUI

 

Contudo, esses estímulos multissensoriais, aparecem ligados a pratos específicos e pretendem contribuir para a sua percepção global.

Nos últimos dias, porém, sucedem-se as referências ( por exemplo AQUI, AQUI e AQUI) a restaurantes que a curto prazo terão espaços para proporcionar experiências multissensoriais. As notícias vêm principalmente de Espanha. Espaços pequenos, experiências a que poucos terão acesso. O fruto proibido… quase inacessível…

 

O projecto mais ambicioso parece ser o dos irmãos Roca, do El Celler de Can Roca. Planeiam construir um espaço tipo igloo, junto ao seu restaurante em Girona. Será um espaço subterrâneo, por baixo do jardim de ervas, que se chamará qualquer coisa como “Uma Ópera Culinária”. Dará a oportunidade a 12 clientes, sentados à volta de uma mesa com características especiais, de usufruir de um espectáculo servido em 12 actos. Por exemplo, enquanto se come uma trufa, ouvir-se-á e ver-se-á a floresta, sentir-se-á a humidade da floresta, e ouvir-se-ão os sons do local de onde a trufa veio.

 

Imagem DAQUI

 

 Imagem DAQUI

 

Também Albert Adriá no 41 Grados, prepara um espaço que proporcionará uma experiência multimédia e multissensorial denominada qualquer coisa como “Chuva Congelada” (Frosted Rain). Placas penduradas do tecto serão o suporte para a projecção de imagens. Estas e o som ambiente farão parte integrante da experiência gastronómica.

 

 

Ou o espaço de 45 metros quadrados, do Casino de Madrid onde à volta de uma mesa inteligente, um pequeno grupo de comensais, terá oportunidade de usufruir da cozinha de Paco Roncero enquanto os seus sentidos e emoções são estimulados com imagens, sons, aromas e até estímulos tácteis como a sensação de chuva.

 

 

Imagens DAQUI

 

Curiosamente estes tês projectos, em estádios diferentes de desenvolvimento, surgem em Espanha num curtíssimo espaço de tempo. Um exercício experimental de criatividade, como é referido por Joan Roca? Uma nova tendência? Uma tentativa para recuperar o protagonismo na cozinha, que agora passou para os países nórdicos?  

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2012

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Comentários recentes

  • Alexandre Silva

    O que está a dar, é o que não está a dar! Fico esp...

  • Jorge Guitian

    Uno más para la agenda de la próxima visita a Lisb...

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...