Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Uns tomates muito queridos

por Paulina Mata, em 06.09.12

Há uma coisa que me intriga sempre, quando ouço alguém ( e ouve-se muitas, muitas vezes) chamar a este tipo de tomates qualquer coisa que me soa como  Tomate Chérie. Não tenho a certeza se será assim, mas é o que me soa. Optei por escrever chérie (querida) em vez de chéri (querido) porque em francês tomate é feminino. Mas “Tomate Chérie” também não faz muito sentido em francês…

 

Aqueles tomates pequeninos e, de facto, muito queridos chamam-se em inglês Cherry Tomato, o que traduzido para português, daria Tomate Cereja. Chamar-lhes Tomate Cereja, para mim faz todo o sentido. Chamar-lhes Cherry Tomato, faria sentido, mas é um pouco pretensioso e até ridículo. Chamar-lhes Tomate Chérie não sei o que é, mas não me parece que seja uma coisa boa… Ou será ignorância minha? Ou será que não estou a ver bem alguma coisa?

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Mario a 08.09.2012 às 13:56

Eu desde puto que os conheço como tomates cereja. Essa do chérie deve ter sido popularizada por alguns desses pretensiosos chefes que por aí há.

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Comentários recentes

  • Alexandre Silva

    O que está a dar, é o que não está a dar! Fico esp...

  • Jorge Guitian

    Uno más para la agenda de la próxima visita a Lisb...

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...