Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Em geral as férias acabam assim:

Via a minha Mãe fazer doce de figo e figos cristalizados todos anos (em grande quantidade), nunca me interessei muito pela parte prática, mas com as receitas do caderno dela de há uns anos para cá passei a fazê-los (em pequena quantidade).  Uma tarefa que se desenrola por vários dias, que produz umas guloseimas de que gosto muito, que funciona como ponte entre as férias e o regresso ao trabalho, ou seja entre a bolha quase irreal em que vivemos nas férias e a vida "normal", que antecipa o Outono (a minha estação favorita), que funciona como elo de ligação ao passado e às memórias e que fortalece as raízes. Todo um processo em que para mim a comida e a cozinha têm um papel central.
Hoje, enquanto arrumava os figos, questionei-me se as minhas filhas alguma vez os fariam. Acho que não, elas nem os comem. O que será que em termos de pratos e cozinha desempenhará este papel para elas? Se calhar todo este processo para elas nem passará pela cozinha...ou talvez sim...
E os cadernos de receitas, o da minha Mãe onde eu vou procurar algumas receitas que me dão conforto, os cadernos de que o Virgílio Gomes tanto fala, continuarão a existir?  E de repente tomei consciência da importância de preservar toda esta informação dispersa nas mãos das famílias.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:22


13 comentários

Sem imagem de perfil

De bitoque a 09.09.2012 às 18:59

Com excepção do trabalho e recolha de informação feita pela Maria de Lourdes Modesto, pouco conheço ou existe nesta matéria.
Dadas as características deste blog, lanço a questão, porque não a organização de um museu da culinária?
pode ser que alguma organização ligada ao turismo tome essa iniciativa ...
Nos tempos que vão correndo, penso que até seria viável e apropriado.
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 11.09.2012 às 23:25

Penso que há mais algumas coisas. Recentemente ouvi falar de um livro que é exatamente um caderno de família, mas não lhe sei dar mais dados. No livro sobre a cozinha de Mação, que referi num post recente, http://mesamarcada.blogs.sapo.pt/448750.html, também está incluído um desses cadernos.

Quanto ao museu da culinária, digamos que a ideia é antiga e o que foi possível levar avante foi o Centro de Artes Culinárias no Mercado de Santa Clara em Lisboa. Um espaço bonito, com exposições temporárias e muitas actividades que bem mereciam uma maior adesão...
http://www.centrodasartesculinarias.org/
Imagem de perfil

De batidasfotograficas a 10.09.2012 às 11:11

Vale mais comer meia dúzia desses figos do que beber qualquer sumo engarrafado.
Gosto de terminar as férias e deixar a figueira limpa e nós satisfeitos.
Descobrimos agora um açúcar gelificante , a quantidade é de metade do açúcar habitual.
Fotos excelente bem como o tema.
Cumprimentos
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 11.09.2012 às 23:28

Obrigada pelo comentário. E, de facto, não há nada melhor do que passar debaixo da figueira e apanhar meia dúzia de figos para comer logo de seguida.

Agora apanhar muitos... aí já prefiro que mos apanhem (não tenho mesmo tendência para a agricultura...). Mas desta vez fui eu que tive que os apanhar todos para o que fiz.

Já agora onde é que comprou o açúcar gelificante? Não costumo usar, mas às vezes dá jeito e não sei onde há cá.
Imagem de perfil

De batidasfotograficas a 12.09.2012 às 23:10

O açúcar gelificante compra-se no Aldi.
Vale a pena apanhar os figos, hoje no super mercado estavam a 10 euros o kg. Tenho uma vara em alumínio com um cesto que corta o pé do figo, não preciso subir a figueira.
Aqui no Algarve, a maior parte das figueiras, estão abandonadas e produzem frutos de boa qualidade.
Cumprimentos
Sem imagem de perfil

De José Tomaz de Mello Breyner a 10.09.2012 às 12:26

Podes mandar um frasquinho? Pequenino pois este doce não se dá bem com os "diabretes"

Beijos
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 11.09.2012 às 23:28

Eu mando-te um, mas mesmo pequenino... :-)
Sem imagem de perfil

De Isaspas a 10.09.2012 às 16:30

gostei deste seu post pois lembrou-me do caderno das receitas fabulosas da minha avó e que nem sempre lhes pegamos porque não tem imagens, aquelas que nos prende logo o olhar.

Mas d facto, será que os nossos filhos, algum dia gostarão de fazer receitas destes cadernos? duvido.

São tempos diferentes, é óbvio e não nos devemos prender ao passado.

Quanto aos seus figos têm um aspeto maravilhoso. Boas receitas.

Imagem de perfil

De Paulina Mata a 11.09.2012 às 23:30

Obrigada.

Se calhar vão... ou pelo menos muitos vão, faz parte de crescer.
E muito vai mudar em termos de forma de vida nos últimos anos e acredito que algumas facetas até possam ser positivas. Acredito também que em relação à atitude perante a comida muito vai mudar.
Sem imagem de perfil

De cns a 11.09.2012 às 19:46

As receitas, estejam elas escritas com letra materna ou apenas em formato de história contada à beira do fogão, fazem parte da memória, de um perpetuar de laços. Ao seguir as linhas de uma receita, repete-se um tempo por outras mãos. Um tempo que só volta a fazer sentido nos cheiros e sabores.
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 11.09.2012 às 23:31

Obrigada. Muito bonito!
Sem imagem de perfil

De Vanessa a 11.09.2012 às 23:33

Tem tao bom aspecto! Deve estar delicioso.
Sem imagem de perfil

De AnaCristina a 18.09.2012 às 13:34

Acho que a minha mãe pensava na mesma questão há uns anos atrás, e hoje em dia fica mto surpreendida com as minhas experiências gastronómicas... quando crescemos neste tipo de ambientes é uma questão de tempo, as memórias de infância ficam para todo o sempre e basta um simples cheiro para nos fazer recuar no tempo (tal como no filme do ratatui).
Sobre as receitas de figo, fiquei curiosa em saber como é que os consegue caramelizar?
Parabêns pelos posts, tenho aprendido mto convosco.

Ana Cristina

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Setembro 2012

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...