Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Na Wine e no Porto à grande e à francesinha

por Miguel Pires, em 25.10.12

A Wine deste mês dedica o seu tema de capa à francesinha. A jornalista Fátima Iken traça o perfil e indica os principais locais onde este "pitéu tripeiro", como lhe chama,  pode ser apreciado. Filha da croque-monsieur e, por afinidade, parente Welsh rarebit, a francesinha tem mesmo uma confraria que zela pela sua integridade e que defende - pelas palavras de um dos seus membros, Amadeu Pinto da Silva - que se trata "de um prato original sem igual no mundo", recusando deste modo um grande destaque ao parentesco com a francesa croque-monsieur.

No entanto parece que a tarefa de zelador mor não é fácil dada a proliferação de "mutações" que chegam a incluir "como conduto, bacalhau, bróculos ou atum". O artigo fala ainda da importância do molho, "que deverá levar por base tomate, cerveja, caldo de carne, louro, piripiri, salsa, alho e cebola, cravinho, noz moscada ou uns pozinhos de perlimpimpim, como vinho do porto, whisky, licor, ou cognac". Se a isto juntarmos tudo e mais uma fatia de queijo, temos, portanto, uma verdadeira bomba! 

O tema é oportuno, não só porque pela legião de admiradores que congrega, mas, também, porque de 9 a 18 de Novembro, no Porto, irá decorrer o festival gastronómico "Francesinha na Baixa", um evento que reunirá várias actividades e contará com a presença de vários chefes e restaurantes. 


Deixamos o repto aos nossos leitores: queremos saber o que acham sobre a francesinha, se são ou não adeptos e quais os melhores sitios para a apreciar. 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.10.2012 às 20:24

Regaleira, Cufra e Bufete Fase
Sem imagem de perfil

De LN a 25.10.2012 às 22:54

Muito adepta. Para variar, também não é má a versão da "sevilhana".
Clássicos: Bufete Fase. Capa Negra. Galiza.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 25.10.2012 às 23:43

A Francesinha é um ótimo cartão de visita da belíssima cidade do Porto.
O que destingue as boas francesinhas são o molho e a qualidade das carnes.
A minha francesinha de eleição é a da Cufra, mas aprecio tb a do Café Santiago, do Bufete Fase e a da Mauritânia Real em Matosinhos (mais conhecida pela francesinha do Lopes).
Imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 26.10.2012 às 10:39

Aqui há uns anos ia muito à Cufra, e frequentemente comia francesinhas. Muito boas.

No final dos anos 70 vivi três anos em Braga e a francesinha era algo que comia quase todos os dias
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.10.2012 às 18:32

Café Santiago. a cufra é uma brincadeira.
Sem imagem de perfil

De Alberto a 31.10.2012 às 22:23

Tappas Caffé Francesinha em Forno a Lenha..... Aconselho

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...