Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




World's 50th Best Restaurants já mexe

por Miguel Pires, em 17.04.13

É já no próximo dia 29 de Abril que saberemos se o Noma mantém o título de melhor restaurante do mundo, ou se o capítulo nórdico encerrar-se-á para dar lugar a outra capítulo. Refiro-me ao The World’s 50 Best Restaurants, a iniciativa da revista britânica Restaurant que reúne a votação de um júri mundial (este ano alargado para 935 elementos). Na vizinha Espanha volta-se a falar no Celler de Can Roca, dos irmãos Roca, para o topo do pódio, enquanto que no Brasil (ou pelo menos em São Paulo) há quem jure a pés juntos que o título irá para o D.O.M. de Alex Atala.

 Entretanto esta semana o júri do evento atribuiu os prémios de melhor chef feminina e prémio carreira de 2013 a Nadia Santini e a Alain Ducasse, respectivamente.

photo 1.JPG

Nadia Santini é chef do famoso restaurante Dal Pescatore em Montava, no norte de Itália, e foi a primeira mulher chef no país (e no mundo, creio) a ganhar 3 estrelas Michelin. Aconteceu em 1996 e desde aí tem mantido sempre o galardão máximo do guia vermelho.

Apesar da sua formação inicial na área Química (formou-se posteriormente, também, em Ciências Politicas) Nadia Santini destaca-se pela sua cozinha refinada muito ligada à tradições do seu país, mas também influenciada pela alta cozinha francesa.

E é precisamente a um dos grandes monstros da cozinha francesa, Alain Ducasse, que o júri atribui o prémio carreira deste ano, sucedendo o americano Thomas Keller, vencedor do ano passado. O francês de 56 anos dispensa apresentações. Aos 33 anos já tinha 3 estrelas Michelin (no Le Louis XV, em Paris) e mais tarde tornou-se no único chef detentor desse título em 3 restaurantes de 3 cidades diferentes. O francês é sem dúvidas uma das personalidades da cozinha mais respeitadas e uma referência para muitos dos mais badalados chefs da actualidade -  por exemplo, René Redzepi do Noma confessou que cresceu com os livros de cozinha de Ducasse ao lado.

 O The World’s 50th best Restaurants é a única entidade que rivaliza (para não dizer que supera, no caso dos classificados nos lugares cimeiros) com o mediatismo das estrelas dos guias Michelin. O perfil dos restaurantes mais considerados de ambos difere um pouco, com a lista da revista inglesa a dar mais importância às tendências e aos momentos únicos e menos à pompa e circunstância, que ainda tem muito peso para a Michelin (mas que entretanto,  nos últimos anos, parece que começa a dar menos relevância a este último aspecto, pelo menos em certos países e ao nível de uma estrela). Só para dar uma ideia dos 5 primeiros do ranking do ano passado, só o Celler de Can Roca (nº2) e a Osteria Francescana (nº5) têm três estrelas Michelin e ambas recentes. O Noma (nº1) e o Mugaritz têm apenas duas, enquanto que o D.O.M. não tem nenhuma uma vez que o guia não se publica no Brasil.

 Coincidência ou não, os prémios de melhor chef feminina e de carreira deste ano são uma piscadela de olho a um perfil mais clássico e, portanto, mais próximo do do guia vermelho. Aguardemos então o que ditarão os resultados no dia 29.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:28


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Jorge Guitián a 17.04.2013 às 11:50

En España muchos medios dan por seguro el Nº1 para Celler de Can Roca, aunque hay también algunas voces que apuntan a la posibilidad de Alex Atala (como cambio de paradigma: la revista, Británica, empezó centrándose en su entorno más inmediato (anglosajón, con Blumenthal y Keller), luego en Adrià durante unos años, a continuación en la cocina escandinava, y ahora sería el turno de Brasil con el número 1 para Atala, una subida del restaurante Maní al Top50...).

Se habla, también, de una subida importante de Quique Dacosta y una posible entrada en la lista de Dani García (Calima, Marbella) o incluso Ángel León (Aponiente, El Puerto de Santa María). En cuanto a Portugal, incógnita en cuanto a una posible subida/bajada de Vila Joya o alguna otra posible incorporación al Top100.

A final de mes veremos en qué quedan todos esos rumores.
Imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 17.04.2013 às 15:34

Saiu entretanto s lista dos 50 melhores do Reino Unido do The Good Food Guide.

O nº1 continua a ser o The Fat Duck, que não sofreu aqui a "despromoção" que sucedeu na lista dos World 50 Best do ano passado.

O L'Enclume é nº2 e o Sat Bains nº3.

O Ledbury é nº 10, e o Viajante não consta da lista (tem nota "5" num máximo de "10" dos redactores do guia, e os menos bem classificados da lista têm todos nota "6". Parece-me um bocado injusto, mas é assim)

O melhor para os leitores foi o Van Zeller, que também não consta da lista (tem apenas nota "4" dos redactores do guia)

Da lista, só conheço dois, indelizmente - o Ledbury e o Simon Radley at The Chester Grosvenor (que está na casa dos 40ºs)
Sem imagem de perfil

De Ana Santos a 17.04.2013 às 18:43

Boa tarde,
Tem algum email de contacto? Gostávamos de o contactar, mas não encontramos os contactos...

Obrigado

Ana Santos
Imagem de perfil

De Raul Lufinha a 17.04.2013 às 23:44

Há ainda rumores de que o vencedor poderá ser um japonês, o NARISAWA – #27 do mundo em 2012 e #12 em 2011, acabou de ser o #1 da Ásia no mês passado. E também só tem 2 estrelas…

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Abril 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Comentários recentes

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...

  • Duartecalf

    Mais uma boa notícia. É sinal de que a nossa gastr...

  • André

    Já para não falar no efeito pernicioso que esta "g...