Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Não tenho muita paciência para o discurso dos nutricionistas de calculadora de calorias na mão e injecção de moral na outra. Menos pachorra tenho ainda para os autores de livros de dietas milagrosas – alguns deles médicos – que surgem todos os anos, ao sabor das novas modas que eles próprios criam. Da dieta das cores, aos que dizem que podemos comer resmas de proteína animal mas não tocar em pão, massas ou quaisquer outros hidratos de carbono.

No entanto também é bem provável que não os queira ler pela mesma razão de não querer mudar a pilha gasta da balança. Ambos vão-me dizer que não devo comer uma boa parte de alimentos que me dão prazer. Porém, como acho que não sou completamente tonto e até tento ter um alimentação (razoavelmente) equilibrada, quando não estou a trabalhar, lá vou lendo alguns artigos em que tropeço, esperando que não venham numa toada moralista. Este artigo, “Fruta às refeições: antes, depois ou nunca?”, de Pedro Carvalho, no Life&Style do Público, é um exemplo do que espero de alguém na sua função. E venham de lá essas cinco porções diárias de fruta e legumes.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:24



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Julho 2013

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes

  • Paulo

    Não se aborreça Miguel. As redes sociais são impla...

  • Paulo

    Não conhecendo os motivos do encerramento, se calh...

  • joana

    sardinhanalfabeto!

  • Duartecalf

    Concordo Miguel, e os novos restaurantes do Diogo ...

  • Miguel Pires

    Espero que seja o segundo caso. Seria um desperdíc...