Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 Num restaurante do Porto, uma cliente acaba a sua refeição e pede um copo de água para tomar um comprimido. No final, ao verificar a conta, repara que lhe cobraram 1€. Estupefacta, a cliente resolve contar o episódio no Tripadvisor. O seu testemunho até começa de forma muito positiva, com elogios ao restaurante em vários itens. Contudo, estranhamos a pontuação que dá: 3 num máximo de 5. É então que refere o insólito episódio do copo de água e ficamos a saber a razão da pontuação baixa. No entanto, embora raro, o facto não seria noticia se não fosse a resposta do proprietário no mesmo site:

 

"Carissima Cliente,

fiquei agradavelmente contente com a sua avaliação em tão prestigiado site de avaliações como é o tripadvisor.com.

Apesar de tudo, fiquei incrivelmente espantado com o comentário relativo ao copo de água.
No menu executivo que servimos no Artemísia damos a possibilidade de os clientes consumirem qualquer bebida a copo para que a refeição seja mais económica e mais ao encontro do que é o dia a dia em Portugal nestes tempos dificeis de crise.

Esta bebida a copo está já incluída no preço do menu, que varia entre os 7,5€ e os 14,5€ conforme escolha só o prato principal ou todos os pratos: entrada+prato principal+sobremesa.
Nos casos em que nos é solicitada uma bebida extra menu, ou qualquer outro artigo, a politica é cobrar o preço da carta.

Penso que dado o nível do restaurante, como sua excelência muito bem refere, não seria muito ético servir um copo de água da torneira quando algum cliente solicita mais água além do menu. 

Teremos nós que saber qual o fim do copo de água? e mesmo sendo esse o fim, tomar um medicamento, porque teriamos de oferecer o copo de água? Se todos os clientes solicitarem o mesmo quantos copos de água teremos de servir sem cobrar?

Adicionado a todas estas questões, vem uma outra. A colega que serviu o copo de água pareceu-me bastante compreensível ao facto uma vez que não cobrou uma garrafa de água que tem o preço de tabela de 2€, mas fez o favor de cobrar apenas 1€ por um copo. O facto é que ficámos com a garrafa aberta e não sabemos se vamos poder servir mais um copo ou não, dessa mesma garrafa.

Existe uma diferença entre o que é um menu executivo, em que tudo está predefinido, e os pedidos efectuados fora desse menu. Infelizmente, o Artemísia não faz parte de uma instituição de caridade, é uma empresa com fins lucrativos. No caso de solicitar um café extra ao seu menu teria de pagar 1,5€. Será assim tão inaceitável cobrar 1€ por um copo de água com capacidade de 200ml? Ou teriamos também de oferecer o café?

Ainda questiono a sua avaliação escrita relativamente à qualitativa. Avalia que o serviço é excelente, comenta que foi muito bem atendida, mas... de seguida avalia o serviço com apenas 3 pontos! Será assim mesmo?

Em suma, agradeço a sua avaliação para que possamos crescer positivamente, em todos os aspectos, neste mercado tão competitivo e tão exigente como é o serviço de restauração."

 

Fiquei curioso... será que também cobram por um guardanapo extra?

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31


71 comentários

Sem imagem de perfil

De José Tomaz de Mello Breyner a 19.08.2013 às 09:53

Eu nunca cobraria, mas compreendo o ponto de vista e a resposta do proprietário do restaurante em questão
Sem imagem de perfil

De LA a 19.08.2013 às 11:10

Pois eu não compreendo nem aceito. Acho a resposta uma imbecilidade e fico muito mal impressionado com esse restaurante ao qual aliás nunca fui. Se o cliente for à casa de banho vão cobrar-lhe o papel higiénico que gastou? É que o restaurante "não é uma instituição de caridade." Se todos os clientes forem à casa de banho quantos rolos de papel higiénico não teriam que gastar? Talvez façam "o favor" de não cobrar o rolo inteiro, embora não saibam se depois terão outros clientes a ir à casa de banho para terminar o rolo. Ai de nós. Bela maneira de ter (má) publicidade à borla.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2013 às 12:23

O proprietário esqueceu-se de referir a água das sanitas e lavatórios... também a vão cobrar? Esqueceu-se que essas despesas fazem parte do pacote dos lucros aos quais serão deduzidas as despesas? Porque não diz aos clientes que só serve / vende água engarrafada? É bem mais bonito em vez de cobrar 1€ por um simples copo de água... imagino o desperdício de água nas limpezas, na lavagem dos alimentos... um copo de água no "mar" da água diária utilizada será que lhe baixa assim tanto o rendimento final? Não o creio
Sem imagem de perfil

De Antero Costa a 20.08.2013 às 01:45

A cobrança de um copo de água, cujo proveniência não está garantida que seja, de facto, de uma garrafa que não tenha sido já aberta, é para todos os efeitos uma má política em qualquer estabelecimento de restauração. A resposta ao cliente, que parece mais uma afronta do que uma justificação, é uma clara falta de bom senso. Ganhou este Sr. 1€ por um copo de água mas, muito provavelmente, perdeu um cliente ou mais. E, desta forma também não conquista clientes, com certeza.
Imagem de perfil

De rodamarante a 19.10.2014 às 01:29

"... desta forma também não conquista clientes, com certeza..."
Plenamente de acordo.
Sem imagem de perfil

De CNeves a 03.08.2015 às 23:13

Seria aquele o enésimo copo de água da mesma garrafa...? Não será só esta cliente a não voltar ao restaurante. Muitos dos que leram, mais do que o comentário, a resposta,entrarão lá de "pé atrás" ou, simplesmente, o evitarão.
Conclusão ou, talvez, conselho: tomem a pastilha com a água a que têm direito ou ...levem uma garrafinha de agua.
Valha-me Deus, trata-se de um mero copo de água, cobrado a ...1 euro!!!
Se calhar, estou enganado mas isto teria sido um "pires para vender gatos". Para quem conhece a expressão...
Sem imagem de perfil

De Rita a 19.08.2013 às 11:15

Acho perfeitamente normal! Ninguém se pode recusar a servir um copo com água, mas podem cobra-lo, e depois desta explicação, parece me perfeitamente legitimo o valor cobrado, à semelhança do que se faz em outros países...

Quem sofre com a crise, não come fora, muito menos menos entre esses valores.
Sem imagem de perfil

De Filipe Santos a 19.08.2013 às 12:14

"à semelhança do que se faz em outros países"??? Só mesmo quem não conhece é que faz este tipo de comentários. Em vários "outros países", quando o cliente se senta à mesa, colocam logo um jarro de água oferecido, na Argentina, por exemplo, com o café, costuma vir sempre um copo de água gaseificada, também gratuito. Só em Portugal é que nos pisam, nos exploram e nos roubam e nós ainda aplaudimos. É ultrajante esta situação. O restaurante é obrigado a trazer tudo tabelado na lista, pelo que obrigatoriamente terá que ter na lista "copo de água - 1€", o que não acredito que tenha. Artemísia, decorem para não colocarem lá os pés. Tantos restaurantes bons e simpáticos a fecharem todos os dias e outros, que não mereciam estar abertos, a tratarem mal os clientes. Espero que este 1€ tenha sabido bem ao proprietário, pois custou-lhe centenas ou milhares de euros em péssima publicidade. Eu, por mim, farei o meu papel de divulgar esta informação e este atendimento. Algo me diz que se irá arrepender. Além do claro cinismo e da hipocrisia da resposta.
Sem imagem de perfil

De pedro a 19.08.2013 às 13:17

Acho a resposta completamente surreal e por certa coisa ser praticada noutros paises não quer dizer que esteja correcta. Se o restaurante tem um nivel tão elevado deveria oferecer a agua e não cobra-la. A imagem com que fico não é de um serviço voltado para a excelência e para o cliente mas sim de um local onde a contabilidade milimetrica é mais importante que a relação com os clientes. No minimo deixavam a cliente escolher - se queria água da torneira ou uma garrafa de àgua. Chama-se a isso cortesia e tem mais valor para um restaurante que €1.
Sem imagem de perfil

De rf a 20.08.2013 às 22:11

bem... a sua opinião a meu ver não é a mais acertada, pois pelo que refere você nunca almoça fora de casa.. correto ??? á, você nao sofre com a crise por isso já pode e tem o direito de poder almoçar fora..... (que lógica tão estúpida)
relativo a outros países , para mim, isso não é para cá chamado pois continuamos a estar em Portugal, e o que este restaurante fez foi uma falta de credibilidade perante o cliente pois se fosse para cobrar esse tal copo de agua, porque então não trouxe a respectiva garrafa de agua para a cliente???? agora se a cliente necessitava de tomar algum medicamento e se pediu apenas um copo de agua levam-lhe 1€????? pela lógica do proprietário ao responder a senhora, qualquer dia se alguém for á casa de banho terá de levar o próprio papel higiénico de casa e um baldinho com agua para despejar na sanita, ááá, e um perfumezinho tipo ambi pur para não deixar cheiros indesejados!!!!!! enfim!!!!!
Imagem de perfil

De Sílvia a 19.08.2013 às 11:40

Falando como alguém que trabalhou como empregada de mesa durante aproximadamente 2 anos, posso dizer que não acho nada estranho o facto de se cobrar o copo de água. No local onde trabalhava os mesmos não eram cobrados, e posso dizer que perdi a conta aos que servi à borla - alguns a clientes que não pediam rigorosamente mais nada, estando, portanto, no estabelecimento sem lhe trazer qualquer receita. Será isto correto?

Ainda há muito a ideia de que "o cliente tem sempre razão", mas quem trabalhou nem que fosse por um dia em estabelecimentos de restauração sabe bem que nem sempre deveria ser assim. Muitas são as pessoas que abusam do seu "estatuto de cliente", encarando o estabelecimento e quem lá trabalha como entidades (ou mesmo criados) que estão ali para servir todos os seus desejos e caprichos a troco de quase nada. A verdade é que não é assim e o dono do restaurante em causa tem toda a razão: gere, antes de tudo, um estabelecimento com fins lucrativos. Sim, deve agradar aos seus clientes, mas também tem que ter em conta a subsistência do seu negócio.

Num comentário refere-se a questão da casa de banho, e devo dizer que, embora não defenda a ideia de que se deveria cobrar pelo seu uso, até aí muitos clientes tendem a abusar. No local onde trabalhei existe uma festa popular que dura cerca de uma semana. Durante esse tempo, muitas são as pessoas que entram no estabelecimento pura e simplesmente para utilizar o WC - sem consumir, portanto, e muitas vezes deixando o mesmo num estado só comparável a uma pocilga. Dá mais que pensar esta atitude do que o facto de se cobrar um copo de água a um cliente...
Sem imagem de perfil

De rf a 20.08.2013 às 22:18

por um lado até tem razão, existe clientes que abusam, mas acho que ainda a agua da torneira é potável, ou não???? se vai alguém ao café e se não pede nada alem do copo de agua, existe a torneira pra isso(a meu ver isso funcionava da mesma forma com os clientes que consomem no café!)!!!!
Imagem de perfil

De SR FADO de Alfama a 18.07.2014 às 01:02

agua potavel é água própria para consumo e a a agua que corre da torneira também é paga e também paga IVA. As pessoas já pararam para pensar na barbaridade de impostos que sobrecarregam os estabelecimentos? Já pararam para pensar que quando pedem um copo de água com a bica e deixam metade da água no copo para deitar fora, esse copo de água além da água(que o proprietário paga) que contém, esse copo tem que necessáriamente ser lavado o que gasta mais água,electricidade(porque tem que ser escaldado) e detergente, além do trabalho que dá ao funcionário que tem que fazer tudo isso e ainda limpar e puxar o lustro ao copo. acho que o 1€ não paga ,só os impostos que o estabelecimento tem que pagar com o trabalho que o copo de água oferecido lhe dá. Um restaurante neste mmento entrega 1/4 da sua facturação e metade do seu lucro,ao estado SÓ para IVA, da outra metade do lucro que lhe resta, tem que pagar mais impostos, a água do copo e a de lavar o copo, a dos WCs também, a electricidade, o papel hhigiénico etc etc etc..... as pessoas deviam pensar antes de abrir a boca, ou antes,carregar nas teclas para escrever. O restaurante está no seu direito de cobrar o copo de Agua,pois muitas são as pessoas que pedem um copo de água apenas para molhar os lábios e o resto...deita fora, . Já agora!...se a agua nos restaurantes tem que ser de borla, porque as pessoas não exigem que as camaras lhes dêem a água de borla também? a água que corre nas vossas torneiras não é paga? então?..... o dono do restaurante é obrigado a dar de borla aquilo que tem que pagar?
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 18.07.2014 às 11:12

"as pessoas deviam pensar antes de escrever", refere. E eu concordo, porque acho que não deve ter lido todos os argumentos. Não há almoços grátis, diz o ditado. Nem é preciso ler nenhum livro de gestão hoteleira para saber que todo o tipo de custos que não é imputado directamente ao cliente (toalhas, talheres, guardanapos , serviço, rendas, impostos) entram no preço final do que ele consome. E, tradicionalmente é nesse pacote que se insere um copo de água da torneira - que é isso que espera um cliente quando pede um copo de água. O que não é sequer LEGAL é cobrar um copo de água sem o preço do mesmo estar afixado.
Mas felizmente vivemos num país livre e, por isso, no seu estabelecimento pode muito bem cobrar por esse item. E, já agora, pelo guardanapo.
Sem imagem de perfil

De Rodrigo Meneses a 19.08.2013 às 12:06

O TripAdvisor sofre disto. De críticas esquizofrénicas e de respostas absurdas. Agora que se ligou ao facebook tornou-se mais imediato dizer barbaridades. Acho a resposta desnecessária. Completamente desnecessária. E é isso que pode dar mau nome ao restaurante. Credo. Não deveria ser centrado no serviço a clientes? Não deveriam informar do custo do mesmo antes? Ou dar o poder de escolha?

:)
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 19.08.2013 às 22:31

Rodrigo, estou completamente de acordo contigo
Sem imagem de perfil

De Juliana a 20.08.2013 às 00:15

100% de acordo Rodrigo.
Sem imagem de perfil

De Ronald Santos a 29.10.2013 às 15:47

Vamos combinar, e se alguém não sabe passa a entender, num restaurante nada e de graça, tudo tem um custo, tudo tem seu preço, quer algo grátis, não vá lá. Lá se vende não se dá.
Ficou claro agora, então não queira passar por pelo mesmo problema e ainda se achar no direto, pois não tem, pediu pagou e ponto. Não quer pagar não pede.
Ronald Santos. Rio de Janeiro - Brasil.
Sem imagem de perfil

De isa a 19.08.2013 às 12:37

Imagino o preço de um palito...
Mas é por estas e outras que o País está como está...
Imagem de perfil

De ruiva a 19.08.2013 às 14:19

Assim fosse, de certeza que não estavamos na merda que estamos hoje. Pobres e rotos.
Sem imagem de perfil

De Ana a 19.08.2013 às 13:56

se me cobrarem 1 euro por um copo de água não volto lá
Sem imagem de perfil

De rf a 20.08.2013 às 22:24

claaro, como é óbvio!! mas existe pessoas que acham isto perfeitamente normal, e eu penso... bem será que sou anormal??? será que hoje em dia é normal isto??? vou ao café ali da esquina e peço ao dono um café e um copo com um pouco de agua e ele leva-me 1.60€ e viro-me pra ele e digolhe : " óó zé!?!? só 1€ pelo copo de agua????? andas a viver bem rapaz... tóma lá 2€ pá que é depois pro liquido pra lavar o copo!! " looool...
Sem imagem de perfil

De maria a 19.08.2013 às 14:19

Não fico nada surpreendida já se cobra em alguns sitios quando se pede um café e um copo de agua normal, preço do copo de agua 10 centimos, mais 70 centimos se tomar o café sentado caso contrario ou seja ao balcão 60 centimos + 10 centimos da agua. é o que temos
Sem imagem de perfil

De Maria Rodrigues a 19.08.2013 às 15:00

acho incrível ainda terem dado boa pontuação.
Se a água é engarrafada ou ia para a mesa ou era servida em frente ao cliente. Pedir 1 € que não está no preço da carta, defender-se que a garrafa de água custa 2€ e ainda se queixar que ficou com o prejuízo de 1€ não é completamente deselegante.
Sem imagem de perfil

De Fernando Sousa a 19.08.2013 às 18:33

Acho que a sua resposta resume tudo.
Existiu da parte do restaurante o livre arbítrio (completamente ilegal, pelo que vejo) de cobrar o que quis pelo copo de água.
Que não vem na lista!
Os copos de água existem há muitos anos e os restaurantes têm de os prever.
Se neste não estão previstos.....não podem fazer o preço "a olho". Que é exactamente o que aconteceu.
Esquece-se o Artemísia que existem centenas de restaurantes neste país bem melhores que este e que........acabaram de ficar famosos pelo pior motivo.
Sem imagem de perfil

De Pedro Aragão freitas a 19.08.2013 às 15:30

Há pouco tempo fui a um restaurante e, como de costume quando não existem pratos infantis, pedi um prato para dividir pelas minhas 2 filhas de 5 e 3 anos. Quando chegou, pedi um segundo prato para fazer a divisão.
Imaginem o meu espanto quando, na conta, encontrei o artigo "prato extra" a 0,70€.
Imagem de perfil

De Alexandra a 19.08.2013 às 19:53

E não trouxe o prato para casa? Eu trazia. E na cara do dono do estabelecimento. :)
Sem imagem de perfil

De rf a 20.08.2013 às 22:30

como é possível!! a minha alma está parva e o meu espírito patareca!!
este pais tá perdido!!!
Sem imagem de perfil

De Vicente Castro a 19.08.2013 às 15:33

Há já vários anos que tenho assistido a algumas atitudes dos restauradores um pouco mais criativas, uns cobram gelo, outros copos de água e também o acesso à casa de banho.

Muitas vezes para limitar o acesso das mesmas ou dos serviços a quem não consome, mas há sempre o bom senso, as casas de banho não são públicas, mas faz parte do serviço prestado pelo restaurante.

O gelo parece-me um tanto surreal, o cobrar um copo de água também, mas aceito!

O que não consigo compreender em primeira análise é porque não informaram a cliente antes de o servir, mais, se não tiver marcado em lista ou afixado o preço e o produto em local visível, estão a incorrer em crime!

O que foi totalmente descabido, não só na extensão como no tom, foi a resposta, pois parece que quer mais afastar clientes do que os cativar.

No resto da europa perguntam sempre se querem agua da torneira ou da garrafa, sendo que na primeira hipótese muitas vezes nem é cobrada, pois em tempos de crise o que interessa é cativar ou manter os clientes, sendo que nos tempos em que há clientes (o que se está a tornar cada vez mais raro) tenta-se vender um pouco mais.

um euro é um euro, mas uma resposta destas certamente vai custar mais do que um euro, e alguns clientes - a mim já não me apanham lá.
Sem imagem de perfil

De Antonio Moreira a 06.09.2013 às 22:40

Parece-me que aqui há uma grande confusão. Será que todos leram bem o que está escrito?
Aqui diz: "Nos casos em que nos é solicitada uma bebida extra menu, ou qualquer outro artigo, a politica é cobrar o preço da carta.", o que não demonstra serem cobrados artigos que não existem em lista!
Aqui diz: "...não seria muito ético servir um copo de água da torneira quando algum cliente solicita mais água além do menu.", o que à partida parece que a água servida era engarrafada!
Aqui diz: "...Se todos os clientes solicitarem o mesmo quantos copos de água teremos de servir sem cobrar?", parece lógico uma vez que as garrafas de água devem custar dinheiro não?
Aqui diz: "Adicionado a todas estas questões, vem uma outra. A colega que serviu o copo de água pareceu-me bastante compreensível ao facto uma vez que não cobrou uma garrafa de água que tem o preço de tabela de 2€, mas fez o favor de cobrar apenas 1€ por um copo. O facto é que ficámos com a garrafa aberta e não sabemos se vamos poder servir mais um copo ou não, dessa mesma garrafa.", bom parece que quase todos não devem perceber português, a água era mesmo engarrafada e foi aberto para servir o cliente, então não deveria ser cobrado o artigo? Não percebo nada, ou querias beber à pala?
Aqui diz: "...No caso de solicitar um café extra ao seu menu teria de pagar 1,5€. Será assim tão inaceitável cobrar 1€ por um copo de água com capacidade de 200ml? Ou teriamos também de oferecer o café?", aqui parece que o cliente afinal estava a ser servido por um nenu de preço definido, mas alguém sabe o que isso é? No mcdonald's alguém já pediu molhos? Eu já e tive de pagar extra, e compreendo, custa dinheiro, a água engarrafada também custa igualmente... um menu de preço fixo apenas contempla o que está definido!Quando alguém faz um orçamento para qualquer tipo de serviço, se houver desvios ao orçamentado não se deverá pagar??? Pois é, por isso é que este país está na bancarrota, por andarem a fazer coisas de borla para os amiguinhos e afins! Isso também é roubar!!!

E agora deixem que vos diga fazer um comentário na net por causa de 1 euro? Parece mesmo ridiculo, quando não gosto de alguma coisa num restaurante digo ao empregado ou ao gerente, para que possam fazer algo se o pretenderem, caso não queiram é problema deles.
Ambos tiveram comportamentos inadequados mas também defendo que a história de o cliente tem sempre razão acabou!
Agora também é certo que se não podemos pagar determinado serviço, não se vai... querem armar-se em ricos é o que dá!!! Não tenho dinheiro, não vou!!!
E ainda digo mais, água da torneira??? Sei lá se cospiram para a água ou não, se meteram dedos ou não!!! Há montes de gente a ir ao wc e não lavam as mãos, que nojo só de pensar!!!! A água pode ser potável, mas já pensaram se um dia estão em algum ponto do planeta em que a água fica imprória para consumo e ninguém sabe pelo menos nos primeiros tempos? Em estabelecimentos deste tipo de quem é a responsabilidade? Do restaurante porque não fez análises à água?... Deixo a questão!!!

Comentar post


Pág. 1/5



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Mesa Marcada apoia:


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Comentários recentes

  • Artur Hermenegildo

    Ao que diz o Bloomberg, o Gaggan, nº7, irá fechar ...

  • Duarte Calvão

    É curioso, não tinha noção de que o êxito do Henri...

  • Adriano

    Juntando os erros ortográficos que dou aos que o t...

  • Adriano

    Gosto bastante da comida do Sá Pessoa. Também é do...

  • Faz de Conta

    É bom "conhecer" quem admiramos pelo trabalho demo...