Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




 Num restaurante do Porto, uma cliente acaba a sua refeição e pede um copo de água para tomar um comprimido. No final, ao verificar a conta, repara que lhe cobraram 1€. Estupefacta, a cliente resolve contar o episódio no Tripadvisor. O seu testemunho até começa de forma muito positiva, com elogios ao restaurante em vários itens. Contudo, estranhamos a pontuação que dá: 3 num máximo de 5. É então que refere o insólito episódio do copo de água e ficamos a saber a razão da pontuação baixa. No entanto, embora raro, o facto não seria noticia se não fosse a resposta do proprietário no mesmo site:

 

"Carissima Cliente,

fiquei agradavelmente contente com a sua avaliação em tão prestigiado site de avaliações como é o tripadvisor.com.

Apesar de tudo, fiquei incrivelmente espantado com o comentário relativo ao copo de água.
No menu executivo que servimos no Artemísia damos a possibilidade de os clientes consumirem qualquer bebida a copo para que a refeição seja mais económica e mais ao encontro do que é o dia a dia em Portugal nestes tempos dificeis de crise.

Esta bebida a copo está já incluída no preço do menu, que varia entre os 7,5€ e os 14,5€ conforme escolha só o prato principal ou todos os pratos: entrada+prato principal+sobremesa.
Nos casos em que nos é solicitada uma bebida extra menu, ou qualquer outro artigo, a politica é cobrar o preço da carta.

Penso que dado o nível do restaurante, como sua excelência muito bem refere, não seria muito ético servir um copo de água da torneira quando algum cliente solicita mais água além do menu. 

Teremos nós que saber qual o fim do copo de água? e mesmo sendo esse o fim, tomar um medicamento, porque teriamos de oferecer o copo de água? Se todos os clientes solicitarem o mesmo quantos copos de água teremos de servir sem cobrar?

Adicionado a todas estas questões, vem uma outra. A colega que serviu o copo de água pareceu-me bastante compreensível ao facto uma vez que não cobrou uma garrafa de água que tem o preço de tabela de 2€, mas fez o favor de cobrar apenas 1€ por um copo. O facto é que ficámos com a garrafa aberta e não sabemos se vamos poder servir mais um copo ou não, dessa mesma garrafa.

Existe uma diferença entre o que é um menu executivo, em que tudo está predefinido, e os pedidos efectuados fora desse menu. Infelizmente, o Artemísia não faz parte de uma instituição de caridade, é uma empresa com fins lucrativos. No caso de solicitar um café extra ao seu menu teria de pagar 1,5€. Será assim tão inaceitável cobrar 1€ por um copo de água com capacidade de 200ml? Ou teriamos também de oferecer o café?

Ainda questiono a sua avaliação escrita relativamente à qualitativa. Avalia que o serviço é excelente, comenta que foi muito bem atendida, mas... de seguida avalia o serviço com apenas 3 pontos! Será assim mesmo?

Em suma, agradeço a sua avaliação para que possamos crescer positivamente, em todos os aspectos, neste mercado tão competitivo e tão exigente como é o serviço de restauração."

 

Fiquei curioso... será que também cobram por um guardanapo extra?

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:31


72 comentários

Sem imagem de perfil

De Luciano Pena a 19.08.2013 às 16:27

Ola a todos,

8 anos no ramo da Restauração, e Parabens a cliente que colocou a questao a publico, e ao Proprietario do restaurante que poderia ter ficado calado, mas ao inves demonstrou a resposta completa e educada a todos nos.

Como ele citou , o cliente foi servido com agua mineral, e so pra finalizar, a cliente poderia ter pedido um bocadito de agua de forma inteligente como por exemplo. Por favor preciso apenas de dois dedinhos de agua pra engolir o comprimido , da torneira por gentileza. Mas nao pediu um copo de agua. e a norma do restaurante é servir agua mineral , no caso a 1 euro.

att

Luciano Pena
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 19.08.2013 às 16:33

penso que há um ditado que diz que um copo de água não se recusa a ninguém. Mais do que ser legal ou ilegal a questão aqui tem a ver com cortesia, na oferta do copo de água (ou pelo menos correcção, indicando que o mesmo é cobrado), e bom senso, aquilo que não houve na resposta

P.S. Já vi muitas atitudes cretinas por parte de clientes pelo que sou dos que acha que o cliente não tem sempre razão. Ainda assim um restaurante vende hospitalidade e quem não perceber isso está na profissão ou no negócio errado.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2013 às 16:55

Acreditem, caros amigos que nos tempos que correm já nada me surpreende. Neste caso, embora possa ou não concordar, trata-se de um restaurante de prestígio. Espanta-me certamente a atitude de alguns "empresários da restauração", caso de um pequeno restaurante de piscina, situado na Portagem, concelho de Marvão, distrito de Portalegre, onde têm o descaramento de cobrar 0,40€ (quarenta cêntimos) por 2 (dois), exactamente, 2 cubos de gelo num copo para o café. Ou seja, se o cliente pedir um café, este custa 0,60€ mas, no caso do cliente pedir um café e pedir um copo com 2 pedras de gelo para deitar o café, este já custa 1,00€.
O dito estabelecimento dá pelo nome de: "Restaurante Mil Homens".
Tenho factura que o pode comprovar.
Cumprimentos a todos.
Sem imagem de perfil

De Fernando Sousa a 19.08.2013 às 18:07

Parabéns à gerência do restaurante pela forma como se "desembrulhou" do ridículo a que se submeteu. Porque quis.
Adivinho que esta gerência, tão zelosa a defender o seu copo de água a pagar, passe brevemente a cobrar o uso dos guardanapos, toalhas, copos, talheres e pratos e, quem sabe, um dia até o uso das cadeiras e da mesa e o ar existente no restaurante.
Ora aqui está um restaurante onde obviamente nunca "porei os pés".
Sem imagem de perfil

De aiken a 19.08.2013 às 22:42

Comentário fará sentido se for seu hábito comer os guardanapos.
Assim não passa de uma comparação absurda.
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 19.08.2013 às 23:20

Porquê? acha que na política de preços de um restaurante não está reflectido o custo com as toalhas, os guardanapos, ou os copos?
Sem imagem de perfil

De aiken a 19.08.2013 às 23:36

Obviamente. Mas não é isso que está em discussão neste tópico.
Sem imagem de perfil

De João Silva a 19.08.2013 às 18:18

o cobrar pelo copo de água não me estranha, não é a primeira vez que se ouve falar disso, nem vai ser a última. Não concordo, mas cada um faz o que quer.

Mas esta parte é que me parece surreal: "A colega que serviu o copo de água pareceu-me bastante compreensível ao facto uma vez que não cobrou uma garrafa de água que tem o preço de tabela de 2€, mas fez o favor de cobrar apenas 1€ por um copo. O facto é que ficámos com a garrafa aberta e não sabemos se vamos poder servir mais um copo ou não, dessa mesma garrafa."

Ou seja, fez "o favor" de cobrar apenas 1€ pelo copo, valor esse que muito dificilmente estaria tabelado na carta. E será que informaram a cliente disso?
Já se sabe que cada um faz o que bem quer, mas calma lá, nem 8 nem 80...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 19.08.2013 às 18:38

Com tantos milhares de restaurantes no país... este pôs-se a jeito. Parece que uns largos milhares de portugueses vão evitar ir ao dito. Eu sou mais um deles, não admito de forma alguma que me cobrem por um copo de água.
Sem imagem de perfil

De Carlos Alexandre a 19.08.2013 às 18:54

Dois extremos com a história da água:

Há uns 15 anos, num reputado restaurante quem já nem existe, uma criança de dez anos mede mais água a quem está a servir, e este simplemente lhe responde que não porque a garrafa de água pedida já tinha terminado. Nem se dignou perguntar aos pais se desejavam mais uma garrafa.

Noutro restaurante de grande reputação (e estrelado por sinal), SEMPRE que peço água, reparo que SE a garrafa grande não chegou para a refeição toda, abrem outra sem sequer perguntar e no final só cobram uma.

Por fim um reaparo: é interessante a forma como podemos pedir a água... num restaurante, pede-se água; numa pastelaria, com um café, um copo de água. E a bom entendedor meia palavra basta. Parece que se estabelece um código ético entre o cliente e quem o serve. Do mesmo modo que, se a lei permite não pagar um couvert que não foi pedido, a confiança estabelecida faz com que o cliente não se recuse a pagar o couvert, mesmo sem o ter pedido, já que está estabelecida uma confiança mútua que leva a esse subentendido. A experiência.
É na facada a esta confiança implícita que me choca a atitude de cobrar 1 euro pelo copo de água.
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 19.08.2013 às 22:36

A sua última frase resume tudo. O bom senso é sempre a melhor opção. O pior é quando noção é muito díspar entre as partes :) . Gostei deste seu comentário, porque uma perspectiva diferente à discussão.
Sem imagem de perfil

De Carlos Alexandre a 20.08.2013 às 13:36

Obrigado Miguel.

E até acrescento uma coisa: tão habituado que estou a mal entendidos, perdi a vergonha (antes de chegar aos trintas...) e não me custa nada deixar bem claro que não sou rico. Nunca aceito a sugestão de um vinho sem ter sido apontado o preço com o dedo na lista, ou verbalmente. Se duvido se alguma coisa faz parte do couvert, não me inibo a perguntar. A quem pergunta, também custam a pagar as contas lá em casa. Não me importo de gastar (muito, eventualmente), mas consciente do que estou a pagar. E muitas vezes até fica uma atmosfera mais descontraída entre todos os intervenientes.

Um pouco paralelo ao tema, mas enfim, só para dar ideia de que eu pediria certamente "um pouco de água; não precisa ser de garrafa". Não deveria ser necessário, mas é melhor prevenir.
Sem imagem de perfil

De Mário Inácio a 19.08.2013 às 20:09

Nos anos 60,70 e 80 era normal um copo de água ser cobrado em qualquer restaurante, café ou bar no Algarve. A água da torneira era de muito má qualidade e no verão era escassa. Por isso a água era servida da engarrafada e o cliente pagava. Hoje as coisas estão diferentes mas ainda assim não é tão descabido cobrar por um copo de água e quem trabalha na restauração sabe do que falo. O abuso é muito por isso pagam uns pelos outros. Muito mais escandaloso é pedir uma cola com limão e pagar 5o cêntimos por uma rodela fina de limão....
Sem imagem de perfil

De Manel a 19.08.2013 às 21:39

Acho que se o Restaurante queria cobrar o copo de água, trazia uma garrafa (de água), abria-a frente ao cliente e servia 1 copo, deixando a restante na mesa....e aí cobrava o preço da garrafa ! ....Estava o caso arrumado !
Sem imagem de perfil

De TrasMontano a 19.08.2013 às 22:33

Acho perfeitamente válida a resposta do restaurante. Se as pessoas não querem pagar o preço de um copo de água, então que peçam uma garrafa de água e que paguem o respetivo preço. Assim deixam de chover críticas absurdas...

Comentar post




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Comentários recentes