Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tasca da Esquina soma e segue

por Duarte Calvão, em 09.10.13

O tempo tem mostrado rapidamente o acerto da aposta que o chef Vítor Sobral fez na Tasca da Esquina, em Campo de Ourique, a qual, cerca de quatro passados desde da inauguração, com crise ou sem ela, continua a ser um dos espaços mais concorridos de Lisboa. Mas, além do êxito lisboeta, esta tasca também está a provar lá fora, já que a filial de São Paulo (na foto), que abriu há pouco mais de dois anos, acaba de conquistar o título de "Melhor Restaurante Português de São Paulo", concedido pela prestigiada revista brasileira Prazeres da Mesa e pela ViniPortugal. Um título que faz jus ao trabalho de Vítor Sobral, mas também ao de Luís Espadana e ao de Hugo Nascimento, os "dois braços direitos" do chefe. Mas as "viagens" desta tasca não se ficam por aqui. Até ao fim do ano, está prevista a abertura de uma Tasca da Esquina em Luanda e, a breve prazo, uma outra filial no Brasil (não em São Paulo). Aqui está um bom exemplo de como a nossa cozinha, os nossos produtos e os nossos vinhos podem ter grande aceitação em mercados importantes.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:47


3 comentários

Sem imagem de perfil

De luiz teixeira a 11.10.2013 às 08:19

"Em terra de cego quem tem um olho é rei". Dito isto, conviria assinalar que São Paulo não tem e nunca teve tradição de gastronomia lusa. A grande colónia portuguesa sempre esteve no Rio de Janeiro, onde, outrora se comia muito bem em autênticos restaurantes, quase sempre com o proprietário na caixa registadora e a família na cozinha. Fui frequentador anos a fio dessas casas e muito me deliciei. O paulistano é um comensal de cantinas, e assemelhados, de pratos italianos e japoneses. Com a ida de uma filial do Antiquarius do Rio de Janeiro para a capital paulista, os endinheirados passaram a acrescentar, muito mais por exibicionismo, esse endereço as agendas. Portanto, não vejo maiores dificuldades ao Sobral conseguir a sua estrela paulista, conferido por uma publicação sem maior relevância. Aliás, com todo o respeito que merece, o ilustre chefe fosse, merecidamente, convidado a dar aulas em alguma faculdade, a disciplina que melhor se ajustaria ao seu perfil, de hoje, seria o de "Gerência de Marketing Gastronómico ". Fui a Tasca da Esquina, por aqui vivo, também, e o péssimo serviço evidenciou que havia, pelos menos nesse dia, evidente falta do chefe junto aos tachos.
Sem imagem de perfil

De Bruno Raposo a 13.10.2013 às 03:58

Aproveitando a boleia ao Brasil, alguem sabe noticias do chef JJ Vintém?
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 13.10.2013 às 09:10

Voltou para Portugal, mas, pelo que me disseram, por enquanto não quer nada com restaurantes.

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Comentários recentes

  • PR

    "Porém, e ao contrário do que muitas vezes se escr...

  • PR

    Tão grande foi o choque da perda da terceira estre...

  • Paulo

    Não se aborreça Miguel. As redes sociais são impla...

  • Paulo

    Não conhecendo os motivos do encerramento, se calh...

  • joana

    sardinhanalfabeto!