Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Há pouco mais de um ano e meio comecei um post sobre uma das minhas embirrações, as "azeitonas pintadas", dizendo:

"Há coisas com que embirro… manias! Todos temos… Embirro quando num restaurante me trazem o azeite para molhar o pão com vinagre balsâmico… Dá-me imenso trabalho andar ali à volta para evitar tocar no vinagre. Não gosto mesmo daquilo… e não vejo nenhuma vantagem…"

Hoje resolvi voltar a esta embirração. Virou quase  praga! Muitos restaurantes incluem no couvert um pratinho com azeite e, em geral, com um círculo (seria melhor dizer nódoa?) de vinagre balsâmico no fundo. Por vezes é adicionado na mesa, aí tenho a hipótese de pedir para não o deitarem, é um alívio! O vinagre balsâmico não tem nada a ver connosco, não é que isso seja razão para não o servirem com o azeite, fundamentalismos destes e conversa do tipo "é nacional logo é bom, o resto é melhor desconfiar" não têm nada a ver comigo. O que me irrita é que virou praga (e em geral o vinagre nem é de grande qualidade) e nem espaço deixa para outras alternativas interessantes e que pertencem à nossa base de dados de sabores.

Quando vem só azeite, já é uma alegria! (Sobretudo quando é bom, há ocasionalmente alguns que não cumprem os mínimos de qualidade, e até em bons restaurantes, por vezes apresentados como artesanais - o que não significa por si só bom, mas isso são outras conversas...) Quando vem o azeite com umas folhinhas de alguma erva aromática, que lhe conferem o seu aroma, sinto-me quase como num oásis no deserto de inspiração do azeite com vinagre balsâmico.

Agora há uma coisa que nunca vi - umas rodelas de alho! Quando era mais nova (pronto... eu confesso, já passaram umas décadas...) e nos davam algum pão quente (lá em casa não se fazia, mas havia vizinhos generosos) a minha Mãe arranjava sempre um prato com azeite e umas rodelas de alho. Ela e a minha irmã Isabel deliciavam-se a molhar o pão naquele azeite aromatizado e a comer. Eu, tenho que confessar, preferia manteiga. Mas ficou-me na memória o petisco e o entusiasmo das duas. Os anos passam e, felizmente, o nosso leque de gostos culinários educa-se e, sobretudo, expande-se. Adoro manteiga, e um bom pão com uma boa manteiga fresca é uma delícia! Mas um bom pão molhado em azeite com umas rodelas de alho, também o é. E com uma pedrinha de flor de sal por cima, ainda melhor!

 

Puxem lá pela cabeça e acabem com a, pouco inspirada, moda do vinagre balsâmico. Há ervas aromáticas, há alho, há óptimos vinagres...

 

Posts relacionados:

São bonitinhas, mas sem gracinha nenhuma...

Oliveira Ramos: uma colheita tardia que virou vinagre

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Joao Diniz a 20.10.2013 às 21:01

Aleluia! Let me join the club
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 21.10.2013 às 00:18

ainda se fosse um balsâmico a sério. Daqueles, tradicionais, que envelhecem pelo menos durante 12 anos e que cortam as mãos a quem lhe adicionar caramelo...
:)
Sem imagem de perfil

De João a 23.10.2013 às 10:06

De facto é uma moda parva e nossa, porque nem os italianos o comem assim, ou é com azeite ou com o balsâmico ou salsa entrusca (de outras regiões, mas em tudo idêntico). E claro como diz o Miguel se ainda fosse um vinagre verdadeiro e não caramelizado.
Sem imagem de perfil

De joao isidro sanona a 21.10.2013 às 08:42

E demode já!
Imagem de perfil

De perguntemamim a 21.10.2013 às 18:34

Na zona saloia, quando o pão sai do forno, parte-se aos bocados para um alguidar de barro, junta-se sal, azeite, alho em rodelas e uma folha de louro, mistura-se tudo e come-se à mão. Chama-se "Tiborna". Já li que nalguns sítios se faz o mesmo com o azeite acabado de fazer.
Sem imagem de perfil

De Manuel a 22.10.2013 às 09:59

Acho que sim, mas só após a erradicação, ou limitação por lei, do prato de ardósia.
Já tive de perguntar, ao 2º prato de ardósia num menu de 3 pratos, se era para comer ou assentar chão.
Sem imagem de perfil

De Joana Haderer a 22.10.2013 às 16:27

Concordo tanto!
Eu fico sempre a tentar evitar tocar naquela mancha de vinagre!

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Outubro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Comentários recentes

  • Paulo

    Não se aborreça Miguel. As redes sociais são impla...

  • Paulo

    Não conhecendo os motivos do encerramento, se calh...

  • joana

    sardinhanalfabeto!

  • Duartecalf

    Concordo Miguel, e os novos restaurantes do Diogo ...

  • Miguel Pires

    Espero que seja o segundo caso. Seria um desperdíc...