Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




photo.PNGHoje escrevo na Fugas do Público sobre os jantares de Joan Roca e de Björn Frantzén, no International Gourmet Festival 2013, que decorre no VilaJoya. Porém, o prato principal desta edição é a entrevista exclusiva (de 4 páginas) que Joan Roca concedeu a Alexandra Prado Coelho - que escreve ainda sobre os bastidores do festival. A não perder.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:38


1 comentário

Imagem de perfil

De Paulina Mata a 17.11.2013 às 13:29

Estie a ler os artigos. Gostei. Mas fizeram voltar a questionar-me sobre se a cozinha em geral, e este tipo em particular, viajam bem. Sobre o real interesse, do ponto de vista de uma pessoa que quer conhecer a cozinha de um dado chefe, participar num jantar destes.

Curiosamente, esta semana, no Brasil, comprei a revista Menu de Novembro. O Joan Roca tinha estado em São Paulo, tinha feito vários jantares, havia um artigo sobre ele, algumas fotos de pratos (todos ele feitos no jantar do Villa Joya) tinha algumas receitas - as ostras, o linguado, a sobremesa com limão.

Admiro muito o trabalho dos Roca. O primeiro contaco que tive com ele foi em Maio de 2005 numa palestra a que se seguiu uma workshop do Jordi Roca na escola de hotelaria do Estoril. Muito bem preparada, muito interessante. Verdadeiramente diferente, a estrutura da palestra em que se destacava essencialmente o espírito do restaurante que se reflecte na entrevista do Joan Roca à Alexandra, e sobretudo a parte prática em que vi fazer e tive oportunidade de provar, e até de trazer as receitas, a "Viaje a Habana", a "Adaptación del Perfume Eternity de Calvin Klein", a "Adaptación del Perfume Miracle" e a "Adaptación del Perfume Carolina de Carolina Herrera".
Deixou-me uma enorme vontade de conhecer o trabalho dos Roca. Em 2007 fui ao restaurante em Girona, ainda o antigo, lembro-me que na altura o preço do menu era menos de 70 euros. Voltei um ano e meio depois em 2008, já no novo espaço. Duas refeições excelentes. Num e noutro jantar comi alguns dos pratos descritos no artigo (ou pelo menos versões anteriores deles, mas não me pareceram muito diferentes - a ostra, o leitão, a sobremesa láctea e até acredito que uma versão anterior do linguado). Comi outros pratos muito interessantes, e que eventualmente me marcaram mais. Curioso (ou talvez não) que a escolha sejam estes pratos clássicos.

O Miguel termina o artigo sobre o jantar dizendo "No entanto, se por um lado se fez acompanhar de uma parte da “cozinha emocional”, ligada à sua família, à envolvente, às suas vivências
e até a um piscar de olho ao nosso país, por outro lado, deixou
em Girona uma fracção da magia e da modernidade que ajudou a fazer do seu restaurante um dos melhores do mundo.". Pois era isto que estava a sentir ao ler o artigo. E acho que a fracção que ficou em Girona foi mesmo muito grande...

Fui à net ver os preços do jantar no restaurante, pelo que encontrei janta-se, com o menu de degustação mais caro e o menu de vinhos, a um preço inferior ao do Villa Joya ou aos de S. Paulo.
Não duvido que são óptimos jantares, mas mais uma vez confirmei aquilo que há muito sinto, que a relação felicidade+conhecimento/custo é bem maior indo ao restaurante do chefe.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Novembro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Oops, já corrigido. Agradeço o reparo.

  • Martinho Cruz

    Tudo bem. Vega “Cecília” é que me ultrapassa.....

  • Anónimo

    Esta é uma boa notícia para esta altura do Natal.....

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...


subscrever feeds