Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Última Ceia segundo três chefes portugueses

por Duarte Calvão, em 26.03.15

Kiko_Martins_1.jpgO cordeiro pascal, segundo Kiko Martins. Um prato, obviamente, para partilhar

 

O História, canal de televisão por cabo, convidou-me este ano para participar num programa em que três chefes portugueses recriam a célebre Última Ceia, a exemplo do que fizera na Páscoa passada com Virgílio Gomes. Apesar da simpatia de quem me convidou e de considerar a ideia interessante, tanto mais que envolvia três chefes que aprecio profissional e pessoalmente – Miguel Castro e Silva, Kiko Martins e Pedro Almeida – hesitei antes de aceitar. Afinal, uma coisa é participar em conversas ou entrevistas na televisão, outra é ser uma espécie de “actor”, algo para o qual não me sinto minimamente vocacionado. Além disso, temia longas horas de gravações, de repetições intermináveis de “takes”, luzes que cegam, maquilhagens que irritam a pele, stress de técnicos permanentemente insatisfeitos, eu sei lá.

 

 

Pois bem, nada disso se verificou, foi até muito agradável fazer este programa, dirigido por uma equipa quase toda espanhola, tranquila, alegre e bem educada. O resultado pode ser visto nesta sexta-feira, às 21.55h, no História e, admito, estou muito curioso para ver como foi o resultado. Embora, sem falsas modéstias, tenha a certeza que o meu amadorismo nestas lides vá ser o pior do programa.

MigueldeCastro_1.jpg As ervas amargas, segundo Miguel Castro e Silva. Por baixo, uma "patanisca de nada", só água e farinha, a simbolizar o pão ázimo.

 

E também tenho quase a certeza de que o melhor vai ser a prestação dos chefes que, muito diferentes entre eles, tiveram em comum responder a este desafio com um profissionalismo que me impressionou. Goste-se ou não, saber lidar com os meios audiovisuais é nos dias de hoje um trunfo para qualquer cozinheiro. Não quer dizer que também não tenha os seus perigos. Ou que se possa ser o melhor chefe do mundo no recato da cozinha e não se saber “estar” na televisão. Mas que geralmente ajuda a carreira enfrentar com galhardia os holofotes, isso ajuda.


O programa foi estreado em Espanha há três anos, como forma de variar da programação rotineira da Páscoa (programas sobre a Bíblia, filmes como o Ben Hur ou os 10 Mandamentos, etc) e já envolveu chefes de Madrid como David Muñoz (Diverxo), Paco Roncero (Casino Madrid) ou Ramon Freixa (Ramon Freixa). No ano passado, em Portugal, participaram Miguel Laffan (L’And) e João Alves (Penha Longa).

PedroAlmeida_1.jpg

 A simbolizar o peixe de rio, Pedro Almeida optou por enguia, num pudim cremoso de ovo. Ao lado, um crocante de cevada com ervas amargas

 

Não vou entrar em detalhes sobre o modo como cada chefe encarou este desafio, ele deverá estar bem à vista de quem assistir ao programa, chamo só a atenção que o objectivo de recriar aquela que é considerada a mais célebre refeição da história não era uma cópia fiel do que é referido nos Evangelhos, mas antes deixar liberdade para eles a interpretarem à sua maneira. Aliás, as referências bíblicas são escassas, além do pão ázimo e do vinho, a Última Ceia terá incluído pratos típicos da Páscoa judaica, a Pessach, como o obrigatório cordeiro, eventualmente peixes de rio, ervas amargas e algum tipo de doce no final, à base de frutas secas.


Fiquei com a nítida impressão de que os três chefes portugueses gostaram deste desafio do História e que, tal como eu, aprenderam com a experiência. Além do mais, no meu caso, teve a vantagem adicional de ficar a compreender melhor como este género de programas televisivos se fazem. Nada como os viver “por dentro” para verificar o trabalho e a competência que exigem. Os três curtos vídeos, e outras informações, podem ser encontrados aqui.

 

Nota: os pratos criados para este programa vão estar disponíveis nesta quadra pascal nos restaurantes O Talho (Kiko Martins), De Castro Flores (Miguel Castro e Silva) e Midori (Pedro Almeida)

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:36



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Março 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...