Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Alexandre Silva abre Loco na quinta-feira

por Duarte Calvão, em 15.12.15

IMG_0832.JPG

É já nesta quinta-feira que abre finalmente ao público, ainda que num tal de “soft opening”, o Loco, o novo restaurante do chefe Alexandre Silva. Fica na rua que sobe à esquerda de quem está de frente para a Basílica da Estrela, ali onde o eléctrico faz a curva. Estive lá num dos jantares de pré-abertura e fiquei entusiasmado. Ou muito me engano (o que acontece mais frequentemente do que gostaria…) ou vai ser um êxito, trazendo para Lisboa uma cozinha arrojada, divertida e cheia de personalidade, que tanta falta nos faz.

 

 

O restaurante só tem cerca de 20 lugares e é muito bonito, com a cozinha totalmente aberta, com os cozinheiros a fazerem vaivém com as mesas. Na sala, está Sérgio Antunes, também escanção, que em tempos trabalhou com Vítor Sobral, andou em empresas de vinho, e agora volta a uma profissão onde brilha. Outro nome a destacar na equipa é o do jovem chefe pasteleiro Carlos Fernandes, que já trabalhou no restaurante Abama (hotel Ritz Carlton), um duas estrelas Michelin que o chefe basco Martín Berasategui tem em Tenerife.

 

Não há pratos à la carte mas apenas dois menus, um de 14 pratos (ou “momentos”), outro de, no mínimo, 18, que ficam respectivamente em 60 e 80 euros. Pelo que me foi dado a provar – e também a ver, já que a parte cénica desempenha um papel forte na refeição – julgo que Alexandre Silva vai finalmente mostrar o que vale, sem hesitações nem concessões. Já gostava muito do que ele fazia no saudoso Bocca, mas tinha receio que, após um período de um certo interregno com experiências no hotel Marmoris, em Vila Viçosa, e na Bica do Sapato, em Lisboa (e também o seu espaço no Mercado da Ribeira, que mantém) ele tivesse perdido a ambição, mas creio que, pelo contrário, está melhor do que nunca.

 

Depois do novo Alma, de Henrique Sá Pessoa, o Loco é o segundo restaurante que abre em Lisboa nos últimos tempos dedicado à alta cozinha como eu a entendo, como projecto em que um chefe apresenta aquilo em que acredita, aquilo que é a soma das suas experiências e do seu percurso. Tenho a certeza que outros virão em breve seguir estes exemplos.

 

Rua dos Navegantes, 53 B, Lisboa, tel. 21 3951861. Só jantares, fecha à segunda-feira.

 

Nota: a fotografia, péssima, é minha

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:06


14 comentários

Sem imagem de perfil

De Alexandre Silva a 15.12.2015 às 21:49

reservas@loco.pt
Sem imagem de perfil

De JGR a 16.12.2015 às 10:21

Desejo toda a sorte do mundo ao Chefe Alexandre Silva mas pessoalmente duvido da sustentabilidade de, em Lisboa, ter restaurantes só com longos menus de degustação, sem serviço à lista. São restaurantes de uma só vez, vai-se lá e prova-se tudo de numa vez, não havendo incentivo para visitas recorrentes. São menus em que no fim, temos dificuldade de nos lembrar da maioria dos pratos, tantos são os "momentos", a menos que façamos da refeição uma longa e contínua sessão fotográfica. Às vezes é divertido mas também muitas vezes é chato quando só queremos comer um bom jantar sossegado com uma boa companhia ou manter em dia conversas com amigos.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Silva a 16.12.2015 às 15:09

Caro JGR,

O Menu será mudado semanalmente, não na sua totalidade mas cerca de 60%.
de 15 em 15 dias, trataremos de mudar os menus degustação.
O Conceito do LOCO é trabalhar com as microestações, estações essas que mudam com alguma rapidez.

Garanto-lhe que o nosso menu Degustação (não é nem melhor nem pior, que o de outros colegas), mas é um menu com muita personalidade e divertido, será fácil lembrar-se da maioria dos pratos, talvez de todos.

Mas percebo o que quer dizer.

melhores cumprimentos
Alexandre Silva
Imagem de perfil

De JoeBest a 01.02.2016 às 19:36

Já lá fui duas vezes e estou a preparar a 3ª, só estou à espera de mudança de menu.

Também percebo o que quer dizer, mas...há chefs e chefes! 😉
Sem imagem de perfil

De teixeira a 16.12.2015 às 10:44

Que pena Duarte! Gostaria de incorporar a minha lista o novo restaurante. Mas, nada tenho contra menus-degustação , desde que convivam com a possibilidade do à la carte. Sucesso, no entanto.
Sem imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 16.12.2015 às 15:07

Boas notícias. O Alexandre já fazia falta a Lisboa.

Aplaudo a opção pelos menus de degustação, embora também duvide, infelizmente, da sustentabilidade financeira dessa opção.

Mas isso é preocupação para os proprietários do espaço, não para os clientes.
Sem imagem de perfil

De teixeira a 16.12.2015 às 19:30

Interessante o comentário. Parte da premissa, presunçosa, de que os proprietários são uns estultos, isto é, que não analisaram a viabilidade financeira do empreendimento. Escreveu, ainda, que não é problema dos clientes a sustentabilidade financeira de um restaurante. Divirjo. Frequentadores são os que não se importam. Cliente são diferentes. Tem identidade na casa e com a casa e, por isto,se importam.Apostam no sucesso. São solidários. Sem pieguices.
Sem imagem de perfil

De Lis a 16.12.2015 às 16:34


Acompanhamos, com entusiasmo, o processo de abertura do novo restaurante do Chef Alexandre Silva, cujo trabalho gastronómico conhecemos desde o BOCCA e já marcámos um jantar.

Em minha opinião a proposta de servir só jantares e 2 menus pode permitir exprimir melhor a sua criatividade, dar consistência ao trabalho da equipa e ter tempo para apurar cada uma das suas propostas.

Tenho a ideia de que, com este projeto , e a atenção ao "feedback" dos clientes, chegará aos seus "clássicos".

Felicidades para o projeto!
Sem imagem de perfil

De Paulo a 16.12.2015 às 16:56

Era frequentador (muito) assíduo do Bocca e tornei-me assim um admirador do chef Alexandre Silva. Seguramente que irei visitar este novo espaço. Se terá sucesso ou não? A qualidade da refeição o dirá. Partilho a ideia que é arriscado uma aposta apenas em menus de degustação. Não sei se será o indicado para ter uma sala bem composta todos os dias da semana. Mas desejo boa sorte.
Sem imagem de perfil

De João Faria a 16.12.2015 às 18:34

Acho muito interessante a aposta apenas em apenas 2 menus de degustação. Faz falta esse atrevimento na alta cozinha em Portugal, é uma forma do chef se dedicar a 100% à experiência que pretende promover ao comensal.

Quem sabe, se no futuro, não poderá criar um menu de degustação mais curto (uns 6 ou 8 momentos), a um preço mais convidativo, para o almoço? Acharia essa também uma excelente proposta.

Assim que for a Lisboa não perderei a oportunidade para visitar o espaço.
Sem imagem de perfil

De Antonio Mours a 20.12.2015 às 02:12

Grande restaurante que Lisboa passou a ter. Profissionalismo, simpatia, vários momentos "Uau".
Grande harmonia entre comidas e vinhos.
Um jantar que fica gravado na memória.
Sem imagem de perfil

De Alexandre Silva a 20.12.2015 às 17:30

Caro António Moura,

Obrigado pela sua visita!
cumprimentos

Alexandre Silva
Sem imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 22.12.2015 às 14:49

António, vindo de ti, que nem eras grande entusiasta do Bocca, tem valor acrescido!

Estou cada vez com mais vontade de ir.
Sem imagem de perfil

De teixeira a 21.12.2015 às 18:29

Duarte e Miguel, talvez vocês se perguntem o motivo pelo qual um um luso brasileiro insiste em polemizar neste blog de elitistas. Como contraponto, respondo, toscamente.. Para tirar a zona de conforto de alguns. E que não me furto a uma polémica.
Isto esclarecido, devo professar que não tenho, e nem desejo, uma teoria cultural gastronómica, tenho mais o que fazer, e até mesmo porque, aos 70 anos já atingi, ou estou perto, do limite das minhas incapacidades. Que são as que mais cultivo. Como diria Borges, que nunca jogou no Glorioso, queria ter errado mais!
Sou de esquerda, não por gosto. Problema genético. Nasci esquerdino. Porém, não fui ao Nepal fazer voto de pobreza, como julga a direita empedernida. Gosto de uísque 8, 12, 15 ou 25 anos. Como nunca roubei ninguém, se quiser, compro o que me der vontade.
Considero o blog útil e, como disse, o" enfant terrible ", leal às divergências. Honesto. Portanto.
Não suporto, entretanto, a criação, recente, nos últimos anos, e culto, desse tal menu-degustação . Vou ser sintético, e, pseudamente, analítico.
O conceito é liberal. Se o dinheiro é meu, como o que eu quiser. Os "enfant gâté" , que pululam aqui e ali, acham fantástico "se entregarem "as mãos do chefe" ( I'm in the chef's hands ).Primeiro, sem, ou com machismo, melhor, com algumas dificuldades confessadas, prefiro, ainda,, me entregar as chefes. Portanto, detesto que escolham o que eu vou comer. Principalmente, chefes do fraldário .
Considero esse tal de menu uma cópia piorada da linha fordiana de 1920. Ganho de escala puro. Comer um file de garoupa que vive 15 dias na arca frigorífica? Ora, não sou tão bobo quanto pareço! Embora alguns detractores digam que tenho cara de pároco. Discordo. Não parei no tempo. Só o pão é do dia?
Vou a um restaurante para comer o que quero e não para ser surpreendido pelo Houdini das panelas. Detesto surpresas, boas ou ruins
Considerei uma afronta, talvez uma indelicadeza, me ver estampado como um "Velho do Restelo". O comentarista "lírio do campo" foi despojado da opinião que emitiu por um cruzado de direita. Na ponta do queixo!
Sou um velho, e do Restelo. Idoso e Sportinguista..
Resumo, às favas com menu-degustação , se não houver ementa. em contraponto.
Boas Festas a todos. Perdão por erros de digitação e escrevo pelos dois acordos ortográficos. O antigo e o novo.

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Artur Hermenegildo

    Estive no Mesa de Lemos na 4ª feira passada, grand...

  • Adriano

    #offtopicEntão é um artigo, sobre a notícia que es...

  • Duartecalf

    Excelente notícia o regresso de Vincent Farges a P...

  • Anónimo

    Em fez de "amuse bouche", porque nao "entretem de ...

  • João Faria

    Quando o anúncio do guia chegar a Portugal - e acr...





Calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031