Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Antoine Westermann sai, Vincent Farges fica

por Duarte Calvão, em 17.06.14

Desde o início deste mês, o chefe francês Antoine Westermann deixou de ser consultor da Fortaleza do Guincho, deixando a Vincent Farges (na foto), há mais de oito anos à frente do restaurante, a tarefa de dar continuidade ao excelente trabalho que ali se vem realizando. Foram mais de 15 anos de consultoria de Westermann e o saldo dificilmente poderia ser mais positivo, tal a influência que este restaurante, insuficientemente galardoado com apenas uma estrela Michelin, teve na nossa evolução gastronómica. Primeiro com Marc Le Ouedec, depois com Farges, a Fortaleza do Guincho tem sido uma verdadeira escola para os cozinheiros portugueses que por ali passaram e um exemplo de rigor e profissionalismo, que aliás se estende à equipa da sala. Com a saída do chefe consultor alsaciano, haverá algumas modificações no menu, nomeadamente em alguns pratos clássicos da sua cozinha, mas certamente que Vincent Farges, um dos melhores profissionais a trabalhar em Portugal, estará mais à vontade para implantar o seu próprio estilo, que seguramente passará pela utilização dos nossos produtos da terra e do mar, de que é um profundo conhecedor. E, quem sabe, talvez venha finalmente a segunda estrela, já que os inspectores da Michelin dão especial valor à personalidade de um chefe que desenvolve a sua própria cozinha. Pessoal e profissionalmente, ficam os meus agradecimentos a Antoine Westermann, um grande chefe que me proporcionou inúmeros e inesquecíveis momentos de enorme satisfação e de aprendizagem.

 

Foto: Câmara Municipal de Cascais

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07


2 comentários

Imagem de perfil

De Filipe a 19.06.2014 às 22:42

Quem sabe se não é mesmo o que falta para a 2ª estrela. Venha ela.
Sem imagem de perfil

De Carlos Alexandre a 20.06.2014 às 13:35

É verdade que o Vincent é de um rigor técnico e de uma sensibilidade que conduziram o restaurante a um nível muito elevado e criam espetativas de um bom futuro.

Também não é menos verdade que o Antoine introduziu no restaurante produtos que gozam de uma enorme consistência e qualidade, com sabores muito apurados e sem cair nas malhas de uma apresentação que se sobrepõe ao sabor final.

Nestes anos todos, gostei da revitalização obtida pelo regresso do Vincent, e tenho esperado um pouco por alguma evolução da carta, que tem variado sim, mas demasiado na zona de conforto.

O que sinto é que possa agora haver um pouco mais de liberdade para a introdução de algumas novidades que possam estimular a visitar mais vezes este excelente restaurante.

Por outro lado, também não creio que a situação mantida até agora seja uma causa para a segunda estrela não ter sido atribuída.

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2014

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Comentários recentes

  • Alexandre Silva

    O que está a dar, é o que não está a dar! Fico esp...

  • Jorge Guitian

    Uno más para la agenda de la próxima visita a Lisb...

  • Joao Fernandes

    Eu trabalho com mangalitza na Hungria, neste caso ...

  • João Faria

    Há uns tempos deparei-me com uma imagem do marmore...

  • Bruno

    Interessante - moro em Londres e não conhecia o Ta...