Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




O primeiro sinal foi a instalação de uma pequena coluna de som com música, algo nunca visto. Depois, eles que nunca fechavam, fizesse chuva ou sol, ficaram encerrados dois dias. Quando reabriu, perguntei o que se tinha passado e confirmaram a mudança, tinha “outra gerência”. Não só este, do Príncipe Real, mas também o do Camões (na foto, do site da Câmara Municipal de Lisboa), da Praça das Flores, do Largo de São Paulo e do Largo da Sé.

 

 

Ou seja, depois de há cerca de oito anos ter marcado a nossa paisagem urbana com abertura ou reabertura ou reinstalação dos Quiosques do Refresco, Catarina Portas e os seus sócios (creio que só os irmãos Regal, que em tempos abriram a Deli Delux) decidiram passar os estabelecimentos para a Charcutaria Lisboa, já responsável por um quiosque na Av. da Liberdade. Certamente que, além da música, outras mudanças virão, espero que boas ou pelo menos ao mesmo nível. Por enquanto, notei que o café, que continua razoável, subiu de 65 cêntimos para 1 euro.

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:41


3 comentários

Imagem de perfil

De Miguel Pires a 28.02.2017 às 01:30

...A Charcutaria que se associou ao Olivier no Absurdo, ao Cais do Sodré

Comentar post



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Comentários recentes

  • Adriano

    Também acho, a nível de entrevistas o que está a d...

  • João Faria

    Excelente entrevista! Talvez a que mais achei inte...

  • Miguel Pires

    Bem me pareceu que a argumentação era pobrezinha.

  • Adriano

    Isto realmente é irritante. Eu admiro é a paciênci...

  • João Almeida

    Sentiu-se ofendido. Coitadinho..(Não tenho faceboo...