Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Barcelona_foto entrada.jpg

 

Com um magnetismo especial e múltiplos pontos de interesse, a vertente gastronómica de uma das cidades mais visitadas do mundo não poderia passar despercebida.
 

É uma cidade diferente a que se avista no trajecto do aeroporto ao hotel, no Porto de Barcelona, nomeadamente para quem está habituado a chegar pela parte alta e depois percorre a cidade descendo as Ramblas. A perspectiva de atravessar a zona portuária, com toda a envolvente logística escancarada à nossa frente, lembra um belo teatro em que entramos pela porta de serviço, num dia de folga — sobretudo se a vinda for a um domingo, como foi o caso. 

Barcelona é uma cidade com uma aura muito especial e um fervilhar que se sente à flor da pele. Pode não ter a dimensão de Londres, Paris ou até mesmo Madrid, mas possui um conjunto de características contrastantes que a tornam única: o monumental e o básico, o novo e o velho, o requintado e o popular, a vanguarda e o tradicional, a urbe e a praia. É verdade que esta aura gera um enorme poder de atracção, o que torna a cidade (e sobretudo quem nela habita) também numa vítima do seu próprio sucesso. Muitas vezes é preciso mesmo ser-se um Messi para fintar as hordas de turistas que se concentram nas principais vias e lugares históricos. 

Uma cidade com esta personalidade teria de ter uma identidade gastronómica igualmente forte. E esse é um facto evidente. Se soubermos olhar por entre as multidões e fugir ao engodo do very typical, encontramos lugares onde se celebra à mesa uma boa e diferenciada cozinha: local, catalã, espanhola ou do mundo; numa matriz mais tradicional ou mais contemporânea e em formato à escolha. Pode ser um restaurante de autor, requintado, ou de registo informal; uma casa de comidas em que se frita o peixe do dia (como existe na Barceloneta), ou uma taberna de tapas, em que se bebe um vermute à barra enquanto se pica um par de petiscos.

Espanha será provavelmente o país do mundo que, tendo uma gastronomia tradicional/popular forte, melhor consegue captar visitantes para os seus restaurantes de cozinha de autor. E se o País Basco, nomeadamente San Sebastián, é apontado habitualmente como a principal referência neste campo, a Catalunha não lhe fica atrás. É preciso não esquecer que é nesta região, em Girona, que se encontra o Celler de Can Roca (eleito este ano, de novo, o número 1 do mundo da lista dos 50 melhores restaurantes do mundo) e foi aqui, em Roses, que nasceu o El Bulli e Ferran Adrià, o chef que revolucionou a cozinha mundial nas últimas décadas. 

Se é verdade que o restaurante de Roses já não existe (por vontade expressa de Adrià) e que na capital, Barcelona, não há um único três estrelas Michelin, tal não impede (de todo) que se sinta o fervor criativo ao nível da cozinha de autor. E com uma vantagem: ela tirou a gravata e democratizou-se. 

Dos sete restaurantes (ou espaços restaurativos) experimentados durante uma semana de estadia em Barcelona, encontram-se alguns dos mais badalados da cidade, sendo que seis pertencem a chefs que ocuparam lugares ao mais alto nível no El Bulli. 

 

Artigo publicado originalmente na revista Fugas do jornal Público de 1 Agosto 2105

 

Posts Relacionados: 

Comer em Barcelona: Tickets

Comer em Barcelona: Pakta

Comer em Barcelona: Bodega 1900

Comer em Barcelona: Disfrutar

. Comer em Barcelona: Bravo

Comer em Barcelona: La Taverna del Suculent

Comer em Barcelona: El Nacional

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:39


2 comentários

Sem imagem de perfil

De André a 09.09.2015 às 09:58

Sei que não é propriamente da mesma categoria, mas o Quimet & Quimet é uma instituição que vale a pena uma visita bem avinhada.
Sem imagem de perfil

De Artur Hermenegildo a 10.09.2015 às 11:27

Aqui há uns anos, jantámos muitíssimo bem no Moo, bastante bem no Alkimia.

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Artur Hermenegildo

    Estive no Mesa de Lemos na 4ª feira passada, grand...

  • Adriano

    #offtopicEntão é um artigo, sobre a notícia que es...

  • Duartecalf

    Excelente notícia o regresso de Vincent Farges a P...

  • Anónimo

    Em fez de "amuse bouche", porque nao "entretem de ...

  • João Faria

    Quando o anúncio do guia chegar a Portugal - e acr...





Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930