Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Captura de ecrã 2015-06-11, às 22.33.33.png

 

Não, não é um festival de promoção de cozinha portuguesa lá fora, mas uma outra forma de a mostrar e divulgar. O primeiro caso tem a ver com a crítica de Ryan Sutton, do Eater.com, ao recém aberto restaurante Lupulo, de George Mendes, em Nova Iorque. No segundo caso, trata-se de um pequeno guia de Lisboa no El País, sugerido por José Carlos Capel, um dos mais importantes jornalistas e críticos gastronómicos espanhóis. 

 

 

No caso da crítica do Eater.com ao Lupulo, Ryan Sutton começa por alguns clichés (nem sempre correctos ou actuais) sobre a cozinha e a cena gastronómica de Portugal e de Espanha, mas acaba por escrever um bom texto sobre a sua experiência no restaurante, tecendo rasgados elogios ao espaço de George Mendes como é perceptível no título,  "O restaurante cool português que Midtown (Manhattan) nem sabia que precisava", ou na conclusão, "Aqui temos. Um pouco de um Portugal novo e um pouco de um Portugal velho. É tudo muito Mendes. É tudo muito bom".

 

Já no El País, o principal jornal diário espanhol, José Carlos Capel (que é também responsável do Madrid Fusión) lista onze restaurantes e sete lojas "de comer-se" em Lisboa, com descrições sucintas sobre cada lugar. Capel, que esteve em Lisboa em Abril, e com quem tive o prazer de jantar na Taberna da Rua das Flores, já tinha escrito sobre a cidade no seu blogue Gastronotas de Capel.  Neste pequeno guia de Lisboa ("especial Verão") faz uma escolha bem democrática e variada, que vai do Belcanto ao quiosque da esplanada do Adamastor, e não poupa nos elogios, seja para dizer novamente que a "tarta de chocolate" da Landeau é "increíblemente buena, entre las mejores del mundo" ou que Leonardo Pereira e a sua "cocina vegetal" no Areias do Seixo é "el chef más creativo de Portugal" e que obtém "grandes resultados con recetas inéditas".  

 

Estes são apenas mais dois artigos dos vários que têm saído nos últimos tempos em orgãos de informação importantes lá fora, o que mostra, cada vez mais, o interesse por Lisboa, Portugal e pela cozinha/gastronomia e vinhos portugueses. Não é um interesse massificado, mas sim (minimamente) selectivo, o que me parece mais interessante e adequado à nossa dimensão.  

 

Posts Relacionados:

 

George Mendes e Nuno Mendes abrem novos restaurantes em Nova Iorque e Londres e não serão os únicos portugueses a fazê-lo

José Carlos Capel (El País, Madrid Fúsion) e as suas gastronotas de Lisboa

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:54


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Carlos Alexandre a 14.06.2015 às 12:00

Uma visão discutível, como sugere o Miguel.
Mas demonstrativa do fervilhar de coisas novas por cá.
Muita coisa boa, sem excessiva presunção, com preços razoáveis (ou pouco irrazoáveis).
E muito importante também: contornando os mesmos do costume.
Lisboa, e arredores, recomenda-se, para a gastronomia informal.

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Artur Hermenegildo

    Estive no Mesa de Lemos na 4ª feira passada, grand...

  • Adriano

    #offtopicEntão é um artigo, sobre a notícia que es...

  • Duartecalf

    Excelente notícia o regresso de Vincent Farges a P...

  • Anónimo

    Em fez de "amuse bouche", porque nao "entretem de ...

  • João Faria

    Quando o anúncio do guia chegar a Portugal - e acr...





Calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930