Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




image.jpg

 

Para se perceber melhor o impacto da segunda estrela do restaurante Belcanto, diga-se que até a imprensa espanhola que, com excepção de Carlos Maribona, se fecha sempre muito no seu próprio mundo, não pôde ignorar o feito do restaurante lisboeta.

José Avillez já era, sem dúvida, o Chef luso mais conhecido em Espanha, sobretudo, no meio. Contudo, nos anos que levo destas cerimónias nunca tinha visto tanta solicitação em redor de um português, quer fosse para entrevistas, ou para um cumprimentos por parte dos seus pares espanhóis. E a razão era simples: a conquista deste galardão foi o facto mais relevante desta edição do Guia Michelin Espanha e Portugal 2015, junto com o mesmo feito do Aponiente de Ángel León. É que este ano não houve novos 3 estrelas, "apenas" estes dois novos duas estrelas e 21 novos uma estrela - entre eles os já aqui falados São Gabriel e Pedro Lemos.

 

 

É pois este momento feliz do Belcanto, de José Avillez e também do seu braço direito David Jesus (os dois, na foto de cima) que estas imagens procuram mostrar. 

 

image.jpgJosé Avillez em entrevista à imprensa espanhola

image.jpg...com David Muñoz (o 3 estrelas do DiverXo)

 

image.jpg... Com o Sr Estrelas

 

image.jpg...com Elena Arzak

image.jpg...Ángel León

image.jpg

E, por último, com Joxe Mari Aizega (presidente de Basque Culinary Center) e Joan Mari Arzak

 

 

Posts Relacionados: 

 

. Guia Michelin 2015: Belcanto ganha a 2ª estrela, S. Gabriel recupera a perdida e Pedro Lemos estreia-se a ganhar   

 

. Alegria portuguesa em Marbella   

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:21


3 comentários

Sem imagem de perfil

De teixeira a 28.11.2014 às 20:53

Admiro a figura do José Avillez . Conheço-o pessoalmente. Não tenho dúvidas que os elogios que mereceu, e merece, são coerentes. Muito se louvou o sinal de ser um chefe português. Fato! Mas, pergunto: cozinha para portugueses? Não, afirmo. A frequência do Belcanto é maciçamente de estrangeiros. Assim, como o Tia Alice, que tanto aprecio, sustentado por cerca de 80% de pessoal de fora de Portugal, embora com preços muito mais convidativos. A elitização não é um predicado, salvo erro. Por fim, reafirmo o que disse em outra ocasião. Não acredito em estrelas Michelin fora da França. Todavia, que venha a terceira estrela para o Avillez , o CR7 dos tachos!
Imagem de perfil

De Miguel Pires a 29.11.2014 às 12:40

É sempre muito fácil pegarmos em qualquer coisa para embirrar. Primeiro é porque os chefes Michelin não fazem cozinha portuguesa. Depois, se fazem (e curiosamente o menu principal do Belcanto chama-se "cozinha portuguesa revisitada") o problema é porque não é para estrangeiros.

Enfim não entendo, até porque parece-me normal se Portugal e Lisboa, em particular, têm muitos turistas e se muitos deles viajam também pela gastronomia parece-me normal que vão aos restaurantes que mais se destacam. E com todos os defeitos que o Guia Michelin possa ter, uma das virtudes é nivelar quase sempre bem os restaurantes que têm estrelas - falo por experiência própria que já estive em restaurantes com estrelas em praticamente todos os países que visitei dentro ou fora da Europa.

O mais engraçado é que o ao contrário do que acontecia no Tavares o Belcanto tem uma percentagem muito maior de clientes portugueses, ainda que os estrangeiros estejam naturalmente normalmene em maioria. Mas isso passa-se no Belcanto , como em Paris com o Alain Ducasse ou o Alain Passard . Ainda na semana passada estive no Quique Dacosta e não havia um único cliente espanhol. Igualmente quando fui ao Noma . Ou seja, nem sequer se pode dizer que é um fenómeno de país pobre. Onde há turismo há pessoas que vão também para conhecer os seus melhores restaurantes (ou até mesmo em lugares recônditos onde não há turismo, como no norte gélido da Suécia com o Fäviken ).
Sem imagem de perfil

De teixeira a 29.11.2014 às 15:48

Que alegria me deu a tua resposta. Lembrei-me de minha falecida mãe. Ela sempre disse que eu era birrento! E mãe tem sempre razão.

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Novembro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Comentários recentes

  • Paulo

    Não se aborreça Miguel. As redes sociais são impla...

  • Paulo

    Não conhecendo os motivos do encerramento, se calh...

  • joana

    sardinhanalfabeto!

  • Duartecalf

    Concordo Miguel, e os novos restaurantes do Diogo ...

  • Miguel Pires

    Espero que seja o segundo caso. Seria um desperdíc...