Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Captura de ecrã 2016-09-12, às 21.54.45 (1).jpg

 
Já tínhamos escrito aqui sobre a vinda a Lisboa, na próxima segunda-feira, dia 19 de Setembro, de Andoni Luiz Aduriz (Mugaritz) e Albert Adrià (Tickets / Pakta...) para participarem no Estrella Damm Gastronomy Congress, junto com Nandu Jubany (Can Jubany, Calldetenes - Catalunha) e os portugueses João Rodrigues (Feitoria), Henrique Sá Pessoa (Alma) e Kiko Martins (O Talho/ A Cevicheria). Aproveitamos agora para anunciar que o Mesa Marcada será parceiro de media do congresso e que iremos acompanhar com maior detalhe os acontecimentos. Para já, começamos por levantar um pouco o véu sobre o que se irá passar nesse dia, nomeadamente, sobre as apresentações do chefes. 
 
 
O congresso terá inicio às 11.15h, na Lx Factory, com a apresentação de Kiko Martins que falará sobre o que é o seu restaurante lisboeta Cevicheria e o próprio ceviche e como se pode viajar pelo mundo com outros sabores e influências. À pergunta do Mesa Marcada de como enquadra a sua apresentação no tema do congresso ("partilhar ideias sobre a cozinha de vanguarda"), o também chefe de O Talho, em Lisboa, refere-nos que faz essa ligação ao “agarrar no tradicional e mostrar como pode ser reinventado utilizando o mundo como inspiração”.
 
Pelas 12.15h será a vez de Nandu Jubany que irá falar sobre “neotradição”. O chefe catalão abriu este ano o Can Carlitos, um novo espaço na ilha de Formentera, e conta com uma estrela Michelin no seu restaurante Can Jubany, em Calldetenes (a uma hora de Barcelona), que celebrou recentemente 20 anos. 
 
Depois, pelas 13h, será a vez de se apresentar no palco Andoni Aduriz. O chefe do Mugaritz falará  sobre as chaves da cozinha de vanguarda: "o conceito da vanguarda gastronómica, o desenvolvimento da criatividade no Mugaritz e como tudo se concretiza no prato". O chef basco, um dos mais interessantes pensadores da cozinha actual, discursará ainda sobre como surgem as ideias, como se inspiram e inspiram os outros, como desenvolvem e evoluem as técnicas, ou ainda de como o desconcerto, a provocação, a ironia ou a subtileza, são parte das vivências dos comensais que se sentam à mesa do Mugaritz. 
 
Às 15.30h será a vez de João Rodrigues, do Feitoria (Lisboa), partilhar com os presentes as reflexões que tem vindo a fazer (e a colocar no prato) sobre a nova cozinha portuguesa. "Quando pensamos em vanguardismo na cozinha portuguesa, a primeira questão que nos vem à mente é: como descrevemos a cozinha portuguesa actual? Qual é a ideia que se tem da cozinha portuguesa? Como é que passamos a alguém que nos desconhece, que não tem qualquer tipo de referência, uma ideia de cozinha portuguesa? Através do produto? Através de uma forma própria de cozinhar? Através da renovação da tradição? Criamos uma corrente orquestrada de pensamento entre os diferentes chefes ou fazêmo-lo individualmente?" - este é sem dúvida um assunto actual e pertinente que esperamos que possa trazer uma saudável discussão. 
 
Pelas 16.15h, depois de João Rodrigues, será a vez de Henrique Sá Pessoa se apresentar em palco. O chefe do Alma vai continuar a abordar o tema do mar, no seguimento do que fez no Peixe em Lisboa, sendo que desta vez pretende incidir mais sobre o mar dos Açores. Segundo contou ao Mesa Marcada, Sá Pessoa "gostaria de estabelecer uma ligação ibérica na troca e partilha de informação sobre produtos/regiões de excelência na Península Ibérica". O chefe português crê, por exemplo, que os Açores são "um gigante adormecido para os nuestros hermanos" e gostaria de partilhar "o que o mar da região tem para oferecer".  Além de apresentar, também, dois pratos com produtos das ilhas, o autor de "Ingrediente Secreto" referiu-nos que vai "tentar criar", igualmente, "uma água marinha bebível, para dar a provar à audiência, incorporando  o ananás dos Açores", cuja acidez, segundo ele, "casa na perfeição com os produtos do mar".
 
Por fim, a fechar a parte das apresentações individuais, e antes de um período de debate com a audiência, estará Albert Adrià, um dos mais interessantes chefes e empresários da restauração do país vizinho, que se irá focar sobre a essência da criatividade. 
 
orig.jpg
 
O Estrella Damm Gastronomy Congress surge em Lisboa pelas mãos da marca de cerveja catalã que tem vindo a apoiar o desenvolvimento do canal Horeca, bem como a gastronomia em geral, nos mercados onde está presente, nomeadamente em Portugal. Este evento é dirigido sobretudo a profissionais do sector e surge no seguimento de outros já realizados em Londres e Miami (na foto de cima) - que envolveram chefes locais e de Espanha - e, segundo os seus responsáveis, é um evento a que pretendem dar continuidade no futuro. 
 
 

imagem_estrella_damm.png

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:53


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Miguel Andrade a 13.09.2016 às 10:13

Oh pena!

Chego nesse dia a Lisboa. Espero saber tudo por aqui. Que venham mais discussões destas.

Sem imagem de perfil

De João Faria a 13.09.2016 às 12:56

Muito expectante com a intervenção de Andoni Aduriz, João Rodrigues e Albert Adrià, que abordarão questões que me parecem muito pertinentes e, ao mesmo tempo, muito pouco discutidas em Portugal. Espero que sejam gravadas e disponibilizadas posteriormente!
Sem imagem de perfil

De Adriano a 15.09.2016 às 16:17

Boas,

Alguém me pode dizer, quanto custa e como se inscrever? Li (diagonalmente) o post anterior e também não encontrei esta informação. Desde já obrigado.

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes





Calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930