Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




IMG_5248.JPG

 

Quando, em 2009, o Mesa Marcada decidiu promover uma votação que elegesse os melhores restaurantes e chefes de cozinha do ano, não havia em Portugal qualquer iniciativa no género. De facto, existiam prémios e concursos atribuídos por revistas, guias ou entidades, directa ou indirectamente, ligadas ao sector ou aos media, mas nenhum que reunisse um júri alargado com os diversos intervenientes na área, ou seja: chefes de cozinha, responsáveis por restaurantes, jornalistas, críticos, bloggers e também o lado de lá, o do cliente, o do entusiasta do bom garfo, o gastrónomo. No fundo, este painel alargado representava, também, o público leitor deste blogue de gastronomia. Nasciam assim “Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada”.

 

 

A tarefa pedida ao júri convidado era simples. Cada um deveria enviar uma lista por ordem decrescente com aqueles que tinham sido os seus 10 restaurantes e chefes preferidos do ano, sendo a lista final o resultado da soma total dos pontos de todas as votações (1o lugar: 10 pontos ; 2o lugar: 9 pontos, 3o lugar: 8 pontos ... 10o lugar: 1 ponto).

 

Havia algumas regras, claro: não seriam consideradas as votações nos próprios nomes ou espaços, as votações teriam de ser em chefes (portugueses ou estrangeiros) a trabalhar em Portugal e as indicações deveriam ser baseadas nas experiências tidas durante o ano em questão.

 

Da nossa parte, prometíamos que não seriam divulgadas as votações individuais ainda que, por uma questão de transparência, se publicaria a lista com os nomes do júri, algo que certamente contribuiu para a credibilização dos prémios.

 

Na primeira edição responderam ao convite 43 votantes sendo que ano após ano foi-se aumentando o painel com o objectivo em mente de ter um grupo cada vez mais diversificado: em termos geográficos, de faixa etária, sensibilidades, mais chefes de cozinha, etc. Hoje, estamos muito satisfeitos por sabermos que os resultados de 2016, que serão revelados esta noite, contarão com a votação de 147 votantes de todo o país, incluindo Açores e Madeira.

 

Embaixada_Gin Lovers Principe Real3.jpg

O espaço da Gin Lovers Príncipe Real (Embaixada), Lisboa, onde esta noite serão revelados os prémios relativos a 2016. Na foto de abertura os vencedores da edição do ano passado. 

 

O “Mesa Diária e os Prémios Especiais 

 

Desde o início que se verificou uma tendência natural na votação para se privilegiar os chamados restaurantes de fine dining, pelo que, em 2014, foi pedido aos jurados que indicassem, também, um restaurante do dia-a-dia, de preço moderado. Nasceu assim o Prémio Mesa Diária.

 

Na edição anterior, já tinha sido criado também o Prémio Destaque e, a partir de 2015, surgiriam novos galardões com o propósito de laurear outros nomes que se destacassem na classificação. Deste modo, temos actualmente o Prémio Especial Chefe Revelação do Ano, atribuído a um novo chefe de cozinha que se tenha evidenciado na classificação; o Prémio Especial Graham’s Restaurante Novo do Ano, concedido ao lugar aberto nos últimos 12 meses mais bem classificado; e Prémio Especial Estrella Damm Destaque do Ano, dado ao restaurante ou chefe que mais se destacou no Top 10.

 

Posts Relacionados:

Nomeados para o prémio "Mesa Diária"

Nomeados para o prémio especial "Chefe Revelação de 2016"

Prémios para que vos quero 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00



Pub


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes