Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




IMG_20150104_120919.jpg

Que factores contribuem para o sucesso de um local que vende comida? Uma questão complicada. Cada vez menos consigo encontrar um padrão (mesmo considerando separadamente os vários tipos de restaurantes) que me permita tirar algumas conclusões.

Há umas semanas andava por Brick Lane em Londres e reparei em duas lojas que vendiam Beigels, quase lado a lado (a mais evidente na foto acima e a que tem o nome a vermelho sobre um fundo amarelo). Uma delas quase vazia, para a outra havia a fila que se vê na foto. Porquê? Só mesmo indo para a fila poderia saber. E assim foi.

 

 

Ao chegar à entrada da loja vi que tinha um balcão a todo o comprimento do lado direito e a fila ia até ao fundo, de onde podia ver a zona de produção, com beigels a serem cozidos antes de serem metidos no forno. Vê-se mal... tal era a quantidade de humidade no ar.

IMG_20150104_121704.jpg

 Foi altura de me aperceber do que se passava do lado direito. Três ou quatro empregadas, atendiam os pedidos, com impaciência, sobretudo se hesitávamos ou demorávamos um pouquito mais a encontrar os trocos para pagar.

 

Saí de lá com um Beigel com Salt Beef (que, confirmei depois, era a escolha que devia ter feito), que comi na rua enquanto passeava pelo mercado.

IMG_20150104_122005.jpg

Tinha sido barato, comia-se bem, mas só isso justificaria a fila à porta?

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07


8 comentários

Sem imagem de perfil

De Alex a 21.02.2015 às 18:24

Nunca se sabe, não é? O passa-palavra também é poderoso (e capaz de nos modificar o que julgamos ser a nossa própria opinião).
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 21.02.2015 às 19:24

Tem razão no que diz. Mas o que faz com que haja esse passa palavra nuns locais e não noutros?
Sem imagem de perfil

De João Faria a 21.02.2015 às 19:11

É realmente curioso. Vi algo parecido em Madrid, uma fila interminável para uma café/restaurante que vendia calamares, quando outros tantos espaços ao lado também os vendiam. Não tive paciência para esperar e provar... mas ficou a curiosidade.

Um dos fenómenos semelhantes também muito em voga, o qual seria ponto de paragem obrigatório se NY estivesse nos planos para breve - é o espaço de Dominique Ansel e do seu o famoso Cronut. A fila começa a formar-se às 7am, quando o espaço apenas abre às 8am.

Mas este caso é facilmente justificável, parece-me, pois apesar do hype ter surgido inicialmente com o "boca a boca", ganhou outra dimensão quando obteve a atenção dos media.
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 21.02.2015 às 19:27

Cronut esse que toda a gente tenta copiar, nem que seja com a fusão de outras coisas, para ver se atinge o mesmo sucesso. Mas não... Quem copia é sempre uma cópia... nunca conseguirá o mesmo sucesso e demonstra alguma falta de criatividade.
Sem imagem de perfil

De Ricardo a 21.02.2015 às 19:14

Pois eu gosto mesmo de ser do contra e neste caso de certeza que iria à loja sem fila. Só para experimentar...
Decididamente, esperar em fila para comer não é para mim, o que não falta são sítios bons a vender comida.
Já bem bastaram as filas nas cantinas escolares!!!...
Imagem de perfil

De Paulina Mata a 21.02.2015 às 19:23

Eu também não gosto de filas para comer. Isso muitas vezes faz com que evite restaurantes que não aceitam marcações e são muito populares, pois não me apetece esperar. Mas neste caso, ão tinha muito que fazer, para além de passear, e quiz provar o que fazia tanta gente esperar. Já pensei de uma próxima vez ir ao outro ao lado, para comparar.
Ah! Além disso reparei que a fila andava depressa. É que as senhoras lá dentro nem deixavam hesitar, gritavam logo connosco.
Sem imagem de perfil

De Filipa a 22.02.2015 às 11:40

Paulina,
conheci a Beigel Bake quando explorei East End fazendo uma food tour. O que justifica a fila é a autenticidade e a história do sítio e dos seus donos. O que se come passa a ter outra relevância e sabor: comemos o conhecimento e a experiência. É esse o grande valor das (boas) food tours e o que transmitimos cá todos os dias e em todas as atividades da Taste of Lisboa Food Tours.
Sem imagem de perfil

De Joao a 24.02.2015 às 12:58

Em Alvalade (Lisboa) pode-se tirar uma foto exactamente igual. Uma das casas é antiga, meio suja e sempre com fila. A outra, mesmo ao lado é moderna, ampla, limpa mas vazia. E vale a pena a espera porque realmente o frango assado da casa antiga não tem nada a ver com o outro.

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

Comentários recentes

  • Paulina Mata

    Tenho pena mas não vou poder ir. O ano passado val...

  • Duarte Calvão

    Julgo que sim. No final do post há um link que rem...

  • João Almeida

    Duarte,E quem pode participar? Porque é que é só p...

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...