Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pêras duras como pedras

por Duarte Calvão, em 20.01.16

 

peraMM (1).jpgNa época passada, não apanhei nenhuma. Nesta, no início do Outono, ainda consegui comprar algumas pêras Rocha de polpa macia e sumarenta, mas a partir daí a desgraça que se está a tornar habitual: duras, com uma polpa rija, seca, amarga e esponjosa, quase parecendo uma espécie de esferovite mais compacta e ligeiramente adocicada. E não adianta deixar a amadurecer em casa, ao fim de semanas estão na mesma, Na época passada, o miolo chegava a apodrecer, deixando a polpa igualmente dura.

 

 

Compro habitualmente nos mercados biológicos, também porque gosto de comer com casca (onde, aliás, parece que se concentram de forma elevadíssima antioxidantes e outras coisas boas para a saúde), mas tentei mercearias e supermercados e por todo o lado as pêras Rocha estão intragáveis. Não percebo a razão, se as colheram cedo de mais, se tem a ver com refrigerações ou congelações, se lhes puseram produtos que as fazem assim. Só espero que os produtores, que têm feito um trabalho notável de divulgação e distribuição em Portugal e no estrangeiro desta fruta que na Região Oeste é classificada com DOP, não estejam a depenar a galinha dos ovos de ouro, desporto habitual entre nós.

 

Seria uma pena que uma imagem que levou tanto tempo a construir fosse desfeita em dois ou três anos. Se é que não está já a sofrer danos irreparáveis, como demonstra uma pergunta que me fizeram há cerca de um ano no Rio de Janeiro (para onde as pêras Rocha portuguesas são muito exportadas): “elas chamam-se Rocha porque são duras como pedra?”. Coitado do Sr. Rocha, que há mais de 170 anos desenvolveu esta pêra única na sua quinta em Sintra.

 

Fotografia: Gazeta Rural

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:24


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Carlos Alexandre a 20.01.2016 às 19:28

Quando muita gente quer comer coisas boas, é o que acontece inevitavelmente.
Ainda consigo comê-las boas, mas não com origem na distribuição.
Sem imagem de perfil

De Tc a 21.01.2016 às 10:57

Superfrutas Almeida, na A. A. Aguiar. Boas e de vários calibres.
Sem imagem de perfil

De SMD a 21.01.2016 às 19:37

Em termos de meteorologia foi um ano complicado, além de que acho que ouvi falar dum fungo.

« Contrariamente ao ano anterior, que foi um dos
melhores das últimas décadas para a produção de pera, registou-se uma queda muito abundante destes
frutos, dada a adversidade das condições climatéricas nos períodos de floração e vingamento dos frutos,
assim como problemas sanitários, em particular na zona do Oeste, que reduziram o volume de produção em
cerca de 30%. »
https://www.ine.pt/ngt_server/attachfileu.jsp?look_parentBoui=249269190&att_display=n&att_download=y
Sem imagem de perfil

De Dora Araujo a 01.06.2016 às 15:59

Olá boa tarde,
Sou directora da Escola de Hotelaria e Turismo do Porto e precisava dos vossos contactos de e-mail com urgência, por favor.
Não é para pedir nada :-)
Aguardo!
Dora

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • Artur Hermenegildo

    Estive no Mesa de Lemos na 4ª feira passada, grand...

  • Adriano

    #offtopicEntão é um artigo, sobre a notícia que es...

  • Duartecalf

    Excelente notícia o regresso de Vincent Farges a P...

  • Anónimo

    Em fez de "amuse bouche", porque nao "entretem de ...

  • João Faria

    Quando o anúncio do guia chegar a Portugal - e acr...





Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31