Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




photo.JPG
"Há quem diga que eu sou um tradicionalista cavernícola. Tradicionalista sim, cavernícola não. E é mentira que eu recuse a modernidade", foi mais ou menos com estas palavras, que cito de memória, que José Quitério, o decano dos críticos gastronómicos portugueses, recebeu na passada sexta-feira, no Porto, o prémio "Personalidade Gastronómica do Ano". A surpresa neste prémio não está na atribuição do mesmo, mas sim no facto do crítico do Expresso, que é conhecido por raramente mostrar a cara, aparecer em público, ou aceitar prémios, o ter recebido. Como o próprio disse (e cito novamente de memória): "não basta atribuir um prémio a alguém, é preciso que essa pessoa o queira receber - e a revista Wine é uma entidade idónea".


Os prémios da revista editada pela Essência do Vinho (onde colaboro) foram atribuídos ainda a várias pessoas do mundo da gastronomia e vinhos, com 3 deles a irem para a Madeira: Benoît Sinthon recebeu o merecido galardão de restaurante do ano, em nome do Il Gallo d'Oro ; Francisco Albuquerque, da Madeira Wine Company, o Melhor Enólogo de 2013 e a Barbeito, o Produtor do Ano. Com maior número de prémios do que a Região Autónoma teve o eixo Porto-Douro: Paul Symington foi a Personalidade do Ano no Vinho; o desconcertante produtor Mateus Nicolau de Almeida, da Muxagat, foi o Produtor Revelação; Noval Nacional Vintage 2011, o vinho do ano; DOP, de Rui Paula, ficou com o prémio de Restaurante com Melhor Serviço de Vinhos e o Porto, com o Melhor Destino Gastronómico. Ainda a norte, Vítor Matos recebeu o prémio Chefe de Cozinha do Ano e para sul foi o título Melhor Sommelier, atribuído a Licínio Pedro Carnaz do Hotel Ritz. Por último, Manuel Chicau, da Adega Alentejana, responsável por muitos dos melhores vinhos lusos que se vendem além mar, recebeu o galardão de Personalidade do Ano no Brasil. 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:35


1 comentário

Sem imagem de perfil

De teixeira a 03.02.2014 às 11:23

Duas observações ligeiras. Sempre que em Lisboa estou, leio o José Quitério, porque gosto de perceber nos escritos do crítico uma certa dose de consevadorismo gastronômico, que admiro e cultivo. Por outro lado, na passagem do ano 2012-13, estivemos hospedados no Hotel Cliff Bay Funchal, irretocável, como, também, irretocável a ceia servida no Il Gallo D'Oro e a festa que se seguiu. Nada melhor do que começar a semana com dois elogios, merecidos e conseguidos com profissionalismo dos elogiados.

Comentar post



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

PUB


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728

Comentários recentes

  • João Gonçalves

    Muito interessante. Reconheço que me sinto ignoran...

  • Anónimo

    Só para esclarecer que este comentário é meu. Artu...

  • Marcus

    Esperimente passá-las em farinha de arroz. Elas fi...

  • Miguel Pires

    Pois, eu gosto de comparar e de tirar ilações, sob...

  • Miguel Pires

    Anónimo?