Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




_02A4578_edt (2).jpg

Uma refeição é muito mais do que o que comemos. Em geral o que comemos é um aspecto importante. Mas pode ter o mesmo peso, ou mesmo menos, do que outros factores para a experiência global. Na verdade, a percepção que temos do que comemos também é profundamente influenciada pelo ambiente, pela loiça ou pela narrativa que envolve a refeição. O que sabemos da influência dos diversos factores na experiência global é ainda muito pouco, mas o conhecimento tem vindo a crescer. Alguns destes aspectos são explorados, aqui e ali, mas ainda só vislumbrámos uma ponta (muito, muito pequena) do iceberg. Quanto a mim um dos aspectos importantes do futuro da cozinha consistirá em explorar, cada vez mais, os aspectos para além comida para moldar expectativas e a percepção do que se come, e ainda usar a comida para determinar atitudes e criar experiências mais abrangentes. Os eventos Silver Spoon Guerilla Dining são um bom exemplo deste processo.

 

 

Desde 2009 que a Silver Spoon se dedica a criar experiências gastronómicas com diferentes características. A empresa foi criada por Tiffany Ng, norte-americana, quando foi estudar para Copenhaga. Os seus eventos, que têm sido organizados em Portugal, na Dinamarca e nos Estados Unidos, são de facto instalações artísticas, em que a comida tem um papel importante. Em particular, os eventos Silver Spoon Guerilla Dining são experiências únicas, exclusivas e complexas, de que a comida é um dos componentes. Neles esta é importante, mas o objectivo não é servir pratos deliciosos e perfeitos, mas servir pratos que acima de tudo contribuam para criam o ambiente, as atitudes e sensações que se integrem na experiência mais geral e contribuam para ela. Um conceito diferente, que não pode ser avaliado pelos critérios normalmente usados na avaliação de uma refeição num restaurante.

 

Para cada evento há um tema, um local escolhido meses antes, pois é necessária uma longa preparação, e um menu em geral (mas não necessariamente) concebido e preparado por chefes dinamarqueses. O local contudo só é revelado aos participantes no próprio dia. O evento mais recente em Lisboa tinha como tema All the World's a Stage e decorreu no Palácio São Miguel na Praça da Alegria. Um local que se pretendia que transmitisse grandeza, decadência e elegância, de uma forma underground.

SilverSpoon_November_2015_panoramic (4).jpg

O Palácio São Miguel está fechado há anos, bastante degradado e não tem água, nem luz, nem casas de banho. Organizar aí um jantar com estas características é um desafio! Comecei a tomar consciência disso logo à entrada quando ia deixar o casaco e me dissera “Talvez seja mais prudente levá-lo, algumas janelas não têm vidros”. Mas nem dei por isso já que o ambiente e as características da comida foram extremamente envolventes e um excelente catalisador para a interação com os outros participantes, muitos vestidos a rigor: o espírito é art deco, informava o convite.

_02A4711_edt (3).jpg

A comida, tal como o resto da experiência foi uma componente que desafiou, provocou emoções e reacções, que nem sempre foram consensuais, e que acabou por ser um factor de discussão. Este evento contou com a parceria do Ritz Four Seasons Hotel Lisboa e com participação do chef Pascal Meynard, que dividiu a responsabilidade pelo menu e execução dos pratos com o chefe dinamarquês Ronni Mikkelsen. Os pratos pretendiam ser uma interpretação de uma refeição do Dia de Ação de Graças e foram todos acompanhados por Champagnes G.H.Mumm.

 

Alguns apontamentos do jantar.

ACT I - In the Games Room

_02A4532_edt (2).jpg

_02A4543_edt (2).jpg

_02A4499_edt (2).jpg

IMG_20151125_194914 (2).jpg

Chess Piece - Foie gras . Cocoa . Pecan

IMG_20151125_195136 (2).jpg

Poker Chip - Parmesan. Hummus. Lime

 

 ACT II - In the Banquet Room

_02A4557_edt (2).jpg

 

IMG_20151125_210016 (2).jpg

IMG_20151125_210211 (2).jpg

Roots - Smoked Roots. Mushroom Consommé. Black Trumpets

_02A4725_edt (3).jpg

IMG_20151125_214302.jpg

 

IMG_20151125_212946 (2).jpg

Veg & Crip (parte dos componentes)

Baby Courgette . Burned Potatoes . Watercress Purée . Whey  e Turkey Chips . Dusted Mushroom Powder . Beet Purée

_02A4799_edt (2).jpg

Protein - Crispy Pork Belly . Pumpkin Purée . Cranberry Sauce

_02A4836_edt (3).jpg

_02A4730_edt (3).jpg

Harvesting (parte dos componentes)

Turkey Tigh Sous Vide    e    Red Rose. Roasted Beet & Lavender

(deram-nos umas rosas lindas, depois disseram-nos que comessemos a beterraba e o creme que estavam no centro da rosa)

IMG_20151125_235539.jpg

 White Star - White Tart . Caramelized Banana Ice Cream. Coconut Marshmallow . Glitter

 

Uma refeição complexa, que em algumas situações nos colocou fora da nossa zona de conforto, que nos envolveu e promoveu interação e discussão. Uma experiência em que não é cada momento que importa, mas o que fica quando termina. E o que fica em geral, ou pelo menos para quem para isso estiver disponível, é uma experiência única e inesquecível.

 

Gostava de destacar o facto do Ritz Four Seasons Hotel e do Chef Pascal Maynard se terem associado a este evento, um facto que penso ser muito interessante e importante, que envolveu, também para eles, sairem muito fora da sua zona de conforto e ainda o reconhecimento do interesse e valor deste tipo de eventos.

 

Interessante o vídeo de Vera Moutinho para o Público

 

Fotos cedidas pela Plataform-a, excepto 7ª, 8ª, 10º, 11ª, 13ª, 14ª e 18ª  que são minhas.

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:47


2 comentários

Imagem de perfil

De liriodocampo a 08.12.2015 às 12:55



Cores e gostos!...
Quem os discute?!...
Com todo o respeito, não me convidem...
Sem imagem de perfil

De Alexandre Silva a 12.12.2015 às 12:33

Caro liriodocampo, parece-me, que os jantares do Silverspoon não são por convite, por isso poderá estar descansado.
E já agora, com todo o respeito, Cores e Gostos são discutíveis, talvez não o sejam para pessoas preconceituosas, mas para a maioria, serão com toda a certeza.
Já pensou em trocar o seu "Nickname" para Velhodorestelo em vez de liriodocampo, acho que lhe assentaria muito melhor, nunca é tarde para mudar, é só tarde, para quem não quer mudar (o pensamento, leia-se)

cumprimentos
Alexandre Silva

Comentar post



Pub


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pub




Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Comentários recentes

  • João Faria

    Quando o anúncio do guia chegar a Portugal - e acr...

  • João Faria

    Mesmo que o sucesso não tenha sido tanto como inic...

  • Duartecalf

    Relendo o meu comentário parece que discordo da an...

  • Paulo

    Caro Pires. Eu confrontei o Angel com isso apenas ...

  • Paulo

    Ola Luis. Sim foi uma entrevista ao Angel. .





Calendário

Dezembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031