Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Três vinhos muito bons e um que atinge o cume

por Duarte Calvão, em 25.03.14

 

É muito agradável conhecer produtores de vinho como Jorge Tenreiro, cirugião de profissão, e a sua mulher Cláudia Cudell, que desde 2006 põem no mercado os vinhos da Quinta do Cume (na foto, de divulgação), perto de Provesende, num total de apenas 15 mil garrafas, mas todas de muito bom nivel e algumas verdadeiramente excepcionais. Eles vieram do Douro até ao Chafariz do Vinho, em Lisboa, para apresentar as mais recentes colheitas à Comunicação Social e valeu a pena ir lá conhecer as quatro referências, uma de branco, três de tinto, que estão a ser lançadas. Na verdade, foram cinco os vinhos provados, porque tudo começou com um belo branco de 2011 (sobretudo Malvasia Fina, mas também algum Rabigato e Viosinho), produzido a 600 m de altitude em solos de xisto, em esplêndida forma, que acabou por ofuscar o seu sucessor de 2012, que só deverá chegar às lojas daqui a uns três ou quatro meses. São vinhos que andarão, segundo os produtores, pelos 7,50 euros, o que é uma pechincha. Quem ainda conseguir um 2011, que lhe deite já a mão, sem hesitações.

 

Nos tintos, uma lógica de qualidade crescente, baseados sempre em Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz, todos de 2011, começando no Selection (8 euros), seguindo pelo Reserva (15 euros), atingindo verdadeiramente o cume no Grande Reserva (44,5 euros), apenas 1500 garrafas onde também entram misturas provenientes de vinhas com mais de 25 e de 50 anos. Se os primeiros dois são muito bem feitos e agradáveis, o último é sensacional, daqueles que se bebe até sem comida, coisa que eu aliás fiz enquanto ele durou. Uma palavra final de elogio para o enólogo da casa, Jean-Hugues Gros, que também não conhecia, nascido em Paris, com aprendizado na Borgonha, que se radicou no Douro no início dos anos 90, trabalhando para diversos produtores locais. Uma bela jornada, com poucos e bons vinhos, que nos permitiu apreciá-los num ambiente descontraído e alegre, e que nos desperta a vontade de vir a acompanhar como vão evoluir. Ver www.quintadocume.com.

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:00


9 comentários

Sem imagem de perfil

De teixeira a 26.03.2014 às 11:06

Duarte se Maomé chegou a montanha, este pecador quer muito menos, ou seja, atingir o cume. Especialmente provar o Grande Reserva que, penso, só restam 1499 garrrafas. Uma foi "comida" pelo escriba do post, deixando-me com uma inveja saudável. Já enviei uma mensagem à Quinta a perguntar onde encontrar os três, em Lisboa. Pode ser que o blog não se proponha a fazer propaganda de garrafeiras, perfeitamente compreensível. Se assim for, faça a gentileza de orientar-me pelo meu e.mail. Não seria justo voltar ao Brasil sem provar o Grande Escolha, à vista do que li.
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 26.03.2014 às 12:53

Caro Teixeira, teria muito gosto em lhe indicar locais de compra em Lisboa, mas parece que eles andam precisamente à procura de distribuidor por aqui. O melhor é mesmo fazer o que já fez, entrar em contacto directo com eles através do site indicado.
Sem imagem de perfil

De teixeira a 26.03.2014 às 20:37

Bingo! Na garrafeira da ... consegui um tinto reserva 2009. 15 Euros. Faltam-me o branco e o nectar das 1499 garrafas. Chego lá!
Sem imagem de perfil

De Ana a 27.03.2014 às 08:38

Caro Teixeira, se quiser deixar-me o seu email terei todo o gosto em o ajudar com os vinhos da Quinta do Cume e arranjar forma que estes lhe cheguem a tempo da sua ida para o Brasil!


Cumprimentos

Ana vZ
Sem imagem de perfil

De teixeira a 27.03.2014 às 10:41

Prezada Ana seria uma ajuda, além de extremamente gentil, muito bem-vinda. Apenas, como a Internet é um paraíso para tudo e todos, fico apreensivo em ter o meu e.mail trazido a público. Infelizmente, o mundo virtual, que domino mal, é um fonte de bondades como a sua, e de maldades, como a de muitos. No caso do Duarte, há a privacidade dos dados guardados apenas no blog. Aceite meus melhores agradecimentos e minhas desculpas.
Sem imagem de perfil

De Ana a 27.03.2014 às 13:22

Caro Teixeira, compreendo perfeitamente a sua posição.
No entanto se quiser ir a ao site da Quinta do Cume http://www.quintadocume.pt/pt/contactos.html poderá entrar em contacto directamente através de um formulário seguro. Terei todo o gosto em responder-lhe assim que possível por lá.

Cumprimentos

Ana vZ
Sem imagem de perfil

De teixeira a 27.03.2014 às 18:28

Ana com todo o prazer farei isto. Embora, como mencionei no comentário precedente já tivesse me utilizado do formulário da Quinta, disponível, para comprar os vinhos, ou receber a indicação de onde os comprar. O Duarte, diga-se, replicou que este era o melhor caminho. Não houve resposta. Vou tentar novamente. Obrigado.
Sem imagem de perfil

De teixeira a 04.04.2014 às 18:23

Duarte, só para registo , uma vez que me desinteressei pelo vinho, mandei, não um, mais dois, formulários para a Quinta. Nada! O vinho - com certeza - deve ser um espectáculo , todavia a empresa, que nem distribuidor tem em Lisboa, não parece tão competente. Mas, foi muito agradável saborear o vosso post .
Imagem de perfil

De Duarte Calvão a 05.04.2014 às 10:10

Realmente, é uma pena. Mas se ainda estiver com paciência, sugeria que tentasse através da loja Garage Wines, em Matosinhos. Pode ser que tenha mais sorte.

Comentar post



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Março 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Comentários recentes

  • João Gonçalves

    "E, é claro, o Varanda do Ritz Four Seasons, de Li...

  • Duartecalf

    Se no ano passado íamos duplicar e não duplicámos,...

  • Miguel Pires

    Seria de bom tom, a alguém que tem uma opinião tão...

  • Miguel Pires

    Podemos sempre especular o que quisermos, como, po...

  • Anónimo

    Miguel,Neste momento já foram recebidos os convite...