Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Joachim Koerper fecha Eleven Rio

por Duarte Calvão, em 09.12.17

 

A crise que o Brasil atravessa e, em particular, o Rio de Janeiro, com os conhecidos problemas de segurança, são as principais razões que terão levado o chefe Joachim Koerper a dar por terminada a sua experiência carioca, encerrando o Eleven local após três anos de funcionamento, coroados com a conquista de uma estrela Michelin. “Muitos dos nossos clientes já têm até receio de sair à noite”, explicou o chefe alemão ao Mesa Marcada. “Além disso, parece-me que o tipo de cozinha que fazíamos nem sempre é bem recebida no Rio, ao contrário do que acontece, por exemplo, em São Paulo”, acrescenta. A alta renda paga pelo restaurante, localizado em plena Vieira Souto, avenida marginal de Ipanema, também não terá ajudado.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:08

Será que podemos comer algas como os japoneses?

por Duarte Calvão, em 03.12.17

 

De há uns tempos para cá comecei a sentir uma certa repulsa por algas, hoje muito frequentes nos menus de vários restaurantes europeus mais criativos.  E comecei a pensar no assunto. Porque será que, sendo um recurso fartamente abundante e barato, nunca foi usado no receituário dos países ocidentais ao longo dos séculos e milénios? Parece que a Irlanda é a única excepção com algumas receitas, mas sabendo que foi um país que passou por graves carências alimentares – e, tratando-se de uma ilha, agravadas pelo isolamento - talvez seja essa a explicação. Pois bem, há uns meses, deparei, através da excelente página de Facebook Guitián Mayer, dos amigos Anna Mayer e Jorge Guitián, com um artigo no jornal espanhol El País, que me pareceu muito interessante, bem fundamentado e com um título -  “Non podemos comer algas como os japoneses, por saludables que parezcan” - (roubado parcialmente para este post) que imediatamente me atraiu.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:54

Michelin Portugal 2018, o fim das "injustiças"

por Duarte Calvão, em 24.11.17

 

DSC7234.jpg

Desde que entrei para o Facebook no início deste ano que estou mais a par de certas opiniões e reacções de um público que vai para além daqueles que se interessam pela gastronomia, nomeadamente da chamada “alta cozinha”. Verifico que é voz corrente considerar que Portugal é “injustiçado” pelo guia Michelin, que beneficia Espanha e outros países e não compreende ou não quer compreender a nossa cozinha. Que se assim não fosse, os restaurantes portugueses ostentariam tantas estrelas como os demais. Ora essas opiniões têm alguma justificação, mas já tiveram muito mais. É assim que vejo, pelo lado positivo. Em primeiro lugar, julgo que é benéfico ter uma classificação independente e credível como é a do guia Michelin, sobretudo num país em que as pessoas não gostam de ser avaliadas, que julgam que todos somos “iguais”  - como se na cozinha, no jornalismo, no futebol, na arquitectura ou em qualquer actividade, não houvesse quem tenha mais talento do que outros, seja mais estudioso ou trabalhador do que outros, que tenha mais sorte do que outros.

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:35

Duas novas estrelas Michelin para Portugal

por Duarte Calvão, em 22.11.17

IMG_4177.jpg

 

Acaba de ser divulgado em Tenerife, onde decorre a apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2018, que há dois novos restaurantes portugueses a receber uma estrela. São eles: o Vista, do hotel Bela Vista, na Praia da Rocha (Portimão), do chefe João Oliveira, e o Gusto, do Hotel Conrad, na Quinta do Lago (Almancil), que tem o alemão Heinz Beck como chefe consultor.

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50

Estrelas Michelin Portugal 2018 (especulações)

por Duarte Calvão, em 20.11.17

Aqui estão elas, as habituais especulações em torno das estrelas que o guia Michelin vai anunciar para os restaurantes portugueses já na próxima quarta-feira à noite, desta vez em Tenerife, nas Canárias, onde será a Gala do Guia Michelin Espanha e Portugal 2018. Como o Miguel Pires relatou aqui, reportando para um encontro com a Comunicação Social espanhola que os responsáveis pelo guia tiveram, esquecendo-se de incluir portugueses, não se espera nada de parecido com a chuva de estrelas do ano passado e fala-se de uma “consolidação” em Portugal. Mesmo assim, vamos lá especular.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:11

Festa de cogumelos e manual de cozinha asiática

por Duarte Calvão, em 17.11.17

Indonesia - mee goreng  - copia.jpg

Dois chefes que muito prezo vão estar em destaque nos próximos dias. O primeiro é já amanhã. sábado, com um programa que mete apresentações de especialistas, mercado e jantar. Trata-se da segunda edição do Anel de Fadas - Festa dos Cogumelos, que Bertílio Gomes promove no Chapitô, na colina do castelo de Lisboa. Falamos ao telefone e, como é seu hábito, o micólogo chefe usou de franqueza, pedindo para eu o poupar de sarcasmos. Resumindo, com esta maldita seca, não temos cogumelos em Portugal e, portanto, eles virão de Espanha para variar, já que geralmente é em sentido contrário, e do centro da Europa. Ou serão de cultivo. Aqui o que mais interessa é ver como eles – os cogumelos, venham de onde vierem - brilham nas mãos dos especialistas presentes.

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:59

Esplendor na areia

por Duarte Calvão, em 15.11.17

TTC 2017_B9A6692.jpg

Os chefes que prepararam o memorável almoço de despedida. Joy Jung e Dieter Koschina, juntos, à direita

 

Não houve discursos, nem lágrimas, nem declarações solenes. O Tribute to Claudia, depois de dez edições, chegou ao fim neste domingo celebrando aquilo que a mim sempre mais me impressionou na equipa do Vila Joya, um profissionalismo extraordinário, uma busca da perfeição em cada detalhe de cada prato, uma preocupação permanente com a alegria de cada comensal, algo que - mais do que os muitos luxos que por lá há - me deixa deslumbrado. Joy Jung, da família proprietária deste hotel algarvio, que idealizou o evento para celebrar a memória da sua mãe Claudia, e o grande chefe Dieter Koschina, sempre calmo e discreto no meio da confusão dos dias de festival, mas também sempre com ar de quem se diverte com o convívio com os seus colegas, só podem estar orgulhosos com estes dez anos de um evento tão marcante. Recuso-me a pensar que, de alguma nova maneira, não lhe vão dar seguimento.

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:11

Vinhos e carnes num post inacabado

por Duarte Calvão, em 07.11.17

 


VINUM_Jornadas do Boi Velho 2017 (3).jpg

 

Já se sabe que entre o final das férias de Verão e o Natal multiplicam-se as iniciativas de produtores de vinhos e de responsáveis de restaurantes para mostrarem à Comunicação Social o que andam a fazer. Não era luxo a que me pudesse dar quando era jornalista, mas hoje, como blogger, evito muitos destes convites, na verdade quase todos na área do vinho, que me interessa cada vez menos, a não ser quando as garrafas são servidas em boas mesas e não em 400 copos alinhados uns ao lado dos outros, acompanhados das inenarráveis bolachinhas de água e sal. E nem vou falar nas cuspideiras, algo que deveria ser reservado para o recato das salas dos enólogos e dos provadores profissionais.

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

Populismo gastronómico

por Duarte Calvão, em 23.10.17

Quer receber muitos aplausos? Ser citado e partilhado? Quer aparecer nas televisões e jornais a dar opiniões sobre tudo o que meta garfo e faca? Quer ser reverenciado como um sábio? Ou, pelo menos, ser uma “referência”? O caminho é claro. Basta afirmar que a “cozinha portuguesa é a melhor do mundo”. Se não se atrever a tanto, diga “uma das melhores”. Mas precisa de encenar bem a coisa, pôr um ar solene de quem ponderou gravemente o que está a dizer, de quem está familiarizado com as melhores mesas do planeta e, portanto, está capacitado para, depois de muita análise, estabelecer definitivamente que “a nossa é a melhor”.

 

 

  

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:42

Joan Roca vem aí

por Duarte Calvão, em 19.10.17

 

Quem esteve na primeira edição, no ano passado, também na LX Factory, certamente não quererá perder a jornada gastronómica Estrella Damm, que, a 30 de Outubro, terá apresentações de grandes nomes da cozinha portuguesa e espanhola, com natural destaque para o mundialmente célebre Joan Roca. O dia em questão é uma segunda-feira, especialmente adequado para os profissionais do sector, a quem o Estrella Damm Gastronomy Congress é dirigido, e terá como tema a mostra de novas tendências na cozinha. Na primeira edição, compareceram quase 400 pessoas (como aqui e aqui relatámos) a este evento promovido pela cervejeira catalã, que também é organizado em Londres, Miami e Melbourne.

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Oops, já corrigido. Agradeço o reparo.

  • Martinho Cruz

    Tudo bem. Vega “Cecília” é que me ultrapassa.....

  • Anónimo

    Esta é uma boa notícia para esta altura do Natal.....

  • Duarte Calvão

    Acho, João Faria, que coloca a questão nos termos ...

  • João Faria

    É verdade que, infelizmente, a mudança ocorrida na...


subscrever feeds