Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




VinhoaoVivo.JPG

 

Eles são os primeiros a recusar as etiquetas e a preferir falar de "vivos com autenticidade e tipicidade, de forma mais natural e artesanal", mas a verdade é que muito se tem falado nos últimos tempos de "vinhos naturais" e os principais produtores portugueses e alguns estrangeiros vão estar presente neste "Vinho ao Vivo", que se realiza hoje, sexta-feira, e sábado na esplanada do À Margem, em Belém (Lisboa). 

 

 

Para quem embirra com a etiqueta justificando que vinho natural é o vinagre, diga-se, de uma forma generalista, que o que está por trás deste movimento - que embora seja uma tendência, já existe há mais de 20 anos e que surgiu em oposição à industrialização daquilo que muitos consideram uma cultura - é uma filosofia de intervenção mínima, em que o vinho se faz na vinha, da forma mais natural e sustentável possível (em regime bio ou biodinâmico) e que nada se adiciona ou se retira. Ou seja: não há junção de aditivos (a não ser a adição mínima de sulfuroso - os tãos falados sulfitos - no engarrafamento) ou leveduras que não sejam as naturais das próprias uvas/vinha/meio ambiente. Também não há clarificações ou grandes filtrações no vinho. Ah! nem certificações, o que por vezes dificulta e baralha o consumidor que quer dar os seus primeiros passos neste mundo. 

 

Mas voltemos ao Vinho ao Vivo e importa deixar claro que nem todos os produtores presentes partilham desta filosofia, ainda que estejam mais próximos dela de que da grande indústria. Este é um encontro que já se realiza desde 2010 e é organizado pela Silvia e o Nadir dos Goliardos em associação com os donos do À Margem.

 

Dizem eles, em comunicado, que este é um "encontro entre produtores que buscam com honestidade e humildade interpretar o seu terroir e um público que se quer sensível, curioso e aberto, com a exigência de uma ética e não das aparências". Continuando, deixo abaixo a lista e modo como foi feita a selecçao dos presentes, como vai ser feita a prova e, ainda, as informações básicas sobre o evento.

 

De destacar que ainda o atractivo de se poder comprar os vinhos destes produtores no local (com a possibilidade de entrega em casa) e com desconto.  De resto, como habitual, haverá animação musical e comida. 

image002.jpg

 

Selecção de Produtores: 

 

"A selecção é da responsabilidade dos Goliardos e resulta de um trabalho de campo ao longo de 12 anos de visitar as regiões e os produtores, permitindo conhecer em profundidade o seu trabalho na vinha e na adega. O objectivo do evento é promover uma cultura do vinho enquanto património humano e natural, com actores que interpretam uma paisagem a partir de um conhecimento que se constrói de geração em geração, de diferentes culturas que se encontram aqui, ao VIVO."

 

 

. Portugal


Adega Regional de Colares | Viúva Gomes (Colares) | Vale da Capucha (Lisboa, Torres Vedras) | Humus (Lisboa, Caldas da Rainha) | Casal Figueira (Lisboa, Montejunto) | Quinta da Serradinha (Lisboa, Leiria) | Dominó (Alentejo, Portalegre) | Quinta das Bágeiras (Bairrada) | Tiago Teles (Bairrada | Vinho Verde) | Coz's (Beira Litoral) | Caves São João | Bairrada) | João Tavares de Pina (Dão) | Quinta da Pellada (Dão) | Quinta da Palmirinha (Vinho Verde) | Quinta do Infantado (Douro) | Val da Figueira (Douro) | Lucinda Todo Bom (Douro) | Quinta do Romeu (Douro) | Quinta do Monte Xisto (Douro) | Mateus Nicolau de Almeida (Douro) | Quinta do Pessegueiro (Douro) | Conceito (Douro)


. Espanha


Bodegas Juan Matias i Torres (La Palma, Canarias) | Laura Lorenzo (Ribeira Sacra, Valdeorras, Galiza) | Fedellos do Couto (Ribeira Sacra, Galiza) | Marcial Dorado (Galiza) | Emilio Hidalgo (Jerez)


. França


Les Trois Petiotes (Côtes de Bourg, Bordeaux) | Bellivière (Loire) | Eric Texier (Rhône)


. Itália


Cantina G Rinaldi (Barolo) | Azienda Roagna (Barbaresco/Barolo) | Fonterenza (Montalcino, Toscana)


. Austria


Heinrich (Burgenland)


. Alemanha


Immich Batterieberg (Mosel)

 

Como decorre:

 

"Os produtores estarão situados no cais, mesmo em frente à Esplanada  À Margem. Cada participante circula de mesa em mesa de cada produtor para provar os seus vinhos, conhecer a sua história e o seu projecto. Ao longo do serão haverão concertos de música ao vivo de estilos variados, desde a música clássica, ao jazz, música do mundo. Cozinheiros de vários estilos e países prepararão ao vivo as suas especialidades."

 

Informações Úteis: 

 

Data: 30 de Junho e 1 de Julho das 19h00 às 24h00 // Local: Esplanada à Margem, Belém, Lisboa

Preço: Bilhete de 1 dia (pode ser utilizado em qualquer um dos dias): 25€ ; passe 2 dia: 40€

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:41



PUB


Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mesa Marcada - Os 12 Pratos do Trimestre


Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira os premiados e as listas...



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub





Calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Comentários recentes

  • Miguel Pires

    Tem calma, Adriano. O Yeatman ganhou no ano passad...

  • Miguel Pires

    Recebemos o comunicado ontem e ia fazer um apontam...

  • Miguel Pires

    Mais de 50% do tráfego de ontem para este blogue ...

  • Carlos Alexandre

    Recorde-se que o Bistro 100 Maneiras ganhou o maio...

  • Adriano

    Infelizmente conheço mal o "panorama". Mas acho qu...