Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Ricos, pobres, opções e preconceitos

por Miguel Pires, em 30.01.15

Violetta.jpg

"Come-se, e bem, por toda a Lisboa, e nem se fala pelo interior, um casal, com um vinho respeitável, por 80 Euros. Mas, os elitistas, não se conformam. Querem vender a imagem de um país de ricos. Onde se come, por 200 a 300 Euros em nome da nova gastronomia lusa."

 

Tomei a liberdade de pegar neste artigo do nosso leitor Teixeira, com quem gosto sempre de  "trocar umas bolas" na caixa de comentários. Ele discorda e protesta com muitas das minhas opções e opiniões (sobretudo se incluem as palavras "modernidade" ou "contemporâneo" :), mas fá-lo de forma civilizada e muitas vezes até dá a mão à palmatória quando eu contra-argumento. Não é com esse objectivo (o da palmatória) que repesco a frase do inicio deste post, retirada do seu último comentário. A mesma serve apenas para ilustrar uma série de opiniões preconceituosas que oiço amiúde - e que tenho dificuldades em compreender - em relação ao que uma pessoa pode ou não pode gastar num restaurante. Isto levou-me a um exercício (à falta de um termo melhor uso este) que gostava que me acompanhassem...

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:51

José Avillez há 12 anos

por Duarte Calvão, em 28.01.15

Quando recebeu a segunda estrela Michelin, em Novembro passado, em Marbella, José Avillez disse-me que esta tinha sido a sua primeira "entrevista", dada à página Boa Vida, do Diário de Notícias. É curioso saber o que ele pensava há 12 anos e que já tinha então a intenção de ser cozinheiro profissional, "se possível, um bom cozinheiro"...

AvillezDN1.jpg

Para quem já tem dificuldades com as letras pequenas (e não vou dizer se eu também tenho...), aqui fica só o texto, um pouco maior.

AvillezDNtexto (2).jpg

 

 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:37

A nossa festa preferida

por Duarte Calvão, em 23.01.15

salaMM.jpg

Grande festança para celebrarmos os 10 preferidos de 2014, restaurantes e chefes, que o nosso generoso e distinto painel de 90 jurados escolheu numa votação acima de qualquer suspeita. Tal como no ano passado, fomos acolhidos, na passada segunda-feira, pelo Vestigius, bar à beira Tejo, no Cais Sodré, que, como diz a expressão consagrada, foi pequeno para receber tantos convidados que nos honraram com a sua presença (foto acima)

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

MM10Pref2014-v4-2.jpg

José Avillez, Taberna da Rua das Flores e Pedro Lemos são os grandes vencedores dos Preferidos do Mesa Marcada 2014 

 

José Avillez voltou a conquistar "a dobradinha" dos prémios  "Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada 2014" ao tornar-se de novo vencedor em Chefes e em restaurantes - com o Belcanto.

 

A cerimónia, que terminou há momentos, no Wine & Gin bar Vestigius, em Lisboa, e que transmitimos aqui, premiou ainda A Taberna da Rua das Flores com o prémio "Mesa Diária", atribuido pelo júri  ao restaurante do dia a dia, ou de preço moderado, preferido de 2014.

 

Por sua vez, Pedro Lemos ao entrar no Top 10, após uma subida de 11 e 16 lugares, como restaurante e chefe, respectivamente, ganhou o prémio "Destaque do Ano". 

 

_MG_0018_Vencedores PrefMM2014.jpg

Pedro Lemos, José Avillez e André Magalhães (Taberna da Rua das Flores) os vencedores dos Preferidos do Mesa Marcada 2014 - foto: Paulo Barata

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30

MM10Pref2014-v4-3.jpg

Acompanhe aqui a transmissão dos "10 Restaurantes e 10 Chefes do Mesa Marcada 2014",  partir das 19.30h - numa parceria com o Sapo. 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

Os Preferidos do Mesa Marcada 2014 em directo

por Mesa Marcada, em 19.01.15

Ecrã_MM_Sapo.png

 

É já hoje, ao principio da noite, que se saberá quem são "10 Restaurantes e 10 Chefes do Mesa Marcada 2014", bem como os vencedores dos prémios "Mesa Diária" e "Destaque do Ano".

 

A cerimónia, que decorrerá no Vestigius, em Lisboa, será transmitida em directo, numa parceria com o Sapo. Isto quer dizer que vai poder acompanhá-la... aqui! 

 

Posts Relacionados: 

Os 3 Chefes nomeados para o prémio "Destaque do Ano" são... 

E os 3 restaurantes nomeados para o prémio "Mesa Diária" são...

Há novidades nos prémios do Mesa Marcada 2014

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:19

IMG_3523.JPG

Depois de ontem termos anunciado os nomeados do prémio "Mesa Diária" é agora a vez de revelarmos os 3 nomes que mais subiram no Top 10 dos Preferidos do Mesa Marcada 2014. Um deles (o que mais lugares subiu) ganhará o prémio "Destaque do Ano". E os nomeados são (por ordem alfabética):

 

. João Rodrigues - Restaurante Feitoria (Lisboa)

. Leonel Pereira - Restaurante São Gabriel (Almancil)

. Pedro Lemos - Restaurante Pedro Lemos (Porto)

 

Tal como o prémio "Mesa Diária", o vencedor será conhecido, segunda-feira, dia 19 de Janeiro durante a cerimónia onde revelaremos  "Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada 2014". Como habitualmente, nesse mesmo dia, todos os resultados serão publicados aqui. 

 

Posts Relacionados:

E os 3 restaurantes nomeados para o prémio "Mesa Diária" são...

Há novidades nos prémios do Mesa Marcada 2014

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:00

O problema da "gourmetização"

por Miguel Pires, em 16.01.15

Porpetas-e-a-maldição-da-gourmetização-1.jpg 

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:29

MM10Pref2014-v4-2.jpg

 

Como referimos há dias, no âmbito da eleição de "Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada 2014", pedimos ao júri que nomeasse, além do seu Top 10 de restaurantes e chefes, igualmente, 1 (e apenas só um) restaurante do dia a dia, ou de preço moderado, da sua preferência. O mais votado de todos os 90 jurados ganhará o prémio "Mesa Diária". 

 

Os resultados foram dispersos e muito interessantes (vamos tentar reuni-los num mapa que publicaremos mais tarde). Contudo, entre todos houve quem recebesse mais votos. São eles os 3 candidatos ao prémio "Mesa Diária", a saber (por ordem alfabética): 

 

. A Taberna da Rua das Flores - Lisboa

. O Talho - Lisboa

. Salsa e Coentros - Lisboa

 

O vencedor será conhecido no dia 19 de Janeiro durante a cerimónia onde revelaremos  "Os 10 Restaurantes e 10 Chefes Preferidos do Mesa Marcada 2014". E, como habitualmente, nesse mesmo dia todos os resultados serão publicados aqui. 

 

Posts relacionados:

E os 3 restaurantes nomeados para o prémio "Mesa Diária" são...

Há novidades nos prémios do Mesa Marcada 2014

 

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:00

Captura de ecrã 2015-01-14, às 15.00.39.png

O finedininglovers.com, o óptimo site de gastronomia de repercussão mundial (ligado à San Pelegrino), publica hoje um artigo sobre o Sangue na Guelra e o trabalho que os seus mentores (nossos amigos e parceiros) Ana Músico e Paulo Barata têm feito em prol dos novos valores da cozinha contemporânea portuguesa (e não só). 

 

O trabalho assinado pela jornalista Giorgia Cannarella começa por referir o facto de, em Portugal, apenas 7 dos 14 chefes com estrelas Michelin serem portugueses. "Exactamente metade. Uma das muitas contradições deste país: por um lado, óptimos produtos (e vinhos), por outro lado os melhores restaurantes estão sobre a orientação de chefes estrangeiros, enquanto os talentos locais se vão".

 

É interessante ver esta perspectiva de fora, ainda para mais vindo de alguém de um país muito fechado e dado a conflitos no que toca às suas tradições - curiosamente a autora ignora a cozinha tradicional portuguesa, mas creio que seja para não fugir ao foco do tema que quer abordar.

 

O que Cannarella refere nesta frase é um facto que continua a ter uma expressão muito superior ao que acontece em outros países com gastronomias fortes (quer no campo tradicional, quer no lado contemporâneo), como França, Itália ou Espanha. Contudo, podia ter referido que por cá as coisas têm vindo a alterar-se, como se viu nas últimas duas edições do Guia Michelin - sobretudo nesta última que acaba de colocar o Belcanto ao nível do Vila Joya e do Ocean (ou até mesmo do Mugaritz ou do Noma, que também "só" têm 2 estrelas Michelin) ou até mesmo na repercussão de acções como o Sangue na Guelra - que directa ou indirectamente, terá tido influência na escolha e vinda para o nosso país de um chefe como o ex-Noma Leonardo Pereira - que se tiver algum músculo financeiro a sustentar irá dar muito que falar no Hotel Areias do Seixo.

 

Por outro lado, é importante não entrar em preconceitos contra os estrangeiros - e a Ana e o Paulo têm o cuidado, no artigo, de mencionar a importância do seu trabalho no nosso país. Até porque a actual tendência tem muito a ver com o que certos chefes emergentes estão a fazer actualmente em países para onde foram trabalhar. Este cenário é evidente em Paris (uma boa parte do movimento bistronomic é dominado por jovens estrangeiros) e em Londres (veja-se o caso de Nuno Mendes ou do próprio Leandro Carreira, mencionado no artigo), mas também em Milão, ou Madrid (em Espanha, uma boa parte dos sub-chefes dos melhores restaurantes são latino-americanos). 

 

Tradição vs. Contemporâneo; Novas cozinhas vs. "velhas" cozinhas; Ocidente vs. Oriente - Terá mesmo de ser assim?! 

 

Já agora uma última nota que gostava de deixar, a propósito deste artigo ou de posições que tenho lido de outros intervenientes no nosso meio (nomeadamente na famosa entrevista de José Quitério, este sábado, ao Expresso): pode-se gostar mais de um tipo de cozinha do que de outra; pode-se preferir o leitão da Bairrada na  Mealhada, em vez da sua revisitação no Belcanto. Agora, por favor (e esta é a minha posição), uma coisa não impede a outra, nem tem de estar contra ela, quando o trabalho é feito com seriedade. Não compreendo que pessoas cultas e informadas digam que os japoneses não têm cozinha (como faz J. Quitério na entrevista), ou que a nova cozinha nórdica não existe, porque foi fabricada à base de subsídios estatais quando não passa de uma mera derivação dos princípios da nouvelle cuisine (como refere Fortunato da Câmara na incompreensível e arrasadora critica ao Leopold - num dos seus últimos textos na Fugas). Só posso crer que deva ser para marcarem uma posição, porque não acredito que não percebam mesmo nada do assunto. 

 

Posts Relacionados: 

 

Sangue Guelra 2014 : a guelra bombeou e o Sangue cresceu

Jantar Origens com Leonardo Pereira: entre o Noma e o mar de Santa Cruz

San Sebastian Gastronomika: a tradição já não é o que era. Ou é?

Desabafos...

 

Leia ainda:

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:45

Pág. 1/2



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Siga-nos no facebook


Mesa Marcada no Twitter


Confira as listas completas



Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Pub



Calendário

Janeiro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Comentários recentes

  • Anónimo

    Acho que não lhes vou dar oportunidade, parece que...

  • Anónimo

    Nao aconselho, procure mais avaliações sobre o loc...

  • Anónimo

    Concordo plenamente consigo, passei pelo o mesmo e...

  • Anónimo

    Boa descrição do restaurante ! Tb já lá fui e gost...

  • Fátima Bento

    Fui pela primeira vez ao Jamie's em Abril, com uma...


subscrever feeds