Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um bolo-rei excepcional

por Duarte Calvão, em 24.12.18

 

bolo_rei.jpg

Há uns dois ou três anos, o Mário Rolando deu-me de presente um bolo-rei feito por ele, com os atributos com que elaborava os seus famosos pães, entre os quais a massa-mãe e uma longa fermentação, julgo que de 48 horas. Achei extraordinário o resultado e nunca nenhum outro bolo-rei me soube tão bem, até porque não poupava nos frutos secos e nas frutas cristalizadas. Mas, na época e nos anos seguintes, ele não tinha um local onde pudesse comercializar os seus bolos-rei e pães e fiquei sempre frustrado a cada Natal que passava.

 

Agora, felizmente, consegui recuperar esse sabor inesquecível na Padaria da Esquina, em Campo de Ourique, uma parceria de Mário Rolando com Vítor Sobral. Ontem à tarde, tive muita sorte e consegui arrebatar o último que restava (na foto), os outros eram bolos-rainha, de que não gosto especialmente, porque não dispenso o colorido e os sabores das frutas cristalizadas do bolo-rei. Pesava cerca de um quilo (calculo, porque metade já se foi...) e custou 21,5 euros. Quem não for a tempo de o ter para a Consoada ou o Dia de Natal, pode sempre consolar-se no Dia de Reis.

Morada: Rua Coelho da Rocha, 108, Lisboa

Tel. 21 4193143

Leia ainda:



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog