Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A essência do Epur esteve cá em casa

por Miguel Pires, em 25.04.20

IMG_5263.jpg

 

Sim, também tenho saudades de ir a restaurantes. Não só da comida, mas também do serviço, do ritual, do convívio. E não é tanto dos lugares de cozinha caseira ou mais tradicional, porque esses sabores, bem ou menos bem, ainda vou conseguindo ir buscá-los aos livros, à memória e às receitas de família. O que tenho saudade, mesmo, é daqueles pratos que vão além do expectável, que estimulam sentidos, que me deixam arrebatado. Tenho saudade da sua beleza, da clareza dos sabores, da técnica e do talento criativo. Vincent Farges é um dos chefes em Portugal, cujos trabalho está nesse patamar. Sou fã desde os tempos da Fortaleza do Guincho e assim continuo desde que abriu o Epur, no Chiado, em 2018.

 

 

Patrocínio:

VinhoemCasa_banner.png

 

Post relacionados:

. A cozinha de Marlene Vieira esteve cá em casa

. A Taberna da Rua das Flores esteve cá em casa

. A cozinha de Vítor Sobral esteve cá em casa 

 

Leia ainda:

publicado às 14:54



Os autores

Duarte Calvão (perfil)
Miguel Pires (perfil)

Porquê?

Três autores há vários anos ligados à gastronomia e vinhos criaram este espaço para partilhar com todos os interessados os seus pontos de vista sobre o tema (ver "carta de intenções").

Pesquisar

  Pesquisar no Blog